Nota artística: PPM = Porto, Paços, Montpellier

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Encontro relativo à vigésima terceira jornada da primeira divisão nacional do futebol masculino em Portugal. FC Porto recebe FC Paços de Ferreira. Duas equipas do top-5. Deverá ser um jogo agradável. Pois. Mas ali para os lados do Dragão, e nas suas redondezas, ainda estão todos a pensar em Turim e naquela grande noite europeia.

Por falar em grande noite, já começou em Montpellier? Já. Ei! Já começou e já estamos a perder por tantos golos. Vai ser lindo…

Aqui mais perto, no Porto, a equipa da casa entrou em campo tal como tinha entrado contra a Juventus. Sinal de confiança por parte de Sérgio Conceição. E, provavelmente, sinal de gratidão pelo que aconteceu em Itália.

Previa-se um FC Porto superior ao Paços de Ferreira. Mas também se previa um cansaço mais visível do que o habitual nos campeões nacionais. Foi um duelo cansativo na Liga dos Campeões, foi um prolongamento e foi uma sequência longa de dois jogos por semana, ao longo deste ano. E, também durante 2021, só nestes dois meses e meio, os portistas já jogaram mais sete vezes do que os pacenses. O Paços tem menos sete jogos nas pernas do que o adversário.

E curiosamente, na classificação, o Paços estava a sete pontos de distância do adversário, antes desta partida.

Assim, não foi surpreendente a falta de velocidade do FC Porto. Numa primeira parte fraca, os visitantes estiveram muito bem a defender mas também não foi difícil travar um conjunto portista lento e previsível. Pepe ainda esteve perto do golo quase no final do primeiro tempo mas basta referir que, ao longo dos primeiros 45 minutos, o número de remates à baliza do Paços foi…zero.

Música para esta primeira parte? Talvez:

Intervalo no Porto e intervalo em Montpellier. Estamos a perder, mas é por pouco.

Se queria vencer, o campeão tinha que mudar depois do intervalo. E mudou. Mais garra, mais agressividade, e Mbemba acertou no ferro. Marega obrigou o guarda-redes Jordi a mexer-se a sério, pela primeira vez. O Paços nem sabia o que era atacar até então, mas depois Marchesín protagonizou uma grande defesa, perante a tentativa de Marcelo.

Último quarto de hora: caminhamos para o 0-0?

Não. Dois golos em pouco mais de um minuto, de dois capitães e de dois internacionais portugueses, resolveram a questão.

Um senhor jogador assistiu no primeiro e marcou no segundo. Sim, marcou outra vez. Três golos em meia semana. Um senhor jogador que, há uma década, chegou à final de um Mundial de juniores na Colômbia. Mas há muito tempo que Sérgio Oliveira deixou de ser júnior. E há muito que não deve ir à Colômbia.

Pronto, resultado fechado.

E em Montpellier…ganhámos? Ganhámos! Seguem duas vitórias, à mesma hora, para alguém que brilhou na arena ali ao lado durante uma década. Olhemos para cima.

Nuno Teixeira Nuno Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rússia vai dar início à retirada de tropas perto da fronteira com a Ucrânia

A Rússia anunciou que vai iniciar, esta sexta-feira, a retirada das suas tropas concentradas perto da fronteira com a Ucrânia e na Crimeia anexada, referindo que os exercícios foram concluídos. "As tropas demonstraram a sua capacidade …

KPMG desconhecia problemas no BESA que justificassem reserva às contas

A KPMG Portugal afirmou, numa carta enviada à comissão de inquérito do Novo Banco, que desconhecia factos no BES Angola que pudessem levar a uma opinião com reservas às contas do BES. A KPMG Portugal desconhecia …

Ferro Rodrigues está "perfeitamente de acordo" com Marcelo sobre enriquecimento ilícito

O presidente da Assembleia da República (AR) concorda com o Presidente quanto à urgência de melhorar a lei contra o enriquecimento ilícito e diz que isso pode ser feito sem pôr em causa princípios constitucionais. Numa …

Índia regista subida drástica de infeções e mortes. EUA com 200 milhões de vacinas tomadas

O número de novas infeções pelo coronavírus dispararam na Índia, com a falta de preparação do Governo e a forma como a pandemia tem sido gerida apontadas como causas para a subida dos casos e …

Técnicos de diagnóstico. Depois de mais uma coligação da oposição, Executivo avalia o que fazer

Depois de mais uma coligação da oposição, o Governo "está a avaliar" o que irá fazer em relação à aprovação das mudanças na carreira de Técnico Superior de Diagnóstico e Terapêutica.  De acordo com o semanário …

Diretor de Finanças de Lisboa está em substituição desde 2015. Já ultrapassa tempo de comissão de serviço

Fernando Lopes, a maior estrutura regional da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), é diretor da Direção de Finanças de Lisboa em regime de substituição desde março de 2015. Quando a então diretora regional, Helena Borges, foi …

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …