Cientistas perto de criar exame de sangue universal para todos os tipos de cancro

Chama-se CancerSEEK e pode vir a revolucionar a luta contra o cancro. Os investigadores acreditam que este novo teste ao sangue pode detetar oito tipos comuns de cancro com bastante antecedência.

Uma equipa de cientistas da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, diz estar mais perto de criar um exame de sangue universal, capaz de identificar todos os tipos de cancro. Segundo a BBC, o teste foi capaz de identificar oito tipos de cancro e foi considerado bem-sucedido em 70% casos.

Segundo o estudo publicado esta quinta-feira na revista Science, o novo teste, designado CancerSEEK, é realizado através de uma biopsia líquida, que permite aceder ao material genético do tumor de forma não invasiva, recorrendo apenas a uma análise de sangue.

Através do novo teste, os cientistas conseguem procurar mutações em 16 genes – associadas à presença de um desses oito cancros – e a oito proteínas – libertadas no sangue por tumores malignos.

Segundo o Expresso, a descoberta está a ser classificada como “muito excitante” pelo potencial de salvar milhares de vidas. Cristian Tomasetti, que integra a equipa da Faculdade de Medicina de Johns Hopkins, nos EUA, considera que esta descoberta “pode vir a ter um enorme impacto na taxa de mortalidade por cancro”.

A equipa de investigadores desenvolveu esta nova análise e testou-a em 1005 doentes oncológicos. Em 70% dos casos, conseguiu apurar a existência de cancros no estômago, ovários, fígado, pâncreas, esófago, cólon, pulmão e mama antes de ser tarde demais.

As probabilidades de um cancro poder ser tratado aumentam quanto mais cedo for detetado e, até agora, não havia forma de detetar cinco dos oito tipos de cancro investigados.

“Estamos a ver, pela primeira vez, um potencial de teste sanguíneo que pode detetar vários tipos de cancros maus que, até agora, só eram diagnosticados muito tarde, quando surgiam os primeiros sintomas”, acrescentou à ABC News, Peter Gibbs, do Instituto Walter e Eliza, em Melbourne, que também integra a equipa.

Os cientistas vão agora testar a nova análise em dez mil pessoas que não foram diagnosticadas com cancro. O caso que mais entusiasma os investigadores é o cancro do pâncreas, que tem poucos sintomas e, na maioria das vezes, é diagnosticado demasiado tarde.

Além disso, este teste poderá igualmente identificar os tipos de cancro que um doente pode ter tido no passado, o que não sucede com os atuais exames. Não havendo dúvidas da importância e da utilidade do CancerSEEK, a maior questão prende-se agora com o preço.

“Suspeito que ronda os mil dólares ou algo assim, mas tal como acontece com a maioria das tecnologias, as coisas vão ficando mais baratas ao longo do tempo, pelo que temos esperanças de que o preço baixe para poucas centenas de dólares”, refere Gibbs.

No entanto, Paul Pharoah, professor de epidemiologia do cancro na Universidade de Cambridge, citado pela BBC, defende a necessidade de haver mais investigação em torno deste novo teste.

“Demonstrar que um teste consegue detetar cancros avançados não significa que esse mesmo teste venha a ser útil na deteção de cancros precoces e, menos ainda, os pré-sintomas de um cancro. A deteção de cancros de nível um foi apenas de 40%”, conclui.

ZAP // Nature

PARTILHAR

RESPONDER

Portugueses criam nanomateriais feitos de algas para despoluir água

De algas abundantes no litoral de Portugal, investigadores da Universidade de Aveiro extraíram biopolímeros capazes de remover alguns poluentes da água, como antibióticos ou herbicidas. Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) demonstrou que …

O novo Oumuamua pode ter sido captado numa fotografia a cores

Os astrónomos do Observatório Gemini no Hawai tiraram a primeira fotografia do GB00234, agora rebatizado para C/2019 Q4 Borisov, um objeto que pode ser o segundo corpo celeste interestelar a entrar no Sistema Solar. A imagem …

Volkswagen revela o novo ID.3, "o carro elétrico do povo"

https://vimeo.com/360579859 No Salão Automóvel da Frankfurt, a Volkswagen revelou o novo ID.3, o seu primeiro carro elétrico. Com um preço "abaixo dos 30 mil euros", é tido como acessível para as massas. A revolução dos automóveis elétricos …

Benfica 1-2 Leipzig | Águias sem asas para o Leipzig

O Benfica arrancou a sua participação na fase de grupos da Liga dos Campeões 2019/20 da pior forma, com uma derrota caseira por 2-1. A formação “encarnada” recebeu o Leipzig e nunca conseguiu dominar o futebol …

A faca, o casaco, a secretária e outros objetos de Anthony Bourdain vão a leilão

Uma faca feita a partir de um meteorito, um casaco personalizado da marinha norte-americana e uma prensa para ossos de pato são três dos 215 objetos de Anthony Bourdain que vão ser colocados à venda …

Já vai poder dormir no castelo de "Downton Abbey" (mas com algumas condições)

O castelo de Highclere, que os fãs da série Downton Abbey conhecem como a casa da família ficional Crawley, está a receber hóspedes. O conde de Carnarvon resolveu abrir as portas a apenas dois convidados, a …

Tinder produz a sua primeira série de televisão (e é “apocalíptica”)

A aplicação de encontros Tinder já terminou as filmagens da sua primeira série de televisão no âmbito da intenção do seu proprietário, o Match Group, de aprofundar a criação de conteúdos originais. Fazer novos programas faz …

Sondagens à boca das urnas mostram empate técnico entre Netanyahu e Gantz

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu e Benny Gantz, antigo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas que lidera a coligação centrista, estão numa situação de empate técnico nas primeiras sondagens à boca das urnas. Esta terça-feira, …

Dois youtubers detidos a tentar invadir a Área 51

Quatro dias antes do evento mundial, dois youtubers adiantaram-se e foram detidos na última terça-feira por tentarem invadir a Área 51, uma base militar secreta dos Estados Unidos. Ties Granzier e Govert Sweep, dois holandeses de …

Onda de bebés nascidos com mãos deformadas abre investigação na Alemanha

As autoridades de saúde lançaram uma investigação depois de três bebés nasceram com deformações raras das mãos nos últimos quatro meses num hospital alemão. "Entre junho de 2019 e o início de setembro de 2019, um …