Células estaminais cancerígenas. Nova molécula pode matar o cancro na raiz

Uma equipa de cientistas da Universidade de Toledo descobriu uma classe inteiramente nova de agentes que matam o cancro e que prometem erradicar células estaminais cancerígenas.

As descobertas da equipa da Universidade de Toledo podem revelar-se um verdadeiro avanço não só no tratamento de tumores, como também na garantia de que o cancro não volta anos depois. Esta descoberta dá uma certa tranquilidade aos pacientes de que a sua doença realmente desapareceu.

“Nem todas as células cancerígenas são iguais, mesmo as do mesmo tumor”, disse o investigador William Taylor, professor do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Ciências Naturais e Matemática da Universidade de Toledo.

“Há muita variabilidade e algumas das células, como as células estaminais cancerígenas, são muito desagradáveis. Toda a comunidade científica está a tentar descobrir como matá-las, e esta pode ser uma forma de o fazer”, acrescentou, citado pelo EurekAlert.

As células estaminais cancerígenas são um alvo intrigante para os cientistas devido ao seu potencial de regenerar tumores. Estas células não diferenciadas, explica o New Atlas, contêm uma espécie de “semente de cancro” escondida, à espera da melhor altura para acordar e começar a causar estragos.

Quando os médicos removem um tumor cirurgicamente ou o direcionam com a ajuda de quimio ou radioterapia, o cancro pode desaparecer (pelo menos aparentemente). No entanto, as evidências sugerem que uma pequena subpopulação de células cancerígenas adaptáveis pode continuar a circular pelo corpo para semear novas metástases em locais distantes.

A pequena molécula que os investigadores isolaram prende-se a essas células estaminais e mata-as, bloqueando a absorção de um aminoácido chamado cistina. Para a equipa, que publicou recentemente o seu estudo na revista Scientific Reports, a descoberta de uma nova classe de moléculas terapêuticas pode ser uma valiosa contribuição para a pesquisa da doença.

“Atualmente, não há fármacos capazes de matar células estaminais cancerígenas, mas continuamos à procura. Muitas drogas são descobertas por serendipidade. Muitas vezes, em Ciência, quando obtemos resultados inesperados, aceitamos de bom grado uma vez que abrem uma nova linha de pesquisa”, resumiu Taylor.

Os cientistas vão continuar a testar a eficácia da terapia recém-identificada. Como as moléculas visam seletivamente as células estaminais cancerígenas, é possível que elas possam ser combinadas com outras drogas quimioterápicas de forma a oferecer um tratamento mais abrangente.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberta em Alenquer uma das maiores muralhas do país do Calcolítico

Arqueólogos portugueses e espanhóis descobriram em Alenquer uma muralha monumental, uma das maiores do país do período Calcolítico, com quatro a cinco mil anos, após terem realizado este mês as primeiras escavações. A uma altitude de …

Minas americanas continuam inseguras apesar de multas de mil milhões de dólares

O veredito é dado pela sistema federal que multa as empresas mineiras: nem os mais de mil milhões de dólares em multas se revelaram suficientes para desencorajar as práticas inseguras do setor. Esta foi a conclusão …

Ainda há esperança. Corais do Atlântico reproduziram-se pela primeira vez em laboratório

Este é um avanço histórico que poderia ajudar a salvar corais em todo o mundo, incluindo o ameaçado recife da Flórida, nos Estados Unidos. O Aquário da Flórida, nos Estados Unidos, conseguiu que o coral Dendrogyra …

Cientistas descobrem a melhor maneira de ensinar uma nova língua a crianças

As pessoas muitas vezes assumem que as crianças aprendem novas línguas facilmente e sem esforço, independentemente da situação em que se encontram. Mas será verdade que as crianças absorvem linguagem como esponjas? Estudos mostraram que as …

Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais. De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais …

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …