O norte magnético da Terra move-se a uma velocidade sem precedentes em direção à Rússia

Novos dados de satélite indicam que o pólo norte magnético da Terra se move a uma velocidade sem precedentes e cada vez mais rápida à medida que avança para a Rússia, mais precisamente em direção à Sibéria, segundo a Administração Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA). 

Os dados foram apresentados esta semana pelo Centro Nacional de Dados Geofísicos dos Estados Unidos (NGDC), em colaboração com o British Geological Survey (BGS).

De acordo com o mais recente modelo magnético global, que vai vigorar até 2025, prevê-se que o “pólo norte magnético da Terra continuará à deriva em direção à Rússia, embora a uma velocidade lentamente decrescente, até aproximadamente 40 quilómetros por ano”, explica a NOAA em comunicado.

Esta velocidade, apesar de decrescente, é muito maior do que a registada em décadas anteriores. “O pólo norte magnético vagou lentamente pelo norte do Canadá de 1590 até meados de 1990 e depois acelerou nos últimos 20 anos, passando de 10 quilómetros por ano para mais de 50 quilómetros por ano”, explicou o cientista Ciaran Beggan, do BGS, em declrações ao jornal britânico Daily Mail.

“Pelo contrário, o pólo sul magnético quase não se moveu nos últimos 100 anos, uma vez que o fluxo do núcleo externo é muito mais silencioso”, acrescentou.

Depois de estar perto do Canadá durante centenas de anos, recorde-se, o norte magnético começou a mover-se rapidamente em direção à Sibéria desde o início do ano.

“Acreditamos que o pólo norte magnético foi absorvido por uma corrente de jato em movimento rápido perto do topo do planeta e que esta está a fazer com que [o norte magnético] seja arrastado do Canadá para a Sibéria”, acrescentou.

Campo magnético enfraquece 5% a cada ano

O modelo agora apresentando frisa ainda que o campo magnético enfraquece cerca de 5% a cada século. Se esta tendência se mantiver, poderá ser revertido.

Como o modelo do campo magnético mundial é amplamente utilizado em sistemas de navegação, civis e militares, a Administração Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos atualiza periodicamente as suas informações.

Os pólos norte e sul magnéticos deslocam-se e não coincidem com os pólos norte e sul geográficos, apesar de serem próximos geograficamente. Na longa história do planeta, o pólo norte magnético nem sempre esteve no norte geográfico e até já chegou a estar a sul – a inversão dos pólos ocorreu já várias vezes, não tendo sido registada nos últimos 780 mil anos. A inversão é um fenómeno gradual, durando cerca de cem mil anos ou até mais.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Pfizer pode ter vacina ainda neste ano. Guterres exige que esteja “disponível e acessível” para todos

A farmacêutica Pfizer está otimista em relação à perspetiva de fornecer uma vacina contra a covid-19 ainda em 2020. O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, exigiu que esteja “disponível” e “acessível” para todos. Albert Bourla, …

Nem um carro consegue esmagar este besouro indestrutível

O diabólico besouro de ferro tem um dos mais resistentes exoesqueletos naturais. A forma como este animal consegue sobreviver pode inspirar o desenvolvimento de novos materiais com a mesma dureza. Engenheiros da Universidade da Califórnia e …

OSIRIS-REx recolheu demasiadas amostras do Bennu (e está a perder parte delas)

A NASA revelou que a sonda OSIRIS-REx conseguiu recolher uma grande amostra de partículas do asteróide Bennu - tanto material que fez com que a tampa do compartimento não fechasse corretamente. Na semana passada, a sonda …

Cientistas captam atmosfera de um extraordinário exoplaneta que não deveria existir

Uma equipa de cientistas da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, captou a atmosfera de um exoplaneta "que não deveria existir" ao analisar dados do telescópio TESS da agência espacial norte-americana (NASA). O planeta em causa …

Refrigerantes light causam o mesmo risco de doenças cardíacas que bebidas normais

Um novo estudo da Universidade Sorbonne, em Paris, descobriu que bebidas adoçadas artificialmente - como as light, diet e zero - podem ser tão prejudiciais para o coração quanto os refrigerantes normais. Os investigadores, que acompanharam …

“Monstro patológico”. Documento revela que Henrique VIII planeou decapitação de Ana Bolena

Uma equipa de investigadores encontrou um livro que contém instruções específicas do rei Henrique VIII que mostram que o monarca queria que a sua segunda esposa, Ana Bolena, fosse executada. Neste documento, o rei Henrique VIII …

Robô humanóide sem cabeça empilha e carrega caixas (e já está à venda)

A fabricante de robôs Agility construiu um robô humanóide bípede chamado Digit, que consegue carregar caixas e que está a ser vendido por 250 mil dólares. De acordo com o TechXplore, o robô Digit foi projetado …

Porto 2-0 Olympiacos | Chama do “dragão” trava gregos

O FC Porto venceu na noite desta terça-feira o Olympiacos por 2-0, numa partida relativa à segunda jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, sob o olhar dos cerca de 3750 adeptos que se …

Antigos maias construíram filtros de água sofisticados (capazes de funcionar nos dias de hoje)

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cincinnati (UC), os antigos maias da cidade de Tikal construíram sofisticados filtros de água através do uso de materiais naturais importados. Os investigadores da UC descobriram evidências de …

Como é que as pandemias acabam? A História sugere que as doenças vêm para ficar (durante milénios)

Uma combinação de esforços de saúde pública para conter e mitigar a pandemia veio ajudar a controlá-la. No entanto, epidemiologistas acreditam que as doenças infeciosas, como é o caso da covid-19, nunca desaparecem.  Ao longo dos …