Nova técnica de edição genética é testada em humanos pela primeira vez

microbeworld / Flickr

Tratamento tradicional da leucemia: células-T do sistema imunitário (ao centro) ligam-se aos grânulos que provocam a divisão celular

Tratamento tradicional da leucemia: células-T do sistema imunitário (ao centro) ligam-se aos grânulos que provocam a divisão celular

Um grupo de investigadores chineses está a conduzir a primeira pesquisaem seres humanos envolvendo material genético modificado. A metodologia consiste em injetar em pacientes com cancro células com genes editados a partir de uma técnica batizada de CRISPR-Cas9.

Trata-se de um método revolucionário o suficiente para que os cientistas possam afirmar, com total certeza, que ninguém no mundo publicou um estudo semelhante e de tamanho impacto clínico e científico na área da oncologia até agora.

O tratamento foi levado a cabo a 28 de outubro, pelas mãos do oncologista e cientista-chefe da pesquisa Lu You, ao lado de sua equipa da Universidade de Sichuan, em Chengdu, China. A experiência ocorreu no West China Hospital, na mesma cidade.

Apenas um paciente recebeu a injeção com genes modificados. Contudo, se a experiência continuar sem efeitos adversos nocivos, mais nove pacientes integrarão o grupo de estudo. Cada indivíduo receberá entre uma a quatro injeções com o material.

O processo consiste da remoção de células imunitárias do sangue do paciente, para posterior edição genética com a técnica CRISPR (com ADN apagado, que dá lugar a um novo, programado) e reintegração ao sistema circulatório do indivíduo.

Vários outros investigadores publicaram trabalhos sobre a questão da edição genética e a sua relação com a cura para o cancro, apesar de não terem mencionado nada semelhante à nova técnica. A CRISPR é relativamente fácil de usar e, teoricamente, pode resolver a maioria dos problemas relacionados com problemas genéticos que afligem a humanidade. Por outras palavras, o método pode servir como tratamento da leucemia e de vários outros tipos de cancro e de doenças raras.

A comunidade científica aguarda agora com grande expectativa pelos resultados da pesquisa, que, caso sejam positivos, farão com que a técnica se dissemine por todo o mundo, estabelecendo um caminho mais curto para a cura.

De fora não fica uma certa competição entre investigadores chineses e norte-americanos, que trabalham para encontrar uma solução para as neoplasias malignas, onde os grandes beneficiados com todos estes esforços poderão ser os pacientes.

ZAP / Canal Tech

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Os misteriosos relâmpagos azuis podem ser mais comuns do que pensávamos

Além de ser um dos fenómenos mais espetaculares, o relâmpago é também um dos mais misteriosos. Apesar de as tempestades não serem assim tão raras, os cientistas ainda não entendem completamente estas descargas elétricas geradas …

Presidenciais. Grandes vencedores e (poucos) derrotados

Num ato eleitoral marcado pela pandemia de covid-19, que chegou a trazer incerteza aos prognósticos precoces que há meses se alinhavavam, Marcelo Rebelo de Sousa, reeleito à primeira volta, é o grande vencedor da noite. …

A inclinação de Saturno é provocada pelas suas luas (e vai aumentar)

Uma equipa de cientistas concluiu que a influência dos satélites de Saturno pode explicar a inclinação do eixo de rotação do planeta. Dois cientistas do CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique) e da Universidade Sorbonne, …

Marcelo. O que os portugueses querem (e o que não querem)

Num discurso de vitória após as eleições presidenciais deste domingo, Marcelo Rebelo de Sousa assumiu uma postura de estado e começou por recordar as vítimas da pandemia de Covid-19 no seu pior dia de sempre …

Entre o "contributo singular" de João Ferreira e a "onda liberal" de Mayan, Marisa Matias assume derrota

Marisa Matias foi uma das grandes derrotadas da noite de eleições presidenciais, ficando-se pelo quinto lugar, atrás de João Ferreira, o candidato do PCP. Já Tiago Mayan Gonçalves ficou no sexto lugar, à frente de …

Ana Gomes aponta o dedo a Costa e à esquerda e diz que travou Ventura sozinha

Ana Gomes considera que a sua candidatura conseguiu travar "a progressão da extrema direita" quando os partidos de esquerda se preocuparam apenas com as suas "agendas políticas". No rescaldo da reeleição de Marcelo Rebelo de …

De diferentes cidades, mas com o mesmo nome. Quatro estranhos chamados Paul O'Sullivan formaram uma banda

A banda Paul O'Sullivan apresenta Paul O'Sullivan no baixo, guitarra, bateria e voz. Porém, não é uma banda de um homem só. Cada membro é um músico diferente com o mesmo nome: Paul O'Sullivan. "Uma noite, …

Ventura celebrou "noite histórica", demitiu-se do Chega e avisou o PSD

André Ventura começou por assinalar a "noite histórica" face aos resultados que obteve nas eleições presidenciais 2021. Mas como ficou em 3º lugar, atrás de Ana Gomes, anunciou a demissão do Chega. "Fiquei aquém dos 15% …

Região italiana da Lombardia esteve confinada durante uma semana por engano

A Lombardia, coração económico do norte de Itália, foi confinada e classificada como zona vermelha por engano durante uma semana, devido a estatísticas erradas sobre covid-19, e só ontem um decreto governamental retificou a situação. Devido …

Rio destaca "esmagamento da esquerda" e pede a Marcelo para ser "um bocadinho mais exigente"

"A marca mais forte" destas eleições presidenciais é "a derrota do PS". A análise é de Rui Rio, presidente do PSD, que fala do "esmagamento da esquerda" e da "vitória do candidato do centro", apelando …