Mélenchon será candidato às legislativas para combater Macron

Christophe Petit Tesson / EPA

O candidato da 'La France insoumise', Jean-Luc Melenchon, não deu indicações de voto ao seu eleitorado

O candidato da ‘La France insoumise’, Jean-Luc Melenchon

O líder da extrema-esquerda francesa anunciou, esta quarta-feira, que será candidato nas eleições legislativas de junho e que a sua intenção é “combater implacavelmente” o Presidente eleito, o centrista Emmanuel Macron.

“Temos um programa e estamos dispostos a governar”, disse Jean-Luc Mélenchon, líder da plataforma “A França Insubmissa”, numa entrevista à RMC e à BFMTV.

Em linha com a sua posição desde que a 23 de abril foi eliminado da segunda volta das presidenciais, ao ficar em quarta posição com 19,58% dos votos, Mélenchon não quis dizer se no domingo votou ou não em Macron.

Limitou-se a recordar que votou, e que pediu aos seus apoiantes na primeira volta que não votassem na candidata de extrema-direita, Marine Le Pen, na segunda.

O candidato criticou Macron pela “imagem monárquica que quis dar” ao celebrar a vitória de domingo na Esplanada do Louvre, antigo palácio real, e defendeu que será “melhor que não se ponha em prática” o programa do Presidente eleito.

Mélenchon afirmou ser “bastante provável” que venha a apresentar a sua candidatura numa das circunscrições de Marselha, cidade em que terminou na primeira posição na primeira volta das presidenciais, com 24,82% dos votos, à frente de Le Pen (23,66%) e de Macron (20,44%).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

UE reduz lista de países para reabrir fronteiras e mantém EUA e Brasil de fora

Os Estados-membros da União Europeia (UE) atualizaram, esta quinta-feira, a lista de países aos quais reabrem as fronteiras externas, mantendo de fora os Estados Unidos e o Brasil. "Na sequência da primeira revisão ao abrigo da …

24 horas depois, estátua de manifestante antirracismo em Bristol foi removida

A estátua de uma manifestante do movimento Black Lives Matter, erguida, esta quarta-feira, na cidade de Bristol, no Reino Unido, já foi removida. De acordo com o jornal The Guardian, 24 horas depois de ter sido …

Advogados continuam luta para manter declarações fiscais de Trump em segredo

Depois de o Supremo Tribunal ter determinado que os procuradores nova-iorquinos podem ter acesso às declarações de impostos do Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, os seus advogados informaram na quarta-feira que estavam a considerar …

EUA negam vistos a funcionários da Huawei que apoiem "violadores de direitos humanos"

Esta quarta-feira, o Governo norte-americano que vai impor restrições nos vistos a funcionários da Huawei e a outras empresas que os Estados Unidos vejam como apoiantes de Governos violadores de direitos humanos. Além das restrições, o …

Ventilador produzido em Portugal recebe autorização de utilização do Infarmed

O ventilador Atena, produzido em Portugal, recebeu, na terça-feira, a autorização do Infarmed para o seu uso em contexto hospitalar na luta contra a covid-19. Esta quarta-feira, numa publicação na sua página de Facebook, o CEiiA …

American Airlines avisa 25 mil trabalhadores que podem perder emprego

Os dirigentes da American Airlines escreveram a cerca de 25 mil trabalhadores da transportadora aérea para lhes comunicar que o seu emprego pode desaparecer em outubro. Os dirigentes das Companhias de aviação dos Estados Unidos admitiram …

Trump substitui diretor de campanha a menos de quatro meses das eleições

O Presidente dos Estados Unidos substituiu, esta quarta-feira, o seu diretor de campanha, perante os maus resultados nas sondagens, a menos de quatro meses das eleições. "Tenho o prazer de anunciar que Bill Stepien foi promovido …

Bristol acordou com uma nova estátua. Manifestante antirracismo substitui comerciante de escravos

Bristol acordou com uma nova estátua. Um artista britânico ergueu uma estátua de uma manifestante do movimento ‘Black Lives Matter’ no topo do pedestal na cidade inglesa antes ocupado pela estátua de um comerciante de …

Enfermeira norte-americana matou sete doentes num hospital de veteranos com injeções de insulina

Uma enfermeira num hospital de veteranos norte-americanos matou deliberadamente pelo menos sete doentes com injeções de insulina. A mulher, que admitiu o crime, deverá ser condenada a sete penas de prisão perpétua, mais 20 anos …

PSP pôs fim à festa do título na Avenida dos Aliados. Um polícia ficou ferido

Na parte final dos festejos portistas, já durante a madrugada, nos Aliados, o Corpo de Intervenção da PSP do Porto foi obrigada a intervir contra um grupo de adeptos. Ninguém foi detido, mas um agente …