Nova espécie de pássaro descoberta no Brasil já corre risco de extinção

DR Ciro Albano, luiz.pedreiragonzaga / Facebook

Scytalopus gonzagai, o macuquinho-preto-baiano

Scytalopus gonzagai, o macuquinho-preto-baiano

Vinte anos após o início das investigações de Luis Antonio Pedreira Gonzaga, cientista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi descoberta, numa faixa estreita de Mata Atlântica, no litoral da Bahia, uma nova espécie de pássaro, o Scytalopus gonzagai.

O  pássaro recebeu o nome de macuquinho-preto-baiano.  Mas entretanto, a espécie já corre risco de extinção.

O biólogo especializado em ornitologia Giovanni Nachtigall Maurício, professor de gestão ambiental da Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e primeiro autor do artigo de descrição da espécie, disse à Agência Brasil  que os cálculos feitos durante a pesquisa de campo estimaram em quase 3 mil o número destes pássaros na região.

A estimativa foi baseada no cálculo da área disponível e da densidade. A partir desses dados, os investigadores extrapolaram a informação para toda a área possível.

“Fizemos um cálculo e, depois, uma extrapolação, que indicou que a espécie teria cerca de 2.888 pássaros. O cálculo foi a base para a conclusão de que a espécie está em risco de extinção”, relatou o biólogo.

Depois desses cálculos, a equipa de investigadores usou os critérios da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), “que são critérios universais para o estudo de espécies ameaçadas. O conjunto de critérios vai mostrar o grau de ameaça à espécie. Ela enquadrou-se na categoria de espécie em perigo. Esta é uma categoria de ameaça oficial”.

A regra geral estabelece que até 2.500 indivíduos, a espécie seria considerada criticamente em perigo; de 2.500 até 10 mil indivíduos, é considerada em perigo; e de 10 mil até 20 mil, é vulnerável.

A descoberta da espécie

Giovanni Maurício explica que o embrião da descoberta foi a investigação independente do professor da UFRJ Luiz Antonio Pedreira Gonzaga e colegas.

Numa homenagem a Gonzaga, a nova espécie foi baptizada com o seu nome.

À época, por volta de 1993,  os investigadores acreditaram que se tratava de um macuquinho-preto comum, encontrado no Sul e no Sudeste do país, razão pela qual “não foi descrita na altura como uma nova espécie”, explica Maurício.

Segundo o especialista, só em 2002 se começou a desconfiar que se tratava de uma nova espécie. “A cauda era menor e a asa, maior”, conta Maurício.

A cor foi outro factor de distinção, e o Scytalopus gonzagai apresenta um ritmo de canto mais forte, com diferentes vocalizações.

Duas expedições, feitas em 2004, com o apoio da Save Brasil, vinculada à ONG inglesa à Birdlife Internacional, e em 2006, promovida pela Fundação Grupo Boticário de Protecção à Natureza, puderam  investigar mais profundamente o pássaro, nas montanhas do sudeste da Bahia.

A informação recolhida nestas expedições permitiram que se chegasse à descoberta deste ano e à confirmação de que se tratava de uma espécie nova.

Maurício acredita que nos próximos um ou dois anos serão descobertas mais espécies, não ameaçadas de extinção, porque têm uma distribuição maior.

“Continuamos a trabalhar para isso”, diz o investigador.

ZAP / Agência Brasil

PARTILHAR

RESPONDER

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …

Booking abandona a criptomoeda do Facebook

  Booking junta-se ao Mastercard, eBay, Visa, PayPal, Stripe e Mercado Pago e desiste do projeto da Associação Libra, promovida por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, para a desenvolver a infraestrutura financeira que está na base …

Michael Jackson era "doente mental" e uma pessoa "perturbadora", diz Elton John

Elton John defende na sua autobiografia que Michael Jackson era "verdadeiramente doente mental" e uma pessoa "perturbadora", recordando os encontros que teve com o rei da pop, falecido em junho de 2009. O músico britânico escreveu …