Arqueólogos descobrem raro navio ritual viking na Noruega

NIKU

A embarcação foi descoberta com a ajuda de imagens de radar

Um grupo de arqueólogos descobriu um navio viking enterrado na Noruega. A enorme embarcação foi utilizada há mais de mil anos numa cerimónia fúnebre, tendo servido como o local de descanso final para rei ou rainha viking.

A descoberta foi anunciada nesta segunda-feira pelo Instituto Norueguês para a Pesquisa do Património Cultural (NIKU), que confirmou que o túmulo viking foi encontrado na cidade de Halden, a sudeste de Oslo.

“No meio da sepultura descobrimos uma coisa a que chamamos anomalia, que se destinge dos demais vestígios e tem, claramente, a forma de um barco viking“, explicou o arqueólogo Knut Paasche do NIKU em declarações à AFP.

Paasche esclareceu que estes barcos funcionavam como caixões para os vikings, servindo como lugar de descanso eterno para alguém poderoso dentro da comunidade. “Havia um rei, uma rainha ou um chefe local a bordo”, acrescentou.

De acordo com os especialistas, a descoberta recorreu a imagens de radar que revelaram que a embarcação tem cerca de 20 metros de comprimento, tendo sido encontrada a 50 centímetros abaixo do solo.

As quilhas do navio, bem como o seu assoalho, estão completamente intacto, não sendo ainda, contudo, possível precisar quão bem preservado está toda a embarcação. Em igual sentido, os arqueólogos não sabem exatamente de quando é que é datado, mas acreditam que tenha sido usado há mais de mil anos, de acordo com a National Geographic.

O navio encontrado faz parte de um cemitério que contém, pelo menos, oito pilhas funerárias (mound) – colinas de terra em forma de cúpula com pedras empilhadas sobre os túmulos -, segundo as imagens recolhidas. Perto do cemitério, foram ainda detetadas cinco longhouses (casas onde vivem várias famílias) viking.

“O enterro de navios não existe de forma isolada, este faz antes parte de um cemitério projetado claramente para mostrar poder e influência”, acrescentou Lars Gustavsen, arqueólogo do Instituto.

O recém-descoberto cemitério, bem como os lugares onde viviam, foram encontrados perto de um outro túmulo já escavado que data de há 1500 anos, o Jell Mound. De acordo com relatos locais, o túmulo terá sido construído para o rei Jell.

Visão geral do cemitério viking que contém, pelo menos, oito túmulos, um dos quais contém o navio (vermelho) e as cinco casas onde as famílias viviam (laranja).

Rara descoberta

Os vikings foram exploradores, guerreiros e navegadores nórdicos que conquistaram  novos territórios durante a época medieval. Entre os séculos VIII e XI, navegaram por vários mares, somando inúmeras invasões principalmente nas grandes áreas da Europa.

Este povo tinha por hábito enterrar os seus reis e chefes num navio, que era usado como caixão. No entanto, e até ao momento, apenas foram encontrados três barcos vikings em boas condições de conservação na Noruega. O último, o navio Oseberg, foi encontrado em 1903. Todos as embarcações estão expostas num museu perto de Oslo.

“Precisamos de outras descobertas para poder dizer como é que estes navios eram e para determinar como é que os vikings navegavam”, concluiu Paasche.

De acordo com o Niku, e tendo em conta o tamanho da embarcação, além de rara, este pode ser o maior navio viking já encontrado no país. Pelo menos para já, os arqueólogos não tencionam escavar o local.

PARTILHAR

RESPONDER

Biologia sintética pode levar a uma catástrofe global no futuro

Apesar dos aspetos positivos da evolução da biologia sintética, há certas preocupações que este avanço científico acarreta. Nas mãos erradas, a modificação genética de um vírus pode ser um problema de grandes dimensões. A cepa da …

Estamos mais propensos a devolver uma carteira perdida se ela estiver cheia de dinheiro

Os humanos podem ser mais bondosos do que aquilo que pensa. Quando encontramos uma carteira perdida, mais rapidamente a devolvemos ao dono se estiver cheia de dinheiro. Pode parecer um paradoxo, mas a verdade é que …

O T-Rex tem dois novos primos tailandeses

Duas novas espécies de dinossauros, que eram predadores eficientes e parentes distantes do Tiranossauro-Rex, foram identificadas em restos fósseis encontrados há 30 anos na Tailândia, revelou a Universidade de Bonn, na Alemanha. Há três décadas, …

Encontrados os corpos de sete alpinistas desaparecidos em maio nos Himalaias

Os corpos de sete alpinistas desaparecidos na Índia, nos Himalaias, foram encontrados no domingo por uma equipa de socorristas especializados em intervenções em alta montanha, anunciou a polícia. De acordo com o Expresso, os socorristas tinham …

Há uma "corrida brutal" por mega-centrais de energia solar (e pode aumentar a factura da luz)

A aposta do Governo português no sector das Energias Renováveis está a fomentar uma "corrida brutal" a projectos solares de grandes dimensões. Uma procura excessiva que preocupa a REN - Redes Energéticas Nacionais que avisa …

No adeus ao Prédio Coutinho, últimos 12 moradores recusam entregar chaves

Os últimos 12 moradores do prédio Coutinho em Viana do Castelo recusaram, nesta segunda-feira, 24 de junho, entregar a chave das habitações à VianaPolis no prazo fixado para aquela sociedade tomar posse administrativa das últimas …

Reino Unido. Boris Johnson em queda nas sondagens depois de discussão com namorada

A discussão de sexta-feira com a namorada está a afetar a campanha de Boris Johnson à liderança do Partido Conservador britânico. Desde quinta-feira, o ex-ministro caiu de uma vantagem de 27 pontos percentuais nas sondagens para …

NASA encontra nuvens de metano em Marte (e aguarda notícias de vida)

A sonda espacial Curiosity, da NASA, detectou elevado níveis de emissão de metano na superfície de Marte. A presença do gás, normalmente produzido por seres vivos, pode ser evidência de vida bacteriana no planeta vermelho. A descoberta, …

Factura do gás ainda cobra taxa "eliminada" em 2017

A taxa cobrada pelos municípios às empresas distribuidoras de gás natural, que estava previsto no Orçamento do Estado desde 2017 que deixaria de ser cobrada aos consumidores, continua a constar nas facturas das famílias. A medida …

Marques Mendes acredita que o SNS está pior do que no tempo da troika (e culpa Centeno)

Luís Marques Mendes afirmou que a situação que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) é tão má que, na atualidade, o panorama "é pior do que no tempo da troika". E tudo por causa de …