Museu do Prado descobre manuscrito inédito de Goya num desenho sobre a justiça

Museu do Prado

Legenda encontrada no verso do desenho Lux ex tenebris

Um título manuscrito por Goya foi descoberto no Museu do Prado, na parte de trás de uma imagem relacionada com a justiça, informou hoje a Pinacoteca da instituição madrilena.

O documento, com o título “Nem a todos convém a justiça”, foi descoberto na parte de trás de uma imagem relacionada com a justiça, que estava num álbum coberto por uma folha de papel cor-de-rosa, que ocultava aquela frase desde meados do século XIX, acrescentou a Pinacoteca.

A descoberta ocorreu durante os trabalhos de restauro do catálogo ‘raisonné’ dos desenhos de Francisco de Goya – um catálogo com listagem descritiva e anotada, imagens e documentos de contextualização da obra do artista – para a exposição que a Fundação Botín vai inaugurar no dia 23 no novo Centro Botín, em Santander.

Para o Museu do Prado, a descoberta reveste-se de uma “grande importância para compreender o sentido do desenho e a forma de pensar do autor”.

“Este título é um exemplo da capacidade de Goya para interpretar a sociedade do seu tempo, em que as liberdades políticas e a justiça, promovidas pela Constituição de Cádis, não causaram o mesmo entusiasmo em toda a população “, lê-se no comunicado do Museu do Prado hoje divulgado.

“Texto e desenho são também um sinal da importância da obra de Goya, que mantém a atualidade, já que as suas composições são emblemáticas do comportamento e da essência dos seres humanos”, acrescenta o comunicado.

O desenho faz parte do “Álbum C”, realizado entre os anos da Guerra da Independência e os posteriores da repressão fernandina. Alguns autores têm, contudo, atrasado os anos finais do Triénio Liberal (1820-1823), alegando que os últimos desenhos podem estar relacionados com a restauração, em 1820, da Constituição de Cádis.

O álbum aborda temas distintos, que vão da vida quotidiana, com a presença de mendigos, até visões oníricas noturnas. Um grande grupo de originais é composto por desenhos de condenados pela Inquisição e contém cenas de crueldade nas prisões.

Um outro conjunto de desenhos incide na crítica aos costumes das ordens monásticas, na representação da vida dos frades e no processo de secularização após os decretos de desvinculação.

Por último, há um conjunto dedicado às liberdades políticas elaborado sob o entusiasmo que provocou a proclamação da Constituição de Cádis. Trata-se do álbum com maior número de desenhos e que está quase intacto, conservando-se no Museu do Prado 120 dos 126 desenhos conhecidos.

Museu do Prado / Wikimedia

Francisco de Goya (1746-1828), auto-retrato a óleo, 1815

Francisco de Goya (1746-1828), auto-retrato a óleo, 1815

O Prado recorda que, “lamentavelmente, este álbum, como os restantes elaborados por Goya, foi desmembrado após a morte do pintor”.

Foi o seu filho Xavier que ficou encarregado de elaborar os desenhos em três álbuns factícios, “seguramente já com o objetivo de os vender”. “E um desses álbuns deu entrada no Museu em 1872 proveniente do Museu da Trindade”, refere o documento do Prado.

O desenho, cujo título foi agora descoberto, fazia parte de um álbum encadernado em pele vermelha, com folhas de papel rosa, que continha 186 desenhos variados, provenientes de diferentes álbuns, desde o de Sanlúcar ao de Bordéus, e que o museu espanhol da Trindade adquiriu, em 1866, a Román Garreta y Huerta.

No desenho intitulado “Lux ex tenebris” (Álbum C 117, D-4086), uma mulher com a Constituição de 1820 nas mãos personifica a Verdade que a todos ilumina contra as forças do Antigo Regime, representadas pelas sombras.

Foi na parte de trás deste desenho que se encontrou o novo texto que comenta a ilustração seguinte do álbum “Nem a todos convém a justiça” (Álbum C 118, D-4084).

Este desenho é o único que não tem título escrito por baixo da imagem, já que a composição cobre toda a folha de papel, motivo pelo qual talvez Goya tenha escrito o título nas costas do anterior.

O desenho dá conta das reações que provoca a chegada da justiça, com a constituição liberal de Cádis de 1812.

Neste desenho, a balança, que resplandece como um sol que ilumina tudo, causa admiração e alegria entre os seus partidários, situados à esquerda, e temor, entre os seus detratores, à direita.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo russo exige 1,8 mil milhões de euros a empresa mineira por poluição no Ártico

A agência russa de defesa do ambiente exigiu uma indemnização de 147,8 mil milhões de rublos (1,8 mil milhões de euros) ao conglomerado mineiro Norilsk Nickel, pela grave poluição do Ártico com hidrocarbonetos. Em comunicado, a …

Perda de habitat pode aumentar doenças que passam de animais para humanos, prevê ONU

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que podem surgir mais doenças que passam de animais para humanos, como a covid-19, à medida que os habitats são devastados pela exploração da vida …

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …

Ministério dispensa quase todos os alunos da renovação de matrículas (após ataques informáticos e o desespero dos pais)

As matrículas online são agora obrigatórias apenas para os alunos que no próximo ano lectivo vão iniciar os 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade. O anúncio é feito pelo Ministério da Educação depois das …

"Estavam prontos para bater". Atleta Ricardo dos Santos vai processar polícia londrina

O atleta português Ricardo dos Santos disse na segunda-feira que não demorou mais de 20 segundos a parar o carro, quando lhe foi pedido pelas autoridades em Londres, e garantiu que vai processar a polícia …

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …