Menino marroquino de cinco anos resgatado sem vida após quatro dias preso num poço

3

Jalal Morchidi / EPA

Escavações no poço onde caiu Rayan, o menino de cinco anos

Ao longo das últimas horas, equipas de socorro fizeram chegar água e oxigénio à criança.

A história de Rayan não teve um final feliz. Depois de quatro dias preso num poço de 32 metros, o menino de cinco anos foi finalmente resgatado, mas, de acordo com informações avançadas pela Casa Real marroquina, estava já sem vida. Na missão estiveram envolvidos centenas de socorristas, que ao longo das últimas horas se esforçaram por construir um túnel paralelo ao poço onde se encontrava Rayan. Esta foi a estratégia adotada, já que o diâmetro do poço não permitia o acesso dos adultos envolvidos no socorro.

Ainda assim, foram inúmeras as dificuldades enfrentadas pelas equipas de salvamento, a começar pela fragilidade do terreno em causa, o qual podia ceder a qualquer momento e hipotecar o resgate. Nas últimas horas da operação foram também encontradas rochas nos buracos escavados pelas máquinas, o que obrigou que os últimos metros fossem desimpedidos por força humana.

Nas imagens captadas quando ainda estava no poço, ao longo das últimas horas, eram visíveis os ferimentos na sua face, apesar de serem necessários mais exames médicos para apurar a existência de outro tipo de lesões. No local, durante toda a operação de socorro, estiveram uma ambulância, equipada para prestar os primeiros cuidados, e um helicóptero para fazer o transporte de Rayan para o hospital.

  ZAP //

3 Comments

  1. Só uma pequena correção… “já que o diâmetro do poço” em vez de “já que o diâmetro do posso”

    Quanto ao desfecho do acontecimento… É triste mas de esperar.

  2. E triste nesses casos Marrocos deveriam pedir ajuda ao técnicos e engenheiros do mundo, podia ter outro final.
    Descansa em Paz junto de Deus e condolências á família.

  3. Corrigir posso – poço “… já que o diâmetro do posso não permitia o …”
    Apagar este comentário quando corrigido.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.