A New Horizons da NASA está na trajetória ideal em direção a Ultima Thule

JHUAPL / NASA

A New Horizons a meio caminho entre Úrano e Neptuno

Sem perigos aparentes pelo caminho, a sonda New Horizons da NASA recebeu o sinal positivo para permanecer na trajetória ideal até Ultima Thule, à medida que se aproxima do “flyby”, dia 1 de janeiro, pelo objeto da Cintura de Kuiper situado a mais de mil milhões de quilómetros para lá de Plutão – a passagem rasante mais distante da história.

Depois de quase três semanas de buscas sensíveis por anéis, pequenas luas e outros potenciais riscos em torno do objeto, Alan Stern, o investigador principal da New Horizons, deu o “all clear” para a sonda permanecer no caminho que a leva a cerca de 3500 quilómetros de Ultima, em vez de um desvio evitando perigos que a teria empurrado para três vezes mais longe. Viajando a 50.700 km/h, uma partícula tão pequena quanto um grão de arroz seria letal para a sonda com o tamanho de um piano.

A equipa de observação de perigos, com uma dúzia de membros, tem usado a câmara telescópica mais poderosa da New Horizons, o instrumento LORRI (Long Range Reconnaissance Imager), para procurar possíveis perigos. A decisão de manter a New Horizons na sua trajetória original, ou de a desviar para um “flyby” mais distante, que teria produzido dados menos detalhados, teve que ser feita esta semana, uma vez que a última oportunidade de manobrar a sonda para outra trajetória era dia 18 de dezembro.

A New Horizons formou a sua equipa de vigilância de perigos em 2011 para preparar a passagem por Plutão, abordando as preocupações de que as recém-descobertas luas pequenas de Plutão pudessem espalhar detritos perigosos pelo percurso da sonda.

Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins

Esta imagem mostra a posição da New Horizons no dia 18 de dezembro. O segmento verde da linha mostra a viagem da sonda desde o seu lançamento; o vermelho indica o seu percurso futuro.

Uma pesquisa intensa não revelou nenhum risco potencial para a missão; a equipa optou pelo plano de voo original e a New Horizons realizou em julho de 2015, e em segurança, a sua exploração histórica do sistema de Plutão.

Este ano, a equipa de observação de perigos tem realizado análises semelhantes para a passagem por Ultima Thule, oficialmente designado 2014 MU69. Qualquer estrutura em forma de anel, refletindo apenas 0,5 milionésimos de luz solar que incidia sobre si, teria sido visível nas imagens, assim como quaisquer luas com mais de 3 km de diâmetro, mas a equipa não viu nenhuma. Os cientistas vão continuar a procurar anéis ou luas que estejam muito próximas de Ultima, mas esses objetos não representam um perigo.

“A nossa equipa sente-se como se estivesse a viajar com a nave, como se fôssemos marinheiros empoleirados no cesto da gávea de um navio, à procura de perigos,” comenta o líder da equipa de perigos, Mark Showalter, do Instituto SETI. “A equipa estava em completo consenso de que a sonda deveria permanecer na trajetória mais próxima, e a liderança da missão aceitou a nossa recomendação.”

“A sonda tem agora um percurso ideal, mais de três vezes mais próxima do que quando passou por Plutão,” acrescenta Stern. “Ultima, aqui vamos nós!”

A New Horizons fará a sua histórica aproximação a Ultima Thule às 05:33 de dia 1 de janeiro (hora portuguesa) – o primeiro “flyby” por um objeto da Cintura de Kuiper.

// CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …

Diogo Jota no Liverpool

O Liverpool oficializou hoje a contratação do futebolista internacional Diogo Jota, de 23 anos, num contrato “de longa duração”, sem especificar a duração. A imprensa inglesa tem adiantado que o jogador vai assinar por cinco épocas, …

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …

Guardas da Revolução do Irão prometem vingar morte do general Soleimani

O chefe dos Guardas da Revolução, o exército ideológico do Irão, garantiu hoje que a morte do general Qassem Soleimani, alvo de um raide aéreo dos Estados Unidos, será vingada em “todos os seus implicados”. “Senhor …

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …