Cientistas descobrem novo movimento em espécie de cobra (o que a torna ainda mais perigosa)

Uma equipa de investigadores da Colorado State University e da University of Cincinnati descobriu um novo modo de locomoção da cobra arbórea castanha, que permite que esta suba cilindros muito mais altos do que seria expectável.

As cobras arbóreas castanhas conseguiram extinguir cinco sextos das espécies de pássaros de Guam. Se chegarem a outras ilhas do Pacífico teme-se que possam desencadear uma situação semelhante. Parte da eficácia mortal dessas cobras reside numa forma de movimento nunca antes vista que lhes permite escalar a sítios onde outras cobras não conseguem chegar.

Estas cobras compensam a falta de pernas com quatro formas de locomoção, conhecidas como modos retilíneo, ondulação lateral, sidewinding e concertina, documentados há quase cem anos. Agora, a professora Julie Savidge, observou outra, à qual chamou de “locomoção do laço”.

Savidge e a sua equipa estão a trabalhar para preservar os estorninhos da Micronésia, uma das duas únicas espécies de pássaros que sobreviveram à destruição que a cobra causou em Guam. “O estorninho tem uma função ecológica importante ao dispersar frutas e sementes que podem ajudar a manter as florestas de Guam”, explicou a professora num comunicado.

A equipa está a construir caixas de pássaros resistentes a cobras, mas descobriram que este réptil consegue chegar a lugares inesperados. Vídeos noturnos revelaram a metade posterior da cobra enrolada numa árvore ou poste, enquanto a frente se estende para cima, como um laço reverso.

Segundo o IFL Science, ao fazer pequenas curvas dentro do laço, a cobra arbórea – Boiga irregularis – pode escalar cilindros muito largos.

“Entender o que as cobras arbóreas podem e não podem escalar tem implicações diretas no desenho de barreiras para reduzir a dispersão e alguns dos efeitos desta espécie altamente invasiva”, afirmou o co-autor, Bruce Jayne, professor na Universidade de Cincinnati.

Os investigadores estão ansiosos por usar o seu recente conhecimento para projetar um espaço que vá além da capacidade da cobra. O novo método pode não apenas salvar o estorninho, como pode permitir a reintrodução de algumas das espécies de pássaros perdidos de Guam em ilhas livres de cobras.

Outra preocupação dos biólogos é descobrir se estas cobras são as únicas a usar o método “locomoção em laço”, ou se outros membros da família podem fazer o mesmo.

Algumas pesquisas mais recentes mostraram que, embora o seu veneno seja cem vezes mais letal para as aves do que para os mamíferos, estas cobras também representam um risco para as populações das ilhas.

O estudo foi recentemente publicado na Currrent Biology.

Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PSP do Porto reforça policiamento no São João e apela ao cumprimento das regras

A PSP do Porto garantiu, esta terça-feira, que vai reforçar o policiamento na noite de São João, de quarta para quinta-feira, e apela ao cumprimento das regras atendendo ao contexto atual da pandemia de covid-19. “Solicita-se …

UE garante compra de mais 150 milhões de doses da vacina da Moderna

A Comissão Europeia aprovou esta terça-feira a alteração ao segundo contrato com a farmacêutica Moderna para a ativação, em nome de todos os Estados-membros da União Europeia (UE), de 150 milhões de doses adicionais em …

Lisboa sobe mais de 20 lugares no ranking. É a 83.ª cidade mais cara do mundo

Lisboa é a 83.ª cidade mais cara do mundo em termos de custo de vida, subindo 23 posições no ranking em relação ao ano passado, num estudo da Mercer divulgado esta terça-feira, que é liderado …

Governo espanhol aprova indultos a nove líderes independentistas catalães na prisão

O governo espanhol aprovou esta terça-feira a concessão de indultos a nove líderes independentistas catalães a cumprir penas de prisão pelo seu envolvimento na tentativa de autodeterminação daquela região espanhola em 2017, anunciou o primeiro-ministro …

Direitos humanos. Confronto entre China e Canadá na ONU

O Canadá denunciou esta terça-feira na ONU, em nome de cerca de 40 países, a situação dos direitos humanos na província chinesa de Xinjiang e em Hong Kong, pedindo a Pequim uma investigação às violações …

Ministra da Saúde afasta limitação de visitas. Mas Associação de lares defende regresso da proibição

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou esta terça-feira que não há necessidade de voltar a limitar as visitas a lares de idosos, advogando que as pessoas vacinadas contagiadas com o novo coronavírus desenvolvem “uma …

Tripulantes da TAP queixam-se de "extrema violência psicológica" e escrevem carta ao ministro

Um grupo de tripulantes de cabine da TAP escreveu uma carta a Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, na qual dizem temer que o processo de despedimento coletivo avance em julho e que já saíram …

Marcelo considera que legislativas de 2023 devem servir para julgar uso dos fundos europeus

O Presidente da República defendeu esta terça-feira que Portugal tem de dar "o salto" com os fundos europeus e considerou que as eleições legislativas de 2023 devem servir para os portugueses julgarem a sua utilização. "Cabe …

Portugal regista mais 1.020 casos e seis mortes. Internamentos continuam a aumentar

Portugal registou esta terça-feira 1.020 novos casos de infeção por covid-19 e mais seis mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

"Toma a vacina ou ponho-te na prisão". Presidente das Filipinas ameaça prender quem recusar ser imunizado

O Presidente das Filipinas ameaçou prender quem se recusar a tomar a vacina contra a covid-19, numa altura em que o país combate o pior surto da doença desde o início da pandemia. "Se não se …