Militares suspeitos de corrupção tramados por telefonemas às mulheres

Pedro Aragão / Wikimedia

Uma aeronave Airbus CASA C-295M da Força Aérea Portuguesa aterra na base aérea de Monte Real

A Polícia Judiciária chegou ao dinheiro das alegadas “luvas” do esquema de corrupção nas messes da Força Aérea porque alguns dos suspeitos do processo se denunciaram, em chamadas telefónicas às mulheres. Não sabiam que estavam a ser alvo de escutas.

Estes dados são avançados pelo Correio da Manhã (CM) que refere que, “aflitos com buscas”, alguns dos militares envolvidos no esquema de sobre-facturação, nas messes da Força Aérea, “telefonaram às mulheres para destruírem as provas e esconderem fortuna em notas das luvas”.

A Polícia Judiciária (PJ) terá, assim, obtido uma ajuda preciosa para chegar às alegadas provas de corrupção, num esquema em que os militares receberiam as “luvas” em baldes, além de pagamentos em camarão e champanhe.

O CM transcreve partes de uma dessas alegadas escutas telefónicas, envolvendo o Capitão Nuno Neves, da Base Aérea 11, em Beja, um 12 militares que se encontram em prisão preventiva, em Tomar.

“Como tu deves calcular, eu preciso que tu arrumes a minha roupa, ´tá bem?“, diz o Capitão à mulher, segundo transcrição do CM, num telefonema realizado no mesmo dia em que os investigadores da chamada Operação Zeus realizaram buscas em várias residências e bases militares.

O militar diz, ainda, que não sabe o que “é que eles vão fazer”, mas que se fala “em detenções”.

“Não sei o que é que isto vai dar… mas pelo menos a roupa… percebes aquilo que eu quero dizer?”, aponta o Capitão no mesmo telefonema.

“Na tua cómoda, está roupa minha também… está um oleado que eu preciso disso… guarda isso… num sítio qualquer“, acrescenta o militar, segundo transcrição do CM.

Nesse dia, os investigadores do Ministério Público realizaram mais de 80 buscas domiciliárias e mais de 25 buscas não domiciliárias, nomeadamente em Bases militares.

O CM também revelou, na edição de quinta-feira, que havia suspeitas de sobre-facturação na messe de Beja desde 2009. O caso terá sido alvo de um processo disciplinar interno que terá terminado arquivado, sem punições, segundo o jornal.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu fui militar obrigado para que muitos cavalheiros nesta altura sejam bem/caros pensionistas.
    <Como nunca fui chico, pergunto de quais forças armadas devemos ter orgulho:
    -das que aparecem para ajudar no combate aos incêndios na fase de rescaldos.
    -das forças armadas que andam curvadas pelas condecorações que ostentam nos casacos
    -das forças armadas que não roubam mas que por esquemas difusos, fazem chegar ás suas ou seus patrimónios, bens que não lhes pertencem
    -das forças armadas que querem comissões e promoções em "teatros de operações#
    -das forças armadas que há anos. do tempo do cavalheiro Paulo Portas. apareciam a comentar as guerras "on line" onde viam bidons de armas químicas, onde ao que parece nunca existiram
    -das forças armadas que deixaram para trás soldados que morreram numa guerra injusta em África…vão a curva da estrada de CAIA para Tambara na localidade de Murraça e estão campas rasas de militares que não vieram para suas sepulturas naturais..
    Ficava muito bem a um ex previligiado de Moçambique que fosse tirar umas selfis de afetos, a esses locais
    -das forças armadas que têm como CEMGFA um tal que acha que 34 000,00 € de furto/roubo são uma ninharias? Artur Pina Monteiro, o teu pai, mãe e com os teus irmãos, lembras da altura da recolha de leite, da destilaria, da tasca em Vila Fernando não aprendestes este desprendimento de valores..

RESPONDER

Rede de imigração ilegal no SEF. Denúncias de corrupção eram antigas, mas ficaram na gaveta

A inspectora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que foi detida nesta semana, por pertencer alegadamente a uma rede de imigração ilegal, já tinha sido identificada num inquérito interno desta entidade, devido às mesmas …

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …

Do azedume às contas do passado. Críticos internos atacam Rio

Depois de Rui Rio ter anunciado esta segunda-feira que se recandidata à liderança do PSD, os críticos internos vieram a público. Acusam-no de querer dividir o partido e ajustar contas com o passado e esperam …

"Acho ridículo que sejam feitas obras, portas ou não", diz Ventura

O CDS que não quer o líder do Chega no meio dos seus deputados e a solução pode mesmo passar por abrir uma porta especial para o deputado. "Acho ridículo", comenta André Ventura. Na última conferência …