Moçambicano morto no fim-de-semana em ataque xenófobo em Joanesburgo

Um moçambicano morreu no fim-de-semana na cidade de Joanesburgo, África do Sul, vítima de xenofobia, disse o cônsul de Moçambique na cidade, Damasco Mate, em declarações ao Notícias, diário de maior circulação em Moçambique.

Segundo o Notícias, o moçambicano Emmanuel Sithole morreu no sábado ao ser atingido por golpes de instrumentos contundentes por um grupo de jovens sul-africanos e dedicava-se à venda de cartões de recargas de telemóvel e cigarros.

O cônsul de Moçambique em Joanesburgo contou que muitos moçambicanos fugiram das suas casas no fim-de-semana, refugiando-se em esquadras da polícia por temerem ataques.

Os casos registados no fim-de-semana são os primeiros em Joanesburgo relacionados com a violência xenófoba, que começou na província de Kwazulu Natal, há mais de duas semanas.

De acordo com Damasco Mate, três moçambicanos já morreram vítimas de violência xenófoba na África do Sul.

Os ataques contra estrangeiros na África do Sul obrigaram ao regresso a casa de 107 moçambicanos, de um total de 600 que estavam refugiados em centros de acolhimento na região sul-africana de Durban.

400 moçambicanos regressam na terça-feira ao país

Cerca de 400 moçambicanos fugidos da violência xenófoba na África do Sul são esperados esta terça-feira no centro de trânsito de Boane, sul de Moçambique, disse à Lusa o Instituto Nacional das Comunidades Moçambicanas no Exterior.

Segundo o diretor-adjunto do Instituto Nacional das Comunidades Moçambicanas no Exterior, Armando Chissaque, os repatriados serão depois transportados para as suas zonas de origem em Moçambique em autocarros fretados pelas autoridades moçambicanas.

“No centro de trânsito, vão ficar poucos dias, porque o desejo é que voltem para as suas zonas de origem”, declarou Chissaque.

O Governo moçambicano tem reiterado apelos para que se evitem atos de represálias contra cidadãos sul-africanos residentes em Moçambique, face à recusa de trabalhadores moçambicanos em permitir que os seus colegas sul-africanos continuem a trabalhar em território moçambicano devido à xenofobia na África do Sul.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …