Novas pistas poderão ter resolvido mistério de Amelia Earhart

AD / Wikimedia

A lendária aviadora Amelia Earhart junto ao seu Lockheed Electra, 6 de junho 1937

Foi há mais de 80 anos que a pioneira da aviação desapareceu sobre o Oceano Pacífico, enquanto tentavam circum-navegar o globo num Lockheed Electra.

As teorias sobre o desaparecimento de Amelia Earhart e Fred Noonan, que também estava presente no avião, recaem, principalmente, sobre duas situações: o avião despenhou-se sobre o Oceano e os dois morreram afogados, e o avião despenhou-se em Nikumaroro, uma ilha remota, onde morreram à fome.

Agora, um antropologista forense americano tem novas provas que aumentam a probabilidade de os dois terem sofrido o segundo destino, avança o The Economist.

Nikumaroro, uma das Ilhas Phoenix, é um local inóspito e era inabitável, na altura do desaparecimento de Amelia, em 1937. Três anos depois, uma equipa de investigação encontrou uma caveira humana e um esqueleto parcial.

Perto estava também um sapato, que os investigadores acreditam pertencer a uma mulher, e uma caixa fabricada em 1918, desenhada para guardar um sextante, um instrumento elaborado para medir a distância angular na vertical entre um astro e a linha do horizonte para fins de cálculo da posição e corrigir eventuais erros de navegação.

Os ossos foram recolhidos e entregues numa escola médica em Fiji, onde David Hoodless, um médico e professor de anatomia, os mediu e concluiu que pertenceram a um homem de meia idade.

Mais tarde, os ossos desapareceram pelo que o mistério baseia-se nas medições de Hoodless e na antropologia forense de 1941.

Sem os ossos, é difícil avaliar a fiabilidade das medidas. Mas o antigo diretor do Centro de Antropologia Forense da Universidade do Tennessee, Richard Jantz, evidenciou num artigo como essa disciplina era ainda primitiva na altura.

Hoodless usou fórmulas desenvolvidas por um estatístico do século XIX, Karl Pearson, para calcular a estatura a partir do comprimento do osso e concluiu que o náufrago tinha cerca de 1,66 metros de altura.

As fórmulas de Pearson são, porém, amplamente reconhecidas por subestimar a altura. Hoodless também usou três indicadores de sexo: a proporção da circunferência do fémur para o comprimento, o ângulo entre o fémur e a pélvis, e o ângulo subpúbico, entre dois ossos da pélvis, que é maior nas mulheres do que nos homens.

Desses três indicadores, apenas o ângulo subpúbico ainda é considerado válido, e nas suas notas, Hoodless não divulgou o peso relativo que deu a cada um. Ainda hoje, diz o Dr. Jantz, não é possível “acertar” sempre. Hoodless observou que os ossos eram “batidos pelo tempo”, o dano que o Dr. Jantz pensa ser mais provável de ter sido causado por caranguejos destruidores e que também pode descartar as medidas de Hoodless.

Se Hoodless estivesse certo, os restos não poderiam pertencer a Earhart, cuja licença de condução registava uma altura de 1,70 metros.

O Dr. Jantz também descreve algumas novas pesquisas sobre o assunto. Os americanos dessa era diferiram morfologicamente dos homólogos modernos. Por isso, o cientista comparou as medidas de Hoodless com as dos esqueletos de 2.700 americanos brancos que morreram entre os séculos XIX e XX. Jantz incluiu as medidas dos ossos de Earhart calculados a partir de fotografias e conclui que os ossos mais pareciam os do náufrago do que 99% da amostra de referência.

A descoberta pode ser suficiente para convencer aqueles que até agora apoiaram a conclusão de Hoodless. Mas é improvável que silencie os teóricos da conspiração que continuam a pensar no desaparecimento de Earhart.

A verdade pode nunca ser totalmente descoberta. Mas mesmo que aqueles que afirmam que se afogou consigam explicar a semelhança que o Dr. Jantz descobriu, outro mistério aguarda agora uma resposta: Se o náufrago não era Earhart, então quem era?

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quanta bobagem. Tentar descobrir apenas por medições anotadas, se ossos que já não existem mais, pertencem aos dois desaparecidos! E por que Amelia e Fred Noonan, o navegador do avião, usariam um sextante de 1918 que estava junto aos ossos, em 1939? A ilha Gardner, onde foram encontrados os supostos ossos, encontra-se a 650 km ao Sul da ilha Howland onde se encontrava o navio balizador que aguardava o avião; muito distante, seria um erro de navegação muito grande. Alem disso o radio-operador do navio balizador ouviu a última transmissão muito mais clara do que durante o voo; sinal de que estavam muito próximos da ilha Howland, o seu destino. Portanto, tudo indica que caíram na água ou pousaram no mar, próximo a ilha Howland, pois estavam quase sem combustível porque encontraram ventos contrários e tempestade no caminho. Existem planejamentos de buscas submarinas do avião na área próxima a ilha, através de um batiscafo, em uma área que é mantida em sigilo pelos pesquisadores americanos que usaram os sinais de radio e computadores, em uma complexa pesquisa, para determinar o local aproximado.

RESPONDER

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …

Exames nacionais e provas de aferição deverão “retomar a normalidade” este ano

Depois de dois anos letivos condicionados pela pandemia da covid-19, o Governo está apostado em retomar, entre outras formas de avaliação, a obrigatoriedade de exames nacionais nas disciplinas de conclusão do ensino secundário. Os exames nacionais …