O fenómeno dos misteriosos neutrinos de alta energia da Antártida pode ter sido desvendado

Felipe Pedreros / IceCube / NSF

O IceCube Neutrino Observatory, na Estação Científica Internacional Scott-Amudsen, no Polo Sul

Uma nova investigação analisou a curiosa anomalia registada na Antártida: os sinais de rádio que parecem emanar das profundezas da Terra.

O estranho fenómeno foi registado quando uma equipa de cientistas levavam a cabo experiências no Pólo Sul com a Antarctic Impulsive Transient Antenna (ANITA). Ao contrário da maioria dos detetores de neutrinos que são grandes e sensíveis, o ANITA é um detetor de rádio suspenso por um balão que só consegue detetar neutrinos de alta energia quando atingem o gelo antártico para criar uma explosão de luz de rádio.

Os neutrinos são partículas extremamente pequenas que surgem como resultado de vários eventos cósmicos (como explosões de estrelas), existindo em todo Universo. Além disso, estas partículas são tão pequenas que podem passar através de qualquer objeto, inclusivamente através de edifícios ou pessoas.

Apesar de terem conseguido captar os sinais com a ANITA, os cientistas observaram que os sinais não eram provenientes do Espaço, mas sim das profundezas da Terra, saindo do solo “por sua própria conta”.

Esta atividade incomum deixou a comunidade científica perplexa e deu origem a inúmeras teorias. Alguns cientistas sugeriram que os impulsos seriam neutrinos que entraram na Terra por um lado, passaram por todo o núcleo e saíram pelo outro. Outros acreditavam que se tratava de um “neutrino estéril”, cuja existência é apenas teórica. Houve ainda quem “culpasse” a misteriosa matéria escura pelo fenómeno.

Agora, um artigo científico publicado na Annals of Glaciology encontrou uma explicação diferente e mais simples para o misterioso fenómeno: segundo os autores, as anomalias não são causadas por neutrinos “subterrâneos”, mas sim pela reflexão de raios cósmicos ultraenergéticos na superfície gelada.

Os raios entram no planeta, passam através da camada superior de gelo e alcançam uma camada de solo conhecida como firn, escreve o New Atlas.

“Acreditamos que o culpado é o firn debaixo da superfície. O firn é neve compactada que não é suficientemente densa para ser gelo. Por esse motivo, podem ocorrer inversões de densidade, com faixas a passar de alta para baixa densidade. Estas formas cruciais de interação podem explicar estes eventos”, explicou Ian Shoemaker, co-autor do estudo.

Os físicos acreditam que, nas condições de densidade variável nas camadas profundas da superfície da Antártida, os raios cósmicos são refletidos e depois registados pela antena.

Estes raios passam através do gelo a temperaturas muito altas, dispersam dentro desta camada em protões e eletrões, o que pode dar lugar a um sinal de rádio, semelhante a um neutrino.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …

Morreu o prefeito de São Paulo que venceu a covid-19, mas que perdeu a batalha para o cancro

O prefeito da cidade brasileira de São Paulo, Bruno Covas, morreu este domingo, aos 41 anos, vítima de cancro, segundo a imprensa brasileira e várias personalidades que nas redes sociais têm lamentado a sua morte. Bruno …

China não está a conseguir macacos de laboratório suficientes para responder à procura da comunidade científica

A proibição do comércio de animais selvagens e o crescimento da investigação científica estão a causar uma escassez de macacos de laboratório na China. A oferta cada vez menor de macacos de laboratório, amplamente usados em …

Câmara do Porto recusa hastear bandeira LGBT no dia contra a homofobia

A Câmara Municipal do Porto recusou hastear a bandeira LGBTI+ na próxima segunda-feira, dia 17 de Maio, data em que se assinala o Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. Segundo o Público, a autarquia …

E se fosse possível passar um mês no Palácio de Buckingham? O preço não seria para qualquer bolso

Viver num palácio pode ser o sonho de muitos, mas não é para a carteira de qualquer um. Agora, já se sabe quanto custaria alugar, durante um mês, uma das casas reais mais conhecidas da …