Mergulhador desenvolveu uma técnica para hipnotizar tubarões

d.r. Riccardo Sturla Avogadri

-

Um mergulhador italiano afirma ter descoberto uma técnica simples para conseguir “hipnotizar” tubarões.

Riccardo Sturla Avogadri é o corajoso mergulhador que diz ter encontrado uma forma de colocar os tubarões em “transe”, conta a BBC.

Segundo o italiano, o primeiro passo para imobilizar um tubarão começa por atrai-lo, algo que pode ser feito com recurso a algum barulho, comida ou produtos químicos.

De seguida, quando o tubarão se aproxima, passa-se à tarefa quase impossível de o colocar em modo de relaxamento. Avogadri coloca as mãos numa posição específica que faz com que estes animais pensem que os seus dedos são peixes.

“Faço com que o tubarão tente morder as minhas mãos. Essa é a parte mais difícil e também a mais perigosa, visto que se for muito rápido o tubarão vai embora e se for muito devagar ele morde”, explicou o mergulhador no Outlook, um programa de rádio da estação britânica.

O italiano contou ainda que esta é uma técnica sempre feita com a utilização de um fato de mergulho especial, feito à base de aço, que impossibilita que os dentes do tubarão perfurem a sua pele.

Segundo Avogadri, antes de morder, o animal abre a boca para deixar a água entrar e obter oxigénio através das guelras. É no preciso momento em que o tubarão fecha a boca que o mergulhador ‘ataca’.

“Eu consigo imobilizar o tubarão quando está com a boca fechada. Nesse momento, o animal não está a respirar e, por isso, coloco a mão no nariz e faço uma espécie de massagem”, conta.

É essa massagem que permite mudar o comportamento do tubarão, uma vez que estimula um órgão sensorial chamado de ampola de Lorenzini.

“Os tubarões gostam de sentir os movimentos circulares. (…) Tentam fugir durante uns cinco ou seis segundos, mas quando sentem essa sensação percebem que não há perigo e muitas vezes param”.

Por fim, o mergulhador diz que começa a retirar as parasitas presentes na pele do animal e que esse pode também ser um fator que cria alguma relação de empatia.

“O animal pode ir embora, mas como percebe que fiz uma coisa boa, acaba por voltar – talvez pense que sou uma espécie de ‘estação de limpeza'”, sugere.

O italiano admite que não é possível aplicar esta técnica com todos os tubarões mas garante que, para já, não teve ainda nenhum acidente grave.

“Às vezes estou no meio de um grupo de 20 tubarões e tenho de perceber quais são os mais confiantes. Quando consigo encontrar um bom tubarão, tento atraí-lo”.

Esta tem sido uma boa técnica para impressionar turistas mas o mergulhador acredita que esta é também uma solução para que investigadores e cientistas possam examinar estes animais, sem ser preciso passar por todo o stress provocado por uma captura.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …

Descobertas sete novas aranhas-pavão. E uma parece um quadro de Van Gogh

Foram encontradas sete novas espécies de aranha do género Maratus. E há uma que se destaca por se parecer com "A Noite Estrelada", famoso quadro de Vincent Van Gogh. Nos últimos anos, as aranhas-pavão (do género Maratus) …

Estado de emergência no México suspende produção de cerveja Corona

Nem toda a publicidade é boa publicidade. Que o diga a cerveja mexicana Corona que, em tempos de pandemia, partilha o nome com o vírus de que já ninguém quer ouvir falar. Segundo o jornal The …

Gás natural pode transformar Moçambique no "Qatar de África" (se os jihadistas deixarem)

A descoberta de gás natural em Moçambique é vista como uma grande esperança para o país que, à boleia dos avultados investimentos que está a receber de grandes multinacionais, sonha tornar-se no "Qatar de África". …

Afinal, os 1.000 ventiladores doados por Elon Musk podem não ser completamente inúteis

Elon Musk, CEO da Tesla, doou mil ventiladores do tipo errado a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Agora, afinal, os ventiladores vão poder ser usados em casos de …

Cientistas preveem quatro grandes furacões no Atlântico em 2020

Cientistas da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, preveem que se formem quatro grandes furacões no Oceano Atlântico em 2020. De acordo com os especialistas, estes quatro furacões serão de categoria 3 a 5 na …

Neymar doa 870 mil euros para luta contra a pandemia no Brasil

O futebolista internacional brasileiro Neymar doou cerca de 870 mil euros para a luta contra a pandemia covid-19 no seu país, revelou esta sexta-feira o canal SBT. Segundo a estação de televisão brasileira, o contributo de …

França confiscou quatro milhões de máscaras destinadas a Espanha e Itália

As autoridades francesas apreenderam quatro milhão de máscaras que uma empresa sueca transportava da China para a Espanha e Itália no início do mês. A disputa diplomática foi revelada na quarta-feira pela revista francês L'Express. Segundo …

Sobe para 52 o número de elementos da PSP infetados

Subiu esta sexta-feira para 52 o número de elementos da PSP infetados com covid-19, revelou esta força de segurança, dando conta que está a ser assegurado apoio psicológico a todos os polícias com 30 profissionais. Em …