Morreu a ativista e antiga primeira-dama da Coreia do Sul Lee Hee-ho

Yonhap South Korea Out / EPA

A antiga primeira-dama da Coreia do Sul Lee Hee-ho, uma ativista que lutou pela democracia e pelos direitos das mulheres ao lado do marido e ex-Presidente Kim Dae-jung, morreu na segunda-feira aos 97 anos.

O atual Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, afirmou que o país perdeu “uma grande pessoa”, que dedicou a sua vida às mulheres e à democracia, numa publicação partilhada na rede social Twitter.

Num testamento, Lee, uma cristã devota, disse que rezaria pelo povo sul-coreano e por uma unificação pacífica com a Coreia do Norte, segundo um funcionário do Centro de Paz Kim Dae-jung, fundado pelo marido para promover a reconciliação entre os dois países.

Nascida em Seul, em 1921, Lee iniciou uma campanha pelos direitos das mulheres na década de 1950, após ter concluído os estudos universitários nos Estados Unidos, tendo criado grupos de ativistas e de investigação.

Casou-se com Kim em 1962, quando este era ainda um político dissidente. Kim, que morreu em 2009, sobreviveu a uma sentença de morte e a uma tentativa de execução antes de tomar o poder, em 1997.

Kim Dae-jung recebeu o Prémio Nobel da Paz em 2000 pelos esforços de reconciliação com a Coreia do Norte, meses depois de se ter encontrado com o então líder norte-coreano Kim Jong-il, naquela que foi a primeira cimeira entre as Coreias após a guerra (1950-53).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade de uma forma mais segura e transparente. O Tinder é provavelmente a dating app mais usada …

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …