Descoberto um mundo com três sóis (que foi “quase esquecido”)

R. Hurt / Caltech

O KOI-5Ab foi o segundo candidato a planeta a ser encontrado pela missão Kepler da NASA. Porém, acabou por ser deixado de lado enquanto o telescópio espacial acumulava mais e mais descobertas de planetas.

Pouco depois de a missão Kepler da NASA começar a operar em 2009, o telescópio espacial avistou o que se pensava ser um planeta com cerca da metade do tamanho de Saturno, num sistema de múltiplas estrelas.

No entanto, o planeta acabou por ser deixado de lado. “O KOI-5Ab foi abandonado porque era complicado e tínhamos milhares de candidatos”, disse David Ciardi, cientista-chefe do Exoplanet Science Institute da NASA, em comunicado. “Havia escolhas mais fáceis do que KOI-5Ab, e estávamos a aprender algo novo com o Kepler todos os dias, de modo que KOI-5 foi quase esquecido.”

Agora, após uma longa caça que durou muitos anos e muitos telescópios, Ciardi disse que “ressuscitou o KOI-5Ab dos mortos”. Usando dados do Observatório W. M. Keck no Havai, Observatório Palomar da Caltech, Ciardi e outros astrónomos determinaram que KOI-5b parecia estar a circular uma estrela num sistema de três estrelas.

No entanto, ainda não conseguiam descobrir se o sinal do planeta era uma falha errónea de uma das outras duas estrelas ou qual das estrelas o planeta orbitava.

Em 2018, surgiu o TESS. Como o Kepler, o TESS procura o piscar da luz das estrelas que ocorre quando um planeta passa à frente ou cruza uma estrela. TESS observou uma parte do campo de visão de Kepler, incluindo o sistema KOI-5, e identificou KOI-5Ab como um planeta candidato. Além disso, descobriu que o planeta orbitava a sua estrela a, aproximadamente, cada cinco dias.

O planeta, que é provavelmente um gigante gasoso como Júpiter e Saturno devido ao seu tamanho, é incomum porque orbita uma estrela num sistema com duas outras estrelas companheiras, circulando num plano que está desalinhado com pelo menos uma das estrelas.

KOI-5Ab orbita a estrela A, que tem uma companheira relativamente próxima, a estrela B. A estrela A e a estrela B orbitam-se uma à outra a cada 30 anos. Uma terceira estrela ligada gravitacionalmente, a estrela C, orbita as estrelas A e B a cada 400 anos.

Os dados revelam que o plano orbital do planeta não está alinhado com o plano orbital da Estrela B, a segunda estrela interna, como seria de esperar se as estrelas e o planeta se tivessem todos formado a partir do mesmo disco de material rodopiante.

Os astrónomos não sabem o que causou o desalinhamento de KOI-5Ab, mas acreditam que a segunda estrela chutou gravitacionalmente o planeta durante o seu desenvolvimento, distorcendo a sua órbita e fazendo com que migrasse para dentro.

“Não conhecemos muitos planetas que existam em sistemas de estrelas triplas e este é muito especial porque a sua órbita é enviesada”, disse Ciardi.

“Ainda temos muitas dúvidas sobre como e quando os planetas se podem formar em sistemas de estrelas múltiplas e como as suas propriedades se comparam a planetas em sistemas de estrela única. Ao estudar este sistema em maior detalhe, talvez possamos obter uma visão de como o universo faz planetas”.

Estas descobertas foram apresentadas numa reunião virtual da American Astronomical Society.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …

Jornalistas estrangeiros denunciam "declínio da liberdade" na China

A China utilizou as medidas para controlar o coronavírus, a intimidação e restrições de visto para limitar a cobertura jornalística estrangeira em 2020, dando início a um "rápido declínio da liberdade na media", denunciou o …

Sindicato dos chefes da PSP interpôs ação judicial por causa da pré-aposentação

O Sindicato Nacional da Carreira de Chefes da PSP indicou este domingo que interpôs uma ação judicial para impugnar um despacho da direção nacional da Polícia Segurança Pública sobre a lista de pedidos da passagem …

"A agricultura em Montalegre vai acabar". Praga de javalis destrói culturas

Os agricultores do concelho de Montalegre andam desesperados com o facto dos javalis andarem a destruir as culturas. A população destes animais tem aumentado muito nos últimos anos e as medidas de controlo têm sido …

50 mil euros. Governo cria prémio nacional para proteger florestas

No próximo Conselho de Ministros, na quinta-feira, o Governo vai discutir um prémio bianual para projetos que ajudem a melhorar a floresta, do ponto de vista técnico, científico ou da comunicação. A notícia é avançada esta …