Nova técnica permite criar modelos 3D de fetos

Sociedade Radiológica da América do Norte

Modelo 3D de um feto com 26 semanas

Modelo 3D de um feto com 26 semanas

Um grupo de cientistas brasileiros desenvolveu uma tecnologia que permite criar um modelo virtual em três dimensões de um bebé que ainda esteja dentro do útero – sendo também possível imprimir um modelo 3D do feto.

A nova técnica funciona através da fusão de imagens de ultrassom com imagens por ressonância magnética, de modo a construir um modelo 3D que pode ser observado graças à realidade virtual.

A ressonância magnética é utilizada apenas quando uma ecografia não fornece imagens com qualidade suficiente para verificar o desenvolvimento do bebé. E esta é a primeira vez que os médicos combinam as duas técnicas.

“Acreditamos que estas imagens ajudarão a facilitar uma discussão multidisciplinar sobre algumas patologias, e vão oferecer uma nova experiência aos pais que queiram seguir o desenvolvimento dos seus filhos”, explicou ao Mirror um dos responsáveis pela pesquisa, Heron Werner, da Clínica de Diagnóstico por Imagem, no Rio de Janeiro.

De acordo com o especialista, os modelos 3D têm sido notavelmente semelhantes à aparência do recém-nascido e podem ajudar os médicos a prever dificuldades, como problemas nas vias aéreas.

“É crucial que as vias aéreas estejam abertas e desbloqueadas antes do nascimento, portanto, se os médicos descobrirem algo anormal poderão preparar rapidamente uma cirurgia para resolver o problema logo depois de o bebé nascer”, adiantam os especialistas.

A tecnologia desenvolvida cria um mapa de toda a estrutura interna e externa do feto, permitindo analisar ao pormenor os órgãos vitais que estão em desenvolvimento e reconstituir as várias partes do corpo do bebé em 3D.

Para além disso, uma ecografia é um momento muito emocionante durante a fase da gravidez e esta nova técnica pode melhorar essa experiência.

Os especialistas conseguem observar o bebé ainda na barriga da mãe através do Oculus Rift, um equipamento de realidade virtual que permite estudar a anatomia 3D fetal com simples movimentos da cabeça e ouvir os batimentos cardíacos do feto.

“A experiência com o Oculus Rift tem sido maravilhosa. O equipamento fornece imagens fetais que são bem mais nítidas e claras do que imagens de ultrassom e de ressonâncias magnéticas”, afirma Warner.

Até ao momento, a técnica só foi testada numa clínica no Rio de Janeiro, no Brasil, onde demonstrou detetar anormalidades internas que exigiam uma cirurgia pós-natal imediata.

A equipa de Werner está a aperfeiçoar o “software” com a ajuda de engenheiros da Universidade Católica do Rio de Janeiro, e a estimativa é que a nova tecnologia esteja no mercado daqui um ano, para ser utilizada em todo o mundo.

Este projeto vai ser apresentado no dia 30 de Novembro no congresso anual da Sociedade Radiológica da América do Norte, em Chicago.

BZR, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …

Quatro mortos em manifestações na Bolívia. São 23 desde o final de outubro

Comissão Interamericana de Direitos Humanos registou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira. Já houve 23 vítimas mortais desde o final de Outubro, início da crise social e política na Bolívia. Quatro pessoas morreram no sábado em …

UE acusada de pagar aos próprios traficantes para travar imigração

A União Europeia conta com um processo no Tribunal Penal Internacional interposto por Omer Shatz e Juan Branco. A UE é acusado de pagar aos próprios traficantes para parar a imigração. Omer Shatz, advogado e professor …

Governo quer ter a primeira refinaria de lítio da Europa

O Governo quer abrir a primeira refinaria de lítio no continente europeu. No entanto, João Galamba refere que tudo depende dos resultados do estudo de impacto ambiental das minas. Sem confirmar que venha a haver minas …

Cientistas desvendam novas pistas sobre o maior macaco que já existiu

O mítico "Bigfoot" é uma criatura lendária mas, durante milhões de anos, o verdadeiro — um símio com o dobro do tamanho de um ser humano adulto — percorreu as florestas do Sudeste Asiático, antes …

Preço do tabaco pode aumentar. Decisão cabe ao Governo

Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um aumento do preço do tabaco, e a decisão depende agora do Governo. Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um …

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …