Noruega: coligação em risco devido ao regresso de jovem que casou com membros do Daesh

(cv)

Uma norueguesa, hoje com 29 anos, partiu de Oslo para a Síria, em 2013, onde casou com dois membros do Estado Islâmico, mortos em combate, dos quais teve dois filhos. Este fim de semana viu autorizado o seu regresso ao país de origem, o que originou um debate interno e ameaça criar uma crise política no Governo.

Segundo noticiou o Observador, antes de partir para a Síria, a mulher – criada no seio de uma família norueguesa/paquistanesa e agora mãe de um rapaz de cinco anos e de uma rapariga de três -, jogava futebol e frequentava a universidade.

Devido à estado de saúde de um dos seus filhos, recebeu a autorização para voltar para a Noruega, o que pode levar a uma crise política no Governo, com o Partido do Progresso (uma formação de tendência xenófoba) a discordar do seu regresso, por se tratar de uma “terrorista” e estar acusada de crimes puníveis até seis anos de prisão, informou a Reuters.

Por motivos de “segurança nacional”, a jovem encontra-se detida até ser presente a tribunal. As crianças estão a ser vigiadas no Hospital de Oslo.

“Ela detesta tudo o que nós representamos. Fez parte de uma organização extremista que espalhou o terror com decapitações, execuções em massa, sequestros e violações. Não queremos cá pessoas destas nem queremos que as autoridades norueguesas gastem recursos com ela”, assumiu Jon Engen-Helgheim, porta-voz do partido de extrema-direita.

Já a primeira-ministra da Noruega e líder do Partido Conservador, Erna Solberg, salientou o facto de a criança doente precisar de “receber tratamento médico na Noruega”, numa reação claramente oposta à do Partido do Progresso, notou o Observador.

Entretanto, a ministra das Finanças, Siv Jensen, renunciou ao cargo e fez saber que concorda com os cuidados médicos oferecidos à criança, mas não com o apoio aos adultos com ligações a grupos extremistas. Erna Solberg, por sua vez, vai continuar a liderar o novo governo minoritário.

O advogado da jovem, Nils Christian Nordhus, admitiu que a mesma está disponível para colaborar com as autoridades e que nega todas as acusações relacionadas com terrorismo.

“Esta mulher quer lidar com o que fez no passado. Cabe aos procuradores provar a sua participação em ações terroristas ou de combate. A verdade é que este caso se resume ao facto de ela ter estado na Síria e ter conhecido pessoas que estavam envolvidas em organizações terroristas”, indicou.

Estima-se que 12 mil estrangeiros continuem detidos em campos de refugiados sírios, incluindo 8700 crianças de mais de 40 nacionalidades, segundo dados da associação internacional Save the Children.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Então o médio oriente não serve para estes insurgidos?
    O ocidente é o inimigo até precisarem de tecnologia, medecina, liberdade e comida!

    Belos hipócritas, que nos odeiam mas não querem viver noutro sitio que não no nosso tão perfeito inferno ocidental!

  2. É o grande dilema : ” O que fazer dos Nacionais que abraçaram causas terroristas, Islâmicas ou outras” , e que recorrem a ajuda dos “Infiéis” quando se vem a rasca ???……… Propostas não faltam de certeza !.. Por mim é Prisão perpétua por actos e apoio a grupos terroristas, que matam indiscriminadamente pessoas com a maior frieza !

RESPONDER

Justiça suíça acusa presidente do PSG e ex-responsável da FIFA de gestão danosa

O presidente do Paris Saint-Germain e um antigo secretário-geral da FIFA foram acusados de gestão danosa pela justiça suíça, numa investigação sobre os direitos televisivos do Mundial de futebol. O Ministério Público da Suíça acusa Nasser …

PJ deteve falsa psiquiatra que dava "consultas" em casa em Braga

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher, de 38 anos, que se fazia passar por médica psiquiátrica e que dava "consultas" na sua residência. Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) de Braga refere que, …

Dinheiro do prémio "Nobel Alternativo" usado para criar fundação Greta Thunberg

A Fundação Right Livelihood, que atribui os prémios "Nobel Alternativo", anunciou esta quinta-feira que entregou o valor monetário do prémio atribuído, em setembro passado, a Greta Thunberg para estabelecer uma fundação. "Estamos felizes por o prémio …

Bruxelas quer um mercado único para os dados europeus

A União Europeia (UE) apresentou na quarta-feira planos para criar um mercado único para todos os dados europeus, de forma a ajudar a criar 'startups' que consigam competir com as grandes empresas de tecnologia. Segundo noticiou …

Misericórdias recusam eutanásia. Mas aceitam ajudar utentes que optem por colocar fim à vida

A União das Misericórdias decidiu na quarta-feira que as suas instituições não vão praticar atos de eutanásia, caso seja legalizada em Portugal, mas está disponível para intermediar o acesso dos seus utentes a instituições que …

Efacec demarca-se de Isabel dos Santos. Salários não estão em risco

O Conselho de Administração da Efacec Power Solutions garantiu, esta quinta-feira, que tem "uma gestão independente e reúne todas as condições para honrar os compromissos acordados" com todos os colaboradores e fornecedores. Esta posição surge na …

Morreu Pedro Baptista, comissário das comemorações da Revolução Liberal do Porto

O antifascista, escritor e ensaísta morreu, esta quinta-feira, aos 71 anos, informou fonte da Câmara Municipal do Porto, onde era deputado da Assembleia Municipal, eleito pelo movimento independente do presidente Rui Moreira. Pedro Rocha Baptista nasceu …

Fatura detalhada de combustível obrigatória a partir de agosto

As faturas dos postos de combustível vão detalhar, a partir de agosto, taxas e impostos cobrados, o sobrecusto da incorporação de biocombustíveis e descontos, nomeadamente. O regulamento da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) pretende melhorar …

Ventura pedirá "reunião de emergência" a Ferro se castração química não subir a plenário

O deputado único do Chega, André Ventura, afirmou hoje que irá pedir uma "reunião de emergência" ao presidente da Assembleia da República se o diploma que prevê a castração química para agressores sexuais de menores …

Grupo TAP com prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018. De acordo com o comunicado da TAP SGPS, …