Não consegue tirar folgas do trabalho? Há uma explicação

-

Conhece alguém que, mesmo que esteja de folga ou de férias, não consegue desligar do trabalho? E quando falamos em desligar, não é apenas mentalmente, é mesmo fisicamente. Uns até chegam a trabalhar nesses dias, adiando o descanso.

Alguns podem dizer que é tudo fruto do mercado de trabalho atual e instável, que nos deixa com medo de ficar desempregados.

Apesar de todas estas “justificações”, há quem não consiga folgar mesmo, como se fosse um defeito crónico. Mas existe uma razão.

“Gostamos de acreditar que se sairmos o lugar não funcionará de maneira tão eficiente”, afirma Jeffrey Pfeffer, professor de comportamento organizacional da Stanford Graduate School of Business.

Muitas pessoas não tiram mais dias de férias porque não sabem delegar tarefas. Segundo John Hunt, professor na London Business School, apenas 30% dos chefes acreditam que delegam bem, e apenas 33% são considerados bons nessa tarefa pelos seus empregados.

E porque é que são maus a atribuir tarefas? Porque não querem. Acreditam, não importa quão errado isso seja, que as coisas no trabalho são melhores por sua causa, diz Pfeffer. E isso não ocorre apenas no trabalho – faz, de alguma forma, parte da nossa natureza.

“É a ilusão do controlo”, afirma Pfeffer. “Achamos que tudo em que nos envolvemos é melhor por nossa causa”, nota.

Esta ilusão do controlo é ainda mais evidente nos EUA. Os americanos e as empresas do país valorizam muito o esforço individual, enquanto na Europa e no Canadá o fator coletivo é tipicamente visto como mais importante para o sucesso.

Os europeus também parecem ter uma visão diferente: “trabalham para viver”, enquanto os americanos “vivem para trabalhar”, afirma Rick Lash, da Korn Ferry. Nos EUA, as realizações individuais são estimuladas desde cedo e celebradas ao longo da vida.

Mas o facto é que se você não consegue delegar trabalho em alguém, também não consegue fugir do trabalho.

A solução?

Tenha uma equipa com capacidades que vão além das suas próprias funções.

Lash afirma que não é tão difícil como parece. Pegue num papel e comece a escrever tudo o que está sob a sua responsabilidade. Calcule quantas horas são necessárias para cada tarefa e como, normalmente, cada coisa é feita. Depois pense nas habilidades de cada um na equipa e comece a decidir a quem delegar cada coisa.

Quando muitos estão preocupados com os rumos da economia do país, a atitude de negligenciar as férias pode agravar-se, afirmam Pfeffer e Lash. Estes e outros especialistas sublinham que, nessas horas, cabe a cada um assumir a importância do descanso e garantir que as nossas funções sejam cumpridas.

Em resumo: seja proativo e conseguirá tornar o tempo livre em algo possível e viável.

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal continua a importar milhares de toneladas de amianto

O amianto é um material cancerígeno que continua presente em muitas infraestruturas públicas e privadas em Portugal. Apesar disso, o país continua a importar milhares de toneladas. O alerta parte da plataforma SOS-Amianto, criada pela Quercus, …

Jovem muçulmana impedida de entrar em jogo de basquete por não querer mostrar os braços

Uma jogadora de basquetebol de 13 anos foi impedida de participar num jogo, no último domingo, por ter uma camisola de manga comprida por baixo do equipamento oficial. Segundo o Jornal de Notícias, Fatima Habib, jogadora …

Professor suspenso depois de dizer que se alunos faltassem a Moral não podiam entrar em igrejas

O professor que enviou um documento aos encarregados de educação a avisar que se os seus educandos continuassem a faltar às aulas de Educação Moral e Religiosa Católica "corriam o risco" de não poder entrar …

Cheias já mataram duas pessoas. Veneza vai declarar estado de emergência

Luigi Brugnaro, presidente da câmara de Veneza, vai declarar estado de emergência na cidade que está inundada devido às piores cheias em 50 anos. Esta quarta-feira, é esperada uma nova subida da água na cidade italiana. …

Bolsonaro deixa PSL e cria um novo partido

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, anunciou esta terça-feira que decidiu abandonar o Partido Social Liberal (PSL) e criar um novo partido chamado Aliança pelo Brasil. A saída de Bolsonaro acontece na sequência de uma série …

Partido Trabalhista britânico sofre dois ciberataques (e suspeita-se que tenham "dedo" russo)

O Partido Trabalhista britânico sofreu dois ataques informáticos em apenas dois dias. Contudo, o partido de Jeremy Corbyn admite que os ataques falharam e que as suas plataformas estão operacionais. Num espaço de apenas dois dias, …

Sterling tentou fazer "mata-leão" a Joe Gomez e foi afastado da convocatória

O estágio da seleção inglesa para os jogos da Qualificação para o Campeonato da Europa, frente ao Montenegro e ao Kosovo, não poderia ter começado da pior forma. Raheem Sterling foi afastado da equipa após …

Alunos com gaguez não terão de fazer exames orais

Os alunos com gaguez podem ser dispensados da realização das provas orais. Há dois anos, estes exames passaram a integrar a avaliação externa em línguas estrangeiras nos exames do ensino secundária e nas provas de …

PSD. Só 15,8% dos militantes poderiam votar se eleições diretas fossem hoje

A dois meses das eleições diretas no PSD, há hoje perto de 17.000 militantes com quotas em dia, que podem ser pagas até 22 de dezembro, de acordo com informação disponibilizada online pelo partido. Se as …

Hong Kong: Reforço policial, Parlamento suspenso e escolas fechadas

O Parlamento de Hong Kong foi suspenso, esta quarta-feira, e a segurança foi reforçada na cidade e nos campus universitários, com as escolas a fecharem num momento em que prosseguem os confrontos entre manifestantes e …