Metro do Porto compra 18 novos veículos e assegura mais 60 mil lugares por dia

A Metro do Porto assinou esta terça-feira o contrato para a aquisição, por 49,6 milhões de euros, de 18 composições à empresa chinesa CRC Tangsthan que permitirão disponibilizar mais 60 mil lugares diários, estima a sociedade.

Segundo a Metro do Porto, citada pela agência Lusa, os novos veículos – com capacidade de 252 lugares, 64 dos quais sentados – serão entregues entre 2021 e 2023, um por mês.

Em dezembro, a sociedade revelou que a empresa chinesa tinha vencido o concurso para entregar 18 novas composições, por 49,6 milhões euros, financiados pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, menos 6,5 milhões do que o valor base do procedimento.

O presidente da Metro do Porto, Tiago Braga, revelou à Lusa em outubro que, para responder ao aumento verificado de seis milhões de passageiros, esperava “antecipar até ao fim de 2021” a contratação das composições, inicialmente previstas para as novas linhas do metro, que devem estar prontas em 2022/23.

Tiago Braga explicou que o aumento da procura, sendo “forte desde o início de 2019”, se tornou “mais expressivo ainda desde abril, quando arrancou o PART [Programa de Apoio à Redução Tarifária]”, o designado passe único, que fez descer o valor dos bilhetes mensais dos transportes públicos.

O concurso foi lançado com a perspetiva de servir as novas linhas Rosa, no Porto, entre S. Bento e a Casa da Música, e o prolongamento da linha Amarela, entre Santo Ovídio e Vila d’Este, em Vila Nova de Gaia.

As empreitadas para as novas linhas devem arrancar em breve, sendo que as obras de construção vão decorrer até 2023. As novas linhas vão acrescentar seis quilómetros e sete estações à rede, um investimento global na ordem dos 300 milhões de euros.

Atualmente, a frota da Metro do Porto é constituída por 102 veículos: 72 do tipo Eurotram e 30 do tipo Tram-train. Com o investimento em 18 veículos CRRC, a frota passará a contar com 120 unidades.

Fundada em 1881, a CRRC Tangshan Co é uma empresa chinesa com tradição na produção de comboios, comboios de alta velocidade e veículos de metro. É o maior fabricante mundial de material circulante ferroviário, com sede em Pequim e empregando mais de 180 mil trabalhadores. A Metro do Porto opera em sete concelhos com seis linhas, 67 quilómetros e 82 estações, utilizada por mais de 71 milhões de clientes em 2019.

Lusa //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Alguém que explique (enquanto ainda é cedo) a quem está à frente deste projecto na Câmara Municipal do Porto (CMP), que as frentes dos bancos das novas carruagens do metro que vão ser construídas, têm que estar todas voltadas para o sentido da marcha.

    Não é normal ter num transporte público as frentes dos assentos voltadas umas para as outras, pois gera desconforto nos passageiros que são obrigados a ir a viagem toda a olhar para o chão, para os lados, ou para o tecto, devido ao facto de serem forçados a encarar com o rosto do passageiro(a) da frente devido à disposição dos bancos.

    Quanto ao resto, desde 2013 até à presente data, a escolha da empresa Chinesa CRRC Tangshan Co., Ltd. para a construção das novas composições para o Metro do Porto, é provavelmente a única coisa de jeito que esta administração autárquica fez pela Cidade do Porto e os cidadãos Portuenses.

RESPONDER

"Almofada" da Segurança Social recebeu 51 milhões do negócio de casas com Câmara de Lisboa

O negócio de venda e arrendamento à Câmara de Lisboa de 11 edifícios da Segurança Social daquela cidade trouxe prejuízos ao Estado e permitiu a transferência de 51 milhões de euros para o Fundo de …

Roosevelt e Churchill planeavam invadir os Açores

O Presidente dos Estados Unidos Franklin Roosevelt e o primeiro-ministro britânico Winston Churchill tinham um plano para invadir os Açores se Salazar não concedesse facilidades militares aos Aliados com a ameaça nazi, disse um especialista …

Marcelo afirma que foi dado "um passo" nas relações diplomáticas com a Venezuela

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, concordou na terça-feira com o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, em ter sido dado "um passo" nas relações diplomáticas com a Venezuela, mas escusou …

Bruxelas avisa Boris que não fechará acordo com o Reino Unido "a qualquer preço"

Michel Barnier, negociador-chefe da União Europeia para a futura parceria com o Reino Unido, afirmou que está pronto para começar as negociações com o país, mas alertou que não as concluirá “a qualquer preço”. Michel Barnier, …

Comissões bancárias subiram 40 milhões (e superaram os 1500 milhões)

As comissões bancárias, que estarão em debate no parlamento na quinta-feira, permitiram aos principais bancos arrecadar mais de 1.500 milhões de euros em 2019, mais 40 milhões de euros do que em 2018. O parlamento debate …

Bloco propõe subsídio de alimentação mínimo de 4,77 euros para todos os trabalhadores

O Bloco de Esquerda quer tornar obrigatório o pagamento de um subsídio de refeição para todos os trabalhadores. Os bloquistas propõem ainda que, além de obrigatório, o subsídio não deve ser inferior ao valor mínimo …

Banco de Portugal investiga papel de Teixeira dos Santos no Eurobic

O Banco de Portugal (BdP) está a investigar o papel de Teixeira dos Santos no Eurobic no âmbito do escândalo Luanda Leaks, que revelou alegados esquemas fraudulentos que envolvem a empresária angolana Isabel dos Santos. …

Iniciativa Liberal vota contra Vitalino Canas para o Tribunal Constitucional

"O regime de os juízes serem nomeados pelo PS e PSD como estes bem entendem deve acabar", considera o deputado único do Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo. O líder e deputado do Iniciativa Liberal, João Cotrim …

Não há infetados em Portugal. Há dois casos de Covid-19 em Madrid e um em São Paulo

O 17.º caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo, avança a Direção-Geral da Saúde (DGS). Todos os casos suspeitos de infeção com Covid-19 referenciados em Portugal até esta quarta-feira tiveram resultados …

Mega-operação no IMT do Porto desmantela esquema com carros importados que lesou Estado em 5 milhões

A Guarda Nacional Republicana (GNR) está, nesta quarta-feira, a realizar uma mega-operação de buscas no Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) do Porto, no âmbito de uma investigação em torno de suspeitas de fraude …