Militantes da JCP que pintavam mural no Porto com termo de identidade e residência

Os cinco militantes da Juventude Comunista Portuguesa (JCP) detidos hoje à tarde pela PSP quando se preparavam para pintar um mural no Porto foram constituídos arguidos e ficaram com termo de identidade e residência, disse um dos detidos.

Os cinco elementos da JCP foram libertados três horas após a detenção, que ocorreu quatro meses e dois dias depois de uma situação idêntica que envolveu 11 militantes daquela entidade que pintavam um mural no mesmo local da cidade: o muro da escola Infante D. Henrique, na Praça da Galiza.

De acordo com um dos membros da JCP, André Martelo, que falava aos jornalistas à saída da esquadra, a direção da escola apresentou queixa, mas os jovens aguardam “com serenidade os próximos desenvolvimentos”, lembrando que o caso anterior foi arquivado no início de setembro, à semelhança de outros previamente.

“O que nos apraz dizer é que não vamos parar de pintar murais porque é um direito que nos assiste. É um direito consagrado não só na lei de afixação de propaganda política, mas também na Constituição da República, que nos garante a liberdade de expressão, numa das formas que é a pintura mural, que não é uma forma recente”, afirmou André Martelo.

O elemento da JCP acrescentou que foram apreendidas tintas e pincéis e lamentou que, “entre exercer o direito e ele ser impedido de forma ilegítima”, a pintura do mural acabe por ficar incompleta.

“Vamos continuar a exercer este direito, esta é mais uma expressão da luta que travamos todos os dias pela derrota deste Governo, e que face a estas ordens ilegítimas, que não são culpa destes agentes da autoridade mas de quem manda nas forças policiais, neste caso o Ministério da Administração Interna, continuaremos a denunciar e a lutar contra estas medidas que impedem o exercício de um direito”, acrescentou André Martelo, que frisou que o mural diria “Pela liberdade e democracia pintamos os amanhãs que cantam”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Entretenimento saudável". Santa Casa desvaloriza estudo sobre raspadinhas

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desvalorizou a investigação da Universidade do Minho que aponta para o vício das raspadinhas. Esta sexta-feira, um artigo científico publicado na The Lancet alertou para …

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …

CM Lisboa vai negociar avenças em parques para moradores da envolvente da Baixa

O presidente da Câmara de Lisboa afirmou, esta sexta-feira, que a autarquia irá tentar acordar com os operadores dos parques de estacionamento da envolvente da Zona de Emissões Reduzidas da Baixa-Chiado a criação de "avenças …

Caso Marega. PGR tinha brigada anti-racismo no jogo de Guimarães

A equipa do Ministério Público estava de serviço, no jogo entre V. Guimarães e FC Porto, quando o jogador maliano decidiu abandonar o campo na sequência de cânticos racistas. De acordo com o semanário Expresso, a …