Restos do mais pequeno macaco fóssil do mundo encontrados no Peru

(dr) Wout Salenbien / Duke University

Foi encontrado na floresta amazónica do Peru um dente fóssil, com 18 milhões de anos, do mais pequeno macaco já conhecido. Não pesava mais do que um hamster, adiantam os investigadores.

O novo fóssil foi desenterrado na costa do rio Alto Madre de Dios, no sudeste do Peru. Os investigadores desenterraram pedaços de arenito e cascalho e colocaram-nos em sacos cheios de água para, posteriormente, conseguirem extrair os dentes, as mandíbulas e os fragmentos fossilizados do macaco.

Antes de encontrar o dente do macaco mais pequeno conhecido, a equipa analisou cerca de 900 quilos de sedimentos que continham centenas de fósseis de roedores, morcegos e outros animais.

Os fósseis de primatas são tão raros quanto os dentes de galinha“, disse o principal autor do artigo científico, Richard Kay, professor de antropologia evolutiva da Universidade Duke, na Carolina do Norte, em comunicado. O dente encontrado, um molar superior, era apenas “duas vezes o tamanho da cabeça de um alfinete”.

Pela análise do molar, os cientistas acreditam que o animal terá comido frutas e insetos e que pesava menos de 200 gramas, ligeiramente mais pesado do que uma bola de beisebol. Alguns dos macacos da América do Sul podem crescer até 50 vezes mais, realça o EuropaPress.

“É de longe o menor macaco fóssil encontrado em todo o mundo”, disse Kay. Só há uma espécie de macaco mais pequena: o sangui-pigmeu (Cebuella pygmaea), que é do tamanho de uma chávena de chá.

Num artigo publicado no Journal of Human Evolution, a equipa apelidou o animal de Parvimico materdei, ou “pequeno macaco do rio Madre de Dios”. Agora, armazenada nas coleções permanentes do Instituto de Paleontologia da Universidade Nacional de Piura, no Peru, a descoberta é importante dado que é uma das poucas pistas que os cientistas têm de um capítulo chave em falta na evolução dos macacos.

A comunidade científica acredita que os macacos chegaram à América do Sul, vindos de África, há cerca de 40 milhões de anos. No entanto, este processo é um pouco misterioso, em grande parte devido a uma lacuna no registo de fósseis de macacos, entre 13 e 31 milhões de anos atrás.

Nesse intervalo de tempo encontramos Parvimico. O novo fóssil remonta entre 17 e 19 milhões de anos atrás, afirmam os cientistas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas usam a Lua como espelho gigante para procurar extraterrestres

Os astrónomos ainda não desistiram de procurar vida para lá da Terra e acabam de criar um novo método para encontrar exoplanetas habitáveis, que envolve o uso da Lua como uma espécie de espelho gigante. Especialistas …

Astrónomos descobriram um buraco negro "incapaz" de fazer o seu trabalho

Astrónomos descobriram o que pode acontecer quando um buraco negro gigante não interfere na vida de um enxame de galáxias. Usando o Observatório de raios-X Chandra da NASA e outros telescópios, mostraram que o comportamento passivo …

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …

Para reavivar o turismo, esta pequena cidade está a contar com a ajuda dos "vampiros"

A pequena cidade de Forks, em Washington, nos Estados Unidos, é lar de 3.600 pessoas, cujos meios de subsistência nos últimos 15 anos foram impulsionados por uma indústria do turismo alimentada por "Crepúsculo", a série …