/

Mulheres soldado suíças vão poder deixar de usar roupas íntimas masculinas

1

Pela primeira vez, o exército suíço vai dar às suas mulheres soldado roupas íntimas femininas, uma vez que a força pretende atrair mais mulheres para as suas fileiras.

Atualmente, as mulheres soldado recebem roupas íntimas masculinas, mas dois conjuntos diferentes de roupas íntimas femininas, para climas mais quentes e mais frios, vão ser testados no próximo mês, segundo Kaj-Gunnar Sievert, porta-voz da Armasuisse, a organização das forças armadas suíças.

Num comunicado citado pela CNN, a Armasuisse disse que “o equipamento e os uniformes anteriores do exército eram muito pouco ou nada voltados para as necessidades específicas das mulheres”.

O teste de roupas íntimas faz parte de uma atualização mais ampla de uniformes militares, que foram desenvolvidos e projetados na década de 1980, revelou a Armasuisse.

“Durante a fase de desenvolvimento, foi tomada em consideração a ergonomia feminina, entre outras coisas”, continua o comunicado.

Embora homens e mulheres usem os mesmos uniformes de combate, os itens foram atualizados para permitir ajustes individuais. Por exemplo, as novas calças camufladas terão cós ajustável.

Esta notícia surge pouco depois de o exército anunciar o seu desejo de atrair mais recrutas do sexo feminino. Para marcar o Dia Internacional da Mulher no início de março, o Departamento Federal de Defesa, Proteção Civil e Desporto da Suíça disse que queria aumentar a proporção de mulheres nas forças armadas.

O ministério disse ainda que implementará um “novo serviço para as mulheres” e promoverá “a conciliação do serviço militar, trabalho, educação e família”.

As mulheres representam menos de 1% do exército suíço, mas as autoridades querem aumentar essa proporção para 10% até 2030.

Em 2019, Viola Amherd tornou-se a primeira mulher ministra da Defesa na história do país.

  Maria Campos, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE