NASA vai criar “o lugar mais frio do Universo” na EEI

Jet Propulsion Laboratory / NASA

Conceito artístico do chip atómico que o Laboratório de Átomos Frios da NASA vai usar na Estação Espacial Internacional

Conceito artístico do chip atómico que o Laboratório de Átomos Frios da NASA vai usar na Estação Espacial Internacional

Neste verão, a NASA vai enviar à Estação Espacial Internacional (EEI) um laboratório especial onde será criado “o lugar mais frio do universo”, para estudar o comportamento dos átomos e da gravidade em tais condições, informa o Laboratório de Propulsão a Jato da NASA.

“As experiências com tais átomos podem mudar a nossa ideia sobre o que é a matéria e vão ajudar a entender a natureza fundamental da gravidade”, disse Robert Thompson, responsável pelo projeto CAL – Laboratório de Átomos Frios.

“Além disso, o CAL vai permitir uma aproximação da compreensão do que é a energia escura, uma das substâncias mais misteriosas do Universo”, acrescentou Thompson.

O condensado de Bose-Einstein é um estado incomum de agregação da matéria, semelhante ao gás e ao líquido, que se comporta como um único átomo e tem típicas propriedades “nucleares”.

Isto, diz o cientista, permite manipular facilmente as propriedades desses “átomos” artificiais e usá-los como qubits, células de computadores quânticos e protótipos de estruturas supercondutoras.

Há muito tempo que os físicos questionam como é que os “átomos” coletivos se comportam no espaço. No entanto, a verificação das ideias foi dificultada porque a instalação capaz de arrefecer os átomos de metais alcalinos para convertê-los no condensado de Bose-Einstein ocupa vários edifícios.

Recentemente, engenheiros alemães criaram uma versão em miniatura deste sistema, que enviaram para o espaço, criando o primeiro condensado “espacial” de Bose-Einstein.

NASA

A EEI – Estação Espacial Internacional

A EEI – Estação Espacial Internacional

Os cientistas norte-americanos vão agora realizar uma experiência mais prolongada e de maior escala com o condensado de Bose-Einstein a bordo da EEI, enviando para o espaço o dispositivo CAL, uma espécie de geleira do tamanho de uma mala.

No seu interior será mantida a temperatura de apenas um bilionésimo de grau Kelvin acima do zero absoluto. Tal indicador é cerca de 100 milhões de vezes inferior à temperatura típica do espaço – isso fará do interior do CAL o lugar mais frio do Universo.

A ausência de gravidade a bordo da EEI, de acordo com os cientistas, irá prolongar a vida útil do condensado, permitindo que os físicos estudem as suas propriedades durante mais tempo e utilizem tais “átomos coletivos” para várias experiências.

Thompson espera que, no espaço, o condensado de Bose-Einstein viva entre 5 a 10 segundos. No futuro, quando as novas versões do CAL forem enviadas para a EEI, este número poderá aumentar em centenas de vezes.

Além da ciência fundamental, tais experiências, diz a NASA, ajudarão a criar relógios atómicos mais precisos, permitindo também o desenvolvimento de computadores quânticos e sensores ultrassensíveis.

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam tinta ultra-branca que ajuda a arrefecer as superfícies

Cientistas criaram uma nova tinta ultra-branca que pode refletir 95,5% da luz solar que chega à sua superfície. De acordo com o site IFLScience, esta propriedade permite que algo revestido com esta tinta ultra-branca, como, por …

Morreu Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos

O empresário Sindika Dokolo faleceu, nesta quinta-feira, no Dubai, aos 48 anos de idade, durante a prática de mergulho. A morte do empresário de origem congolesa já foi confirmada à Lusa por uma fonte ligada à …

Lagostins autoclonados invadiram (e conquistaram) um cemitério na Bélgica

Um cemitério na Bélgica foi completamente invadido por lagostins marmoreado. De acordo com o Instituto Flamengo para Pesquisa da Natureza e da Floresta (INBO), a espécie representa uma grande ameaça para a biodiversidade local. Segundo o …

Benfica 3-0 Standard Liège | “Águia” voa de forma imperial

A noite foi de festa no Estádio da Luz para os cerca de 4875 espectadores – 7,5% por cento da lotação – que se deslocaram ao reduto dos “encarnados” esta quinta-feira. O Benfica venceu por 3-0 …

Urnas abertas no Minecraft. Servem para ensinar os jovens a votar nas eleições

A organização não partidária e sem fins lucrativos Rock the Vote e a empresa criativa Sid Lee uniram-se para criar um servidor de "casa de votação" no popular jogo Minecraft antes das eleições presidenciais de …

Zorya Luhansk 0-2 Braga | “Nota artística” em triunfo minhoto

Dois jogos, duas vitórias para o Sporting de Braga no Grupo G da Liga Europa. Uma entrada de rompante em jogo, com dois golos espectaculares nos primeiros 11 minutos, permitiram aos “arsenalistas” controlar e lidar …

Amostra de ADN desvenda homicídio cometido há quatro décadas

Uma amostra de ADN, colhida de um norte-americano da Carolina do Sul após este ser detido por apontar uma arma, permitiu às autoridades desvendar um caso antigo, identificando-o como principal suspeito do homicídio de uma …

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …

Restam apenas dois rinocerontes brancos do norte (mas há uma esperança para salvar a espécie)

Com a morte do último macho em 2018, o rinoceronte branco do norte chegou ao ponto em que não pode ser salvo naturalmente. Com apenas duas fêmeas restantes, a subespécie é agora tida como oficialmente …

Há uma região na América do Norte sem qualquer caso de covid-19. Tem a dimensão do México

Nunavut, uma região localizada no norte do Canadá, continua sem registar nenhum caso de covid-19. A receita para o sucesso tem vários ingredientes, mas as caraterísticas especiais da região e as medidas rígidas tomadas logo …