Misterioso (e eficiente) observatório solar foi construído por civilização desconhecida

(dr) WMF

As 13 torres de Chankillo marcam o percurso do Sol durante todo o ano

As 13 torres de Chankillo marcam o percurso do Sol durante todo o ano

Vistas do alto, as 13 torres parecem-se com o corpo de um imenso réptil estendido no deserto, mas são, na verdade, edifícios de pedra que fazem parte do Chankillo, um templo construído há 2,3 mil anos. Só que até hoje ninguém sabe quem o construiu.

Chankillo, ou o Templo das 13 Torres, conta com um templo e uma praça feitos de pedra, dedicados ao culto do Sol, sendo, segundo os indícios arqueológicos, o observatório mais antigo das Américas.

O complexo, localizado em Casma, na costa peruana, a 365 km a norte de Lima, servia para sinalizar com grande exactidão os solstícios, equinócios e diferentes datas do calendário a partir da posição do Sol.

A sua restauração está a ser agora financiada pela fundo privado WMF, World Monuments Fund, depois de ter sido identificado um grande desgaste na estrutura, causado pelos fortes ventos, humidade, tremores de terra e mudanças de temperatura no deserto.

Ainda assim, “trata-se de um exemplo magistral de uso da paisagem para medir o tempo”, afirma a delegação permanente do Peru na Unesco, o braço da ONU para a cultura. Mas como funciona esse antigo calendário, que tem servido até aos nossos dias?

Os arqueólogos estimam que Chankillo tenha sido habitado entre 500 e 200 a.C. As suas 13 torres, que medem entre 2 e 6 metros de altura, alinham-se de norte a sul ao longo de uma colina.

A 21 de dezembro, quando ocorre o solstício de verão no hemisfério Sul, o Sol surge à direita da primeira torre. À medida que os dias passam, o Sol move-se entre as torres, para a esquerda. Pode-se calcular a data ao ver que torre coincide com a trajectória do Sol ao amanhecer.

Em 21 de junho, solstício de inverno no Sul, o Sol sai à esquerda da última torre, e vai-se movendo para a direita, para voltar a iniciar o ciclo no mês de dezembro do ano seguinte. “Os habitantes de Chankillo conseguiam determinar a data com precisão de 2 a 4 dias”, diz o WMF.

Os astrónomos das 13 torres tinham pelo menos dois pontos de observação: um para o amanhecer e outro para o pôr do sol. Mas é possível que haja ainda mais pontos, diz à BBC o arqueólogo Iván Ghezzi, diretor do Museu Nacional de Arqueologia e História do Peru e director do chamado Projeto Chankillo.

(dr) WMF

Todo o complexo foi dedicado ao culto do Sol, mas ninguém sabe quem o construiu

Todo o complexo foi dedicado ao culto do Sol, mas ninguém sabe quem o construiu

O conhecimento dos dias do ano pode ter sido aplicado na agricultura, para calcular datas de plantio e colheita, mas acredita-se que o propósito principal fosse “a organização de um calendário cerimonial”, diz Ghezzi.

E Chankillo tem uma localização privilegiada: fica próximo das colinas de Mongón, “que formam uma barreira natural à neblina, o que explica em parte a excepcional visibilidade do observatório”, explica o especialista.

Por isso, Chankillo está inscrito numa lista preliminar de lugares propostos para Património Mundial da Humanidade na Unesco. “É uma obra-prima do génio criativo humano”, diz o documento de apresentação da candidatura.

Mas quem construiu Chankillo?

O local foi erguido por uma “civilização suficientemente organizada para construir um monumento deste tamanho num período tão curto, talvez apenas 25 anos”, prossegue Ghezzi. Mas até hoje ninguém sabe que civilização é essa.

“O local pertence a uma cultura ainda desconhecida, aproximadamente do ano 200 a.C., que não está relacionada com as culturas pré-incas já conhecidas da época”, diz o arqueólogo. Para que essa civilização receba um nome, ainda é preciso “saber muito mais sobre seu a sua forma de vida, religião, idioma, etc”.

“Por enquanto, temos apenas a informação de que faziam o culto ao Sol.”

Para o WMF, Chankillo “indica que o culto ao Sol existia nos Andes cerca de dois milénios antes do já conhecido culto solar ao deus Inti do Império Inca”.

Mas se não sabemos como essa cultura começou, pelo menos já temos pistas de como ela terminou. “O local foi atacado por cultos rivais . O templo principal foi destruído e soterrado, e toda a região foi abandonada repentinamente”, conta Ghezzi.

// BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. OK, 20 anos… A Grande Pirâmide de Gizé também dizem que foi construída em 20 anos, o que acredito muito, mas muito menos LOL

Responder a Ju Cancelar resposta

Duas bonecas da NASA vão voar em redor da Lua para serem atingidas por radiação

Em 2020, quando a NASA lançar a nave Orion como parte da missão Artemis I - a primeira de uma série de missões que levarão a primeira mulher e o próximo homem a pousar na …

"Pontos quentes de radiação" detetados perto da zona olímpica de Fukushima

A Greenpeace disse esta quarta-feira que detetou "pontos quentes" de radiação perto do local partida do próximo lançamento da chama olímpica pelo Japão, escreve o jornal britânico The Guardian. A organização ambientalista diz que detetou …

Tubarões reúnem-se todos os anos em Israel (e não se sabe porquê)

Um grupo de investigadores iniciou a quinta temporada de um estudo de um fenómeno incomum: uma concentração de tubarões num lugar na costa mediterrânea de Israel. Os funcionários da Estação de Investigação Mrina Morris Kahn, da …

Casa Pia 0-3 FC Porto | Jogo desbloqueado na segunda parte

O FC Porto venceu hoje o Casa Pia por 3-0, na segunda jornada do Grupo D da Taça da Liga, mas precisou de 50 minutos para fazer o primeiro golo ao penúltimo classificado da II …

Quanto vale a vida do seu cão (e a importância que isso tem)

Quanto vale a vida do seu cão? A resposta a esta pergunta pode ser mais importante do que aquilo que pensa e pode mudar drasticamente o preço que pagamos pela sua saúde e bem-estar. Os norte-americanos …

Asteróide passará esta sexta-feira pela Terra a 27.000 km/hora

Um asteróide de grandes dimensões passará pela Terra, atingindo o seu ponto mais próximo do nosso planeta esta sexta-feira, dia 6 de dezembro. O corpo celeste, importa frisar, não representa qualquer perigo para o Homem. …

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …