Navio norte-americano junto a ilhas disputadas pela China agrava tensão entre os dois países

US NAVY/MC 3RD CLASS KURTIS A. HATCHER HANDOUT / Lusa

USS Stethen no Mar do Sul da China

USS Stethen no Mar do Sul da China

A passagem de um navio de guerra dos EUA este domingo a menos de doze milhas de uma ilha reclamada pela China, no Mar do Sul da China, está a fazer crescer a tensão entre os dois países.

Segundo o Observador, o navio USS Stethem navegou junto à ilha de Triton, no arquipélago das Ilhas Paracel, um arquipélago que a China anexou unilateralmente e que é disputado por diversos países, incluindo Taiwan e Vietname.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês já confirmou através de um comunicado o envio de navios militares e aviões de combate para o Mar do Sul da China, depois da incursão no domingo de um contratorpedeiro norte-americano perto de uma das ilhas Paracel.

Apesar das posições acordadas entre os EUA e a China depois da reunião entre Donald Trump e Xi Jinping, presidente chinês, a tensão entre as duas potências no Mar do Sul da China continua a ser recorrente.

Pouco depois do incidente, Trump e Jinping falaram ao telefone sobre as relações entre os EUA e a Ásia. De acordo com a BBC, a televisão estatal chinesa avançou que o presidente chinês disse a Trump que “há fatores negativos” a afetar as relações entre os dois países.

Por sua vez, a Casa Branca não confirmou que o assunto tenha sido abordado no telefonema, destacando que os dois líderes “reafirmaram o seu compromisso com a desnuclearização da península da Coreia”.

Desde que Trump tomou posse, esta foi a segunda operação militar do programa Freedom of Navigation, um conjunto de medidas sobretudo diplomáticas – mas também militares – que os EUA usam para desafiar países que consideram levar a cabo abusos territoriais.

Os EUA têm insistido na ideia de que a China não pode reclamar a soberania sobre ilhas desabitadas em águas disputadas, apesar de a China assegurar que tem o direito a fazê-lo. Ao navegar a menos de doze milhas náuticas da ilha – o limite imposto pela ONU para as águas territoriais – os EUA mostram que não reconhecem a soberania chinesa no local.

O conflito das ilhas Paracel remonta a 1970, mas aumentou de intensidade nos últimos anos, coincidindo com uma maior implicação dos Estados Unidos na disputa.

A China tomou o controlo das Paracel em 1974, depois de vencer uma batalha naval contra o então denominado Vietname do Sul.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …