Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última luta contra o jornal britânico, que acusou de divulgar, sem autorização, uma carta que havia enviado ao seu pai Thomas Markle.

A Duquesa de Sussex levou a cabo uma ação judicial contra o Mail on Sunday, depois do jornal divulgar uma carta “privada e confidencial” que a ex-atriz enviou ao seu pai nas vésperas do seu casamento com o príncipe Harry, em maio de 2018.

Em agosto, a norte-americana conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que foi levada a cabo. Contudo, depois da Suprema Corte decidir que a editora não deveria ser processada, Meghan saiu derrotada.

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A esposa do príncipe Harry alegou que a publicação feita pelo jornal, no ano passado, e que revelava partes da carta enviada a Thomas Markle, divulgou informações privadas sobre a sua vida e violou a Lei de Proteção de Dados.

Durante a última sessão de julgamento, a Associated Newspapers (editora do jornal Mail on Sunday) pediu uma alteração da sua defesa, argumentando que a duquesa não tem o direito de fazer acusações, uma vez que “cooperou com os autores do livro recentemente publicado “Finding Freedom”, onde divulga a sua versão de certos eventos”.

Antony White, advogado que representa a editora, considera que o livro publicado em agosto tem “aparência de ter sido escrito com a cooperação de Meghan”.

Perante estas acusações, os advogados da norte-americana negaram que esta tenha “colaborado” com os autores do livro, e defendem que quaisquer referências à carta eram excertos retirados dos artigos publicados pelo Mail on Sunday.

Justin Rushbrooke, advogado da duquesa, garante que “tanto Meghan como Harry, não colaboraram com os autores do livro, nem foram entrevistados com esse intuito, e também não forneceram fotos suas”. Rushbrooke tentou recorrer da decisão, mas esta foi negada pela juíza Francesca Kaye. Ainda assim, Kaye referiu que os advogados da duquesa ainda podem recorrer ao Tribunal de Apelação.

O advogado de Meghan Markle argumentou que há uma “improbabilidade inerente” da duquesa cooperar com os autores do livro, e que isso poderia ser provado com o simples ato de “comparar o que os próprios artigos de Meghan diziam, com o que o livro escreveu sobre a carta”.

Porém, a última decisão da Suprema Corte aceitou os argumentos apresentados pelo Mail on Sunday, e a justificação dada sobre o livro – que supostamente contou com a colaboração da duquesa – foi tida como a chave para o desfecho de mais uma batalha judicial.

Contudo, a luta de Markle contra a Associated Newspapers ainda não chegou ao fim. A Duquesa de Sussex mantêm em aberto a ação judicial devido à publicação de cinco artigos – dois no Mail on Sunday e três no MailOnline.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Zidane, em momentos nunca vistos: "A justificação do árbitro não chega"

Uma jogada que envolveu Militão transformou o jogo entre Real Madrid e Sevilha - e pode ter transformado o desfecho do campeonato. Zidane estava claramente incomodado depois do encontro. Foi uma jornada "louca" em Espanha: Barcelona …

Pandora troca diamantes das minas por pedras criadas em laboratório

Alexander Lacik, CEO da Pandora, justificou esta mudança como parte de uma iniciativa mais ampla de sustentabilidade da empresa. O lançamento dos diamantes adquiridos de forma sustentável "marca um novo marco para a Pandora, uma vez …

FC Porto 5-1 Farense | “Dracarys” portista sobre algarvios

Esta segunda-feira, o FC Porto goleou o Farense por 5-1, na 32.ª jornada da Liga. Os dragões têm agora 74 pontos e estão a cinco do Sporting. Goleada das antigas no Dragão. O FC Porto incendiou …

Nova técnica permite observar o cérebro a mover-se (em tempo real e em 3D)

Uma equipa de cientistas da Nova Zelândia está a desenvolver uma nova técnica de imagem que ajudará a detetar distúrbios cerebrais e aneurismas antes que se tornem fatais. As imagens de ressonâncias magnéticas são estáticas. Recentemente, …

Aviso ao finalista da Liga Europa: "Se tiver de expulsar todos, expulso"

Real Madrid e Sevilha centraram as atenções, no que diz respeito à arbitragem, mas o ambiente tenso chegou igualmente ao Villarreal-Celta. O Celta de Vigo foi ao terreno do Villarreal vencer por 4-2, neste domingo, num …

Serviços Secretos ucranianos apreendem remessa de bebida alcoólica de Chernobyl

Os Serviços Secretos ucranianos apreenderam 1.500 garrafas de uma bebida alcoólica produzida com maçãs colhidas perto da central nuclear de Chernobyl. ATOMIK Chernobyl Spirits é uma bebida espirituosa feita com ingredientes de dentro da zona de …

Na Bielorrússia, calçar meias vermelhas e brancas é um risco (com um preço demasiado alto a pagar)

Uma jovem foi recentemente condenada por usar meias às riscas com as cores simbólicas da oposição ao Presidente Alexander Lukashenko. O vermelho e o branco, símbolos da oposição ao Presidente Alexander Lukashenko, podem causar sérios problemas …

O "lago rachado" de Taiwan é famoso nas redes sociais (mas esconde uma realidade sombria)

O Lago Sol Lua já foi um ponto turístico popular de Taiwan. Porém, agora o fundo do lago "rachado" é famoso por um motivo sombrio: uma das piores secas que atingiu a ilha em décadas. O …

Estado ainda tem números de valor acrescentado à margem da lei

Ainda há empresas públicas que usam números de apoio ao cliente de valor acrescentado, apesar de a lei proibir esta situação há mais de um ano. Há mais de um ano que existe legislação que impede …

"Saída do sofrimento." Na Nigéria, as letras de hip hop encorajam o cibercrime

A Internet trouxe benefícios mas também muitos riscos, entre eles o crime cibernético. Na Nigéria, este tipo de fraude representa 0,08% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, o que torna o cibercrime uma ameaça …