Navio norte-americano junto a ilhas disputadas pela China agrava tensão entre os dois países

US NAVY/MC 3RD CLASS KURTIS A. HATCHER HANDOUT / Lusa

USS Stethen no Mar do Sul da China

USS Stethen no Mar do Sul da China

A passagem de um navio de guerra dos EUA este domingo a menos de doze milhas de uma ilha reclamada pela China, no Mar do Sul da China, está a fazer crescer a tensão entre os dois países.

Segundo o Observador, o navio USS Stethem navegou junto à ilha de Triton, no arquipélago das Ilhas Paracel, um arquipélago que a China anexou unilateralmente e que é disputado por diversos países, incluindo Taiwan e Vietname.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês já confirmou através de um comunicado o envio de navios militares e aviões de combate para o Mar do Sul da China, depois da incursão no domingo de um contratorpedeiro norte-americano perto de uma das ilhas Paracel.

Apesar das posições acordadas entre os EUA e a China depois da reunião entre Donald Trump e Xi Jinping, presidente chinês, a tensão entre as duas potências no Mar do Sul da China continua a ser recorrente.

Pouco depois do incidente, Trump e Jinping falaram ao telefone sobre as relações entre os EUA e a Ásia. De acordo com a BBC, a televisão estatal chinesa avançou que o presidente chinês disse a Trump que “há fatores negativos” a afetar as relações entre os dois países.

Por sua vez, a Casa Branca não confirmou que o assunto tenha sido abordado no telefonema, destacando que os dois líderes “reafirmaram o seu compromisso com a desnuclearização da península da Coreia”.

Desde que Trump tomou posse, esta foi a segunda operação militar do programa Freedom of Navigation, um conjunto de medidas sobretudo diplomáticas – mas também militares – que os EUA usam para desafiar países que consideram levar a cabo abusos territoriais.

Os EUA têm insistido na ideia de que a China não pode reclamar a soberania sobre ilhas desabitadas em águas disputadas, apesar de a China assegurar que tem o direito a fazê-lo. Ao navegar a menos de doze milhas náuticas da ilha – o limite imposto pela ONU para as águas territoriais – os EUA mostram que não reconhecem a soberania chinesa no local.

O conflito das ilhas Paracel remonta a 1970, mas aumentou de intensidade nos últimos anos, coincidindo com uma maior implicação dos Estados Unidos na disputa.

A China tomou o controlo das Paracel em 1974, depois de vencer uma batalha naval contra o então denominado Vietname do Sul.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.