Médicos ingleses vão recomendar mel (em vez de antibióticos) contra a tosse

O mel deverá vir a ser recomendado pelos médicos ingleses para o tratamento da tosse, uma alteração no contexto das diretrizes que têm em vista a diminuição do uso de antibióticos.

De acordo com as diretrizes propostas pelo Instituto Nacional de Excelência Clínica e de Saúde (NICE), os médicos britânicos não devem enviar os doentes com tosse para a farmácia, mas sim para a cozinha, para que tomem uma colher de mel.

Ou seja, os antibióticos não devem ser recomendados como tratamentos de primeira linha para a tosse porque, na maioria dos casos, estes não ajudam a combater os sintomas causados pelo frio, gripe ou bronquite.

As novas recomendações do sistema de saúde são dirigidas especificamente aos médicos, com o intuito de minimizar o uso indiscriminado de antibióticos – que tem como efeito colateral a proliferação de “superbactérias”, cada vez mais resistentes a esses medicamentos.

“Para um paciente com nariz entupido, garganta dorida e tosse, os antibióticos não são necessários. A tosse deve passar no intervalo de duas a três semanas”, explica em comunicado a médica Tessa Lewis, representante do NICE, organização que emite recomendações ao sistema público de saúde do país (NHS).

O mesmo comunicado explica que já existem algumas evidências de que o mel e remédios que contêm pelargonium, guaifenesina e dextromertorfano ajudam a aliviar os sintomas da tosse.

Aliás, existem diferentes estudos que já avaliaram o desempenho do mel no combate à tosse. Um deles, publicado em 2007 na revista científica Jama Pediatrics, avaliou, entre outras coisas, o seu impacto em 105 crianças e jovens entre os dois e os 18 anos, com infecções do trato respiratório superior. Na maioria dos casos, os pais entrevistados avaliaram o mel como um dos tratamentos mais eficientes contra a tosse e a consequente dificuldade das crianças em dormir.

Em 2001, um documento da Organização Mundial da Saúde (OMS) também concluiu que o chá de limão e mel tende a aliviar sintomas de tosse em crianças, mas deve ser evitado em bebés pequenos – o risco, nos que têm menos de um ano, é de infeção por uma bactéria do mel que pode causar botulismo infantil. Também não são recomendados chás a bebés pequenos que ainda estão a ser amamentados ou pastilhas contra a tosse em crianças pequenas por causa do risco de se engasgarem.

E se a tosse piorar?

A recomendação emitida pelo NICE e pelo Public Health England (PHE) sugere tratar a tosse com mel e medicamentos isentos de prescrição e esperar que os sintomas diminuam.

No entanto, “se a tosse piorar e a pessoa se sentir muito indisposta ou sem ar, deve procurar um médico“, afirma Lewis.

Além disso, podem ser necessários antibióticos caso a tosse seja sintoma de uma doença mais grave ou quando o paciente está sob risco de desenvolver complicações mais severas como, por exemplo, pacientes com doenças crónicas ou com o sistema imunitário debilitado.

Mas, na maioria dos casos, as tosses são causadas por vírus, que não são tratáveis por antibióticos e costumam ser curados naturalmente pelo organismo.

O NICE levantou estas recomendações porque, apesar disso, pesquisas recentes identificaram que 48% dos médicos britânicos prescreviam antibióticos indiscriminadamente para tosses ou bronquites.

“A resistência aos antibióticos é um grande problema, por isso, precisamos de agir para reduzir o uso destes medicamentos”, disse em comunicado a médica Susan Hopkins, vice-diretora da PHE.

ZAP // BBC / Bom Dia

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. excepto casos excepcionais, na realidade e em pessoas saudáveis o nosso corpo tem tudo para combater uma gripe, aliás a subida da temperatura que hoje em dia é combatida logo com paracetamol etc é um erro pq esta sobe exactamente para matar o virus.

    como tal, descanso, mel, leite e sumo de limão bem como canja de galinha do campo é tudo o que o corpo necessita para recuperar.

  2. En España los médicos de família de Atención Primária sigeun un protocolo de intervención terapêutica – fluxograma terapêutico

  3. Quem receitou antibióticos para combater tosse, deviam ser banidos da prática de medicina. Cambada de incompetentes.

    Comentador Ovigia disse tudo.

  4. Eu também faço isso há muitos anos. E não é apenas para a tosse. Uso mel para tudo. Para as dores de cabeça, problemas de stress, dores de garganta,… Mas no meu caso junto-lhe sempre meia garrafa de aguardente. É um espetáculo!

  5. Não mais que algumas décadas as doenças eram tratadas com muito mais segurança sem necessidade de esperar em filas
    ou longas esperas ate ser atendidos. E na demora obvio a doença sempre piora. O que fazer né os doutorzinhos reclamaram a falta de clientes e a cura com automedicação veio ser proibida! Afinal quem consegue ficar em paz com os Lucifer e seus seguidores no poder!

  6. E falando em mel, a onde encontrarão as abelhas flores para tirar o mel? Só falta os donos do mundo obrigar a população enfiar guela abaixo os açucarados fabricados garantindo aos abestalhados, mel de abelhas.

RESPONDER

UEFA confirma três jogos de suspensão para Neymar

A UEFA anunciou, esta quarta-feira, que rejeitou o recurso do Paris Saint-Germain e manteve os três jogos de suspensão a Neymar, na sequência de insultos aos árbitros na partida com o Manchester United, da Liga …

Transportes estão cada vez mais cheios. Carris vai comprar 100 novos autocarros

A Carris vai lançar dois concursos para a aquisição de 100 novos autocarros, 70 dos quais a gás natural e 30 elétricos, anunciou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina. Falando na apresentação da …

Apenas 59% dos habitantes da Europa ocidental confiam na vacinação. França é o país com mais dúvidas

Na Europa oriental, apenas metade da população olha para as vacinas como uma forma segura de prevenção de saúde. No caso da zona ocidental, o número sobe para os 59%, mas fica ainda distante dos …

César Peixoto é o novo treinador da Académica

O antigo futebolista é o novo treinador da Académica, sucedendo a João Alves no comando técnico dos estudantes, anunciou o clube que integra a II Liga portuguesa. César Peixoto vai ser apresentado às 17h00, em conferência …

Tribunal diz que ausência de resistência de vítima de violação é "desejo de sobreviver"

Quando as vítimas não resistem, revelam "o desejo de sobreviver a uma situação cujo controlo não detêm", adotando um comportamento de preservação, diz o Tribunal da Relação de Lisboa. O Tribunal da Relação de Lisboa considerou …

Draghi abre a porta a cortes nas taxas de juro

Mario Draghi afirmou esta terça-feira que se o objetivo de ficar abaixo dos 2% de inflação estiver ameaçado, "estímulos adicionais serão necessários". O presidente do BCE admitiu mesmo uma descida das taxas. O presidente do BCE, Mario …

SNS dá “sinais de cansaço” e tem sistema “que não é amigo do cidadão”

A Convenção Nacional da Saúde concluiu esta terça-feira que o SNS “dá sinais de cansaço” e avisa que os portugueses “não podem ter listas de espera de anos” por consultas ou cirurgias, nem ter “enormes …

Violência doméstica: sobe para 16 o número de mulheres mortas em 2019

O número de mulheres mortas desde o início do ano em contexto de violência doméstica subiu para 16, segundo a contabilidade feita pelo Público com base nas notícias publicadas sobre o assunto. O número exclui …

Costa garante que Miguel nunca pediu ajuda ao Governo. Mas assegurou todo o "apoio diplomático e consular"

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que o Governo nunca foi contactado por Miguel Duarte, jovem que está a ser investigado em Itália por suspeita de ajuda à imigração ilegal, mas assegurou todo o "apoio diplomático …

Em Espanha esqueceram-se de Ronaldo e estalou a polémica

A Liga Espanhola de Futebol Profissional lançou um desafio aos fãs do desporto rei para escolherem a sua lenda favorita de todos os tempos. A lista inclui as grandes figuras do futebol espanhol dos últimos …