Navio naufragado há mais de 2400 anos descoberto na Bulgária

Um navio mercante grego, com 23 metros de comprimento, foi descoberto no fundo do Mar Negro a cerca de 2 mil metros de profundidade. A embarcação foi encontrada em excelentes condições, conservando ainda os mastros, o leme e as margens dos remos quase intactos. 

De acordo com a análise de radio-carbono realizada por especialistas da Universidade de Southampton, no Reino Unido, o navio tem mais de 2.400 anos, sendo, por isso, o mais antigo naufrágio intacto descoberto até então, relata o The Guardian.

A descoberta ocorreu perto de um “cemitério de barcos” descoberto no final de 2017, a 80 quilómetros da costa da Bulgária, zona onde existem cerca de 60 navios antigos de diferentes épocas conservados em boas condições.

O investigador principal do Projeto de Arqueologia Marítima do Mar Negro (MAP), Jon Adams, da Universidade de Southampton, disse não achar ser possível que um navio conseguisse sobreviver intacto desde a era clássica, a 2 mil metros de profundidade.

Segundo os investigadores, o segredo da incrível da conservação deve-se ao facto de o navio estar no interior de uma camada de sulfureto de hidrogénio a uma grande profundidade, com condições de total ausência de oxigénio.

Também devido à grande profundidade, o navio ficou longe do alcance dos mergulhadores – a embarcação só agora foi descoberta porque o MAP recorreu a câmaras especialmente construídas para captar imagens em águas profundas, nota a BBC.

“É como entrar noutro mundo”, disse a investigadora Helen Farr, integrante da expedição. “Quando a câmara entra na água e mostra o navio, tão bem preservado no mar, a sensação é de que estamos a voltar no tempo.”

A embarcação poderá ter naufragado durante uma tempestade com toda a tripulação – cerca de 15 a 20 pessoas – a bordo. Os restos mortais da tripulação podem ainda estar no fundo do navio, juntamente com a carga transportada que ainda é desconhecida.

De acordo com os especialistas, o navio não vai ser retirado do fundo do mar devido aos custos que tal operação exigiria. Porém, um pequeno fragmento foi levado para análise. Até então, os arqueólogos só tinham encontrado fragmentos de barcos tão antigos naufragados, em vez de todo o navio.

Tal como explica Adams, a descoberta veio mudar o pensamento dos cientistas relativamente aos navegadores antigos, provando assim que os antigos comerciantes gregos eram capazes de navegar.

Os investigadores acreditam que a embarcação é semelhante a uma gravura que aparece num jarrão de cerâmica que está à guarda do Museu Britânico, em Londres.

Datado de cerca de 480 a.C., o vaso mostra Ulisses amarrado ao mastro de um navio, enquanto navega pela região das três ninfas marítimas míticas. Rezava a lenda que o canto dessas ninfas levava os marinheiros a saltar do navio para a morte.

ZAP // RT / BBC

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. …algo está por explicar aqui…
    Como podem estar mergulhadores a 2000 metros de profundidade fora dos respectivos submarinos?
    Penso que o record se situa em aproximadamente 400 metros, alguém sabe explicar?

    • “…a embarcação só agora foi descoberta porque o MAP recorreu a câmaras especialmente construídas para captar imagens em águas profundas…”
      Dú!?

      • Caro Joaquim, visualizou o vídeo que acompanha e abre a notícia que aqui se fala?
        Não pois não? Aconselho-o a ver antes de opinar, partindo do princípio que isso é uma opinião.

RESPONDER

Metro de Nova Iorque pede à Apple para melhorar sistema de reconhecimento facial

A autoridade que gere o metro de Nova Iorque, nos Estados Unidos, pediu à gigante tecnológica Apple para melhorar o reconhecimento facial dos seus dispositivos depois de serem observados vários passageiros a retirar a máscara …

Rival da Tesla diz que o seu carro terá uma autonomia de 832 quilómetros

A empresa Lucid Motors, concorrente direta da Tesla no mercado automóvel elétrico, afirma que o seu carro Air terá uma autonomia de 832 quilómetros. A confirmar-se a autonomia deste carro, o automóvel da Lucid Motors ultrapassará …

Moradores das Maurícias estão a cortar o próprio cabelo para ajudar a evitar um desastre ambiental

Moradores das Maurícias estão a cortar o seu próprio cabelo para para tentar minimizar os danos causados pelo derrame de petróleo de um navio janponês encalhado nos recifes de coral ao largo da ilha. Estima-se que …

Atalanta 1-2 PSG | Reviravolta épica vale bilhete para as “meias”

Um final impróprio para cardíacos e o epílogo perfeito num excelente jogo. O PSG esteve a perder desde o minuto 27, mas em apenas três minutos dos descontos deu a volta ao texto diante da …

Um emblemático transplante nos EUA aconteceu graças a um coração "roubado"

Um dos primeiros transplantes de coração realizados no mundo aconteceu no Estados Unidos. O que muitos não sabem é que este caso de sucesso também deu aso ao primeiro processo civil no país por homicídio …

"Pandemia de sem-abrigo" nos EUA. Há 30 milhões de pessoas sob risco de despejo

Nos Estados Unidos da América avizinha-se uma "pandemia de sem-abrigo". Até ao final de setembro, 30 milhões de norte-americanos estão em risco de despejo devido à covid-19. Nos Estados Unidos, a pandemia de covid-19 pode estar …

Tráfego nas autoestradas cai para quase metade. Foi o pior trimestre de sempre

A rede da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP) registou de abril a junho "o pior trimestre de circulação e tráfego médio desde que há registos", recuando 46% devido …

Bielorrússia cortou acesso à internet e tentou fazer com que parecesse um acidente

No seguimento da reeleição de Alexandr Lukashenko na Bielorrússia, multiplicam-se os apagões de internet. O Governo diz que se trata de um ataque cibernético, mas há suspeitas de que seja um plano do presidente. Os protestos …

Resgatados 28 cães sem registo ou vacinas de barracões onde também vivia a proprietária em Lisboa

Vinte e oito cães foram retirados pela PSP terça-feira de barracões em Lisboa onde também vivia a proprietária, avança a agência Lusa, detalhando que os animais serão depois colocados para adoção.  Os animais foram posteriormente recolhidos …

Pela primeira vez em 300 anos, é possível visitar esta ilha em Cabo Cod

Pela primeira vez em 300 anos, uma ilha ao largo da costa de Cabo Cod, península em forma de gancho no estado norte-americano de Massachusetts, está aberta ao público. A Ilha Sipson é propriedade privada desde …