Menina de 11 anos queria abortar depois de ser violada, mas foi obrigada a fazer cesariana

Uma criança argentina de 11 anos foi obrigada a ter o bebé após ter sido violada pelo namorado da avó. A menina e a mãe pediram para abortar, mas o governo regional obrigou à continuidade da gravidez e ao parto por cesariana.

Na Argentina, uma criança de 11 anos engravidou por ter sido violada pelo namorada da sua avó. Segundo o Público, a criança teve permissão do tribunal para abortar, mas enfrentou a rejeição dos médicos do hospital para o qual foi encaminhada, que alegaram objeção de consciência.

Aliás, a última médica que aceitou realizar o procedimento, enganou-a: depois de a ter anestesiado, fez uma cesariana em vez de um aborto, sem consentimento da criança ou da sua família.

O caso aconteceu na província de Tucumán, na Argentina, e gerou grande controvérsia. Citada pela Folha de São Paulo, a médica que fez a cesariana afirmou que a menina apresentava sintomas de pré-eclampsia, que punham em risco a sua vida e a do bebé, tendo sido por esse motivo que decidiu avançar para a cesariana, sem pedir autorização.

Quando o pedido formal de aborto foi apresentado, no final de janeiro, a gravidez estava já na 19.ª semana, mas a Justiça levou apenas três semanas a deliberar sobre o caso. Este foi outro dos motivos que os médicos do Hospital Eva Péron apresentaram para argumentar a recusa em fazer o aborto, considerando que seria uma operação de alto risco.

Contudo, a médica que fez a cesariana não pertencia ao quadro do hospital. A profissional fazia clínica privada e foi chamada porque todos os médicos se recusaram a tratar a menina.

Ao jornal Clarín, a médica Cecilia Outsset conta que ela e o marido realizaram a intervenção, já depois da meia noite, e que “teve de um anestesista de outro sítio”. “A verdade é que não se podia esperar um parto por via vaginal, porque o corpo dela não estava desenvolvido e não tinha condições psicológicas, por causa dos abusos que sofreu.”

Na terça-feira, uma juíza tornou claro que era preciso cumprir a determinação do tribunal e fazer o aborto. O Ministério da Saúde de Tucumán reproduziu a ordem, mas com uma pequena (e significativa) alteração: “É preciso salvar as duas vidas.” Daí a cesariana em vez da interrupção voluntária da gravidez.

De acordo com o Público, o tribunal supremo provincial esclareceu que a ordem do ministro da Saúde local “não reflete o expediente judicial”. A menina não queria ser mãe, não é o que estipula o Código Penal, nem o Supremo Tribunal para estes casos. Para as Nações Unidas, a maternidade forçada é uma forma de tortura.

Este caso ganhou ainda mais relevância nesta região uma vez que, no final do ano passado, um grupo de deputados regionais apresentou um projeto legislativo para proibir os abortos mesmo em caso de violação, uma medida inédita no país.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • LOL, as religiões são um pilar da sociedade e convivencia, neste caso específico, se esta criança fosse uma das minhas filhas, a minha religião dita que eu teria o direito e dever moral de castrar o violador á porrada e engravidar a doutora de forma anal recorrendo para tal a um pau de madeira com 50cm de comprimento e 7cm de diâmetro.

      Isto é o que dá ser membro e praticante do Reino universal da minha casa.

RESPONDER

Após chumbo ao aeroporto do Montijo, Governo quer mudar a Lei para tirar poder aos municípios

O chumbo ao aeroporto do Montijo depois de os municípios da Moita e do Seixal terem reprovado o projecto não demove o Governo da empreitada. Em cima da mesa estão três soluções e a intenção …

Vacina da Janssen deverá ser aprovada na Europa a 11 de março. Imunizante só requer uma toma

A Agência Europeia do Medicamento convocou uma reunião extraordinária para concluir a avaliação da vacina à covid-19 da multinacional Janssen, com vista a colocá-la rapidamente no mercado. Neste sentido, espera-se que haja mais uma vacina contra …

Medina leva nega. Bloco, PCP e PAN querem concorrer sozinhos em Lisboa

O anúncio de que Carlos Moedas vai encabeçar a candidatura PSD/CDS à Câmara Municipal de Lisboa uniu a direita, mas não mudou a estratégia da esquerda. O Bloco, o PCP e o PAN querem concorrer …

Coates alcançou feito sem paralelo na Europa

Coates não comete uma única falta há mais de um mês, embora tenha sido totalista de minutos nesse período. É o único jogador das principais ligas europeias a consegui-lo. Provavelmente já não se lembra da última …

"Nunca batem certo". Madeira contesta dados do boletim da DGS

As autoridades regionais madeirenses afirmam que "os números fidedignos são os dados reportados, diariamente, pela Direção Regional de Saúde". A Direção Regional da Saúde (DRS) da Madeira contestou, esta terça-feira, os dados reportados nos boletins da …

I Liga pondera reduzir número de equipas a partir de 2022/2023

O desportivo Record avança esta quarta-feira que a Liga de Clube pondera reduzir o número de equipas em competição na I Liga já a partir da época de 2022/2023. Em cima da mesa está a redução …

Sob risco de expulsão, Fidesz de Orbán deixa bancada do Partido Popular Europeu pelo próprio pé

O partido Fidesz, liderado pelo primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán, vai deixar a bancada do Partido Popular Europeu no Parlamento Europeu. De acordo com a agência Reuters, o partido Fidesz, que governa a Hungria, anunciou esta quarta-feira …

Varandas move mundos e fundos por João Mário, que ganha dobro do teto salarial

Frederico Varandas está disposto a investir na contratação em definitivo de João Mário. O médio do Inter ganha quase o dobro do teto salarial em Alvalade. "João Mário é para ficar", lê-se esta quarta-feira na capa …

Moedas é a cara de uma megacoligação em Lisboa. PSD tenta fechar Santana em Sintra

Aliança, RIR, MPT e PPM também estão fechados. Carlos Moedas vai encabeçar a candidatura PSD/CDS à Câmara Municipal de Lisboa, uma megacoligação de centro-direita. O Público avança que a participação do Aliança, do Reagir, Incluir e …

Neandertais tinham a capacidade de falar e perceber a linguagem humana

Um novo estudo mostra que os nossos parentes Neandertais tinham a capacidade de ouvir e produzir os sons da fala dos humanos modernos. Nos últimos anos, várias evidências científicas provaram que os Neandertais eram muitos …