Médico paquistanês que ajudou a CIA a encontrar Bin Laden ainda está preso e é considerado um traidor

(dr) IST

Osama Bin Laden ensinava pessoalmente matemática e ciências às filhas todos os dias

Antes de ser eleito, em 2016, para a presidência dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump prometeu libertar o médico paquistanês Shakil Afridi, que guiou os americanos até ao líder da Al Qaeda, Osama Bin Laden, em 2011, algo que ainda não aconteceu. O homem não se conforma e apela a um julgamento justo.

De acordo com um artigo da Visão, há muito que Shakil Afridi apela por um julgamento justo, depois de ter sido condenado a para cumprir 33 anos de prisão, por ordem de um tribunal superior, mas sem nunca ser formalmente acusado pelo seu papel na operação que levou as autoridades a Bin Laden.

Para já, e com o julgamento suspenso até dia 22, a pedido dos promotores do caso, parece que pela primeira vez Shakil Afridi, de 57 anos, será julgado numa audiência pública. “Fui abandonado”, mandou dizer pelo seu advogado, Qamar Nadeem.

A prisão de Shakil Afridi causou muita indignação do outro lado do Atlântico e, à época, os EUA até anunciaram a redução da ajuda monetária ao Paquistão: um milhão de euros por cada ano de prisão. Depois, durante a campanha eleitoral para a presidência, Donald Trump prometeu que o libertaria “em dois minutos, se fosse eleito”. Não aconteceu.

Além disso, apesar de ser considerado um herói na América, no Paquistão é visto como um traidor. Graças ao seu envolvimento num falso programa de vacinação, os Navy Seals da marinha americana foram capazes de sobrevoar uma boa parte do país, matar o mentor dos ataques terroristas de 11 de setembro e fugir com o corpo, sem serem intercetados.

Há dez anos que Osama Bin Laden andava a despistar quem o procurava, uma década em que apenas aparecia em vídeos alegadamente gravados no seu abrigo, nas montanhas do Afeganistão. O Paquistão sempre apregoou que é, e foi, um parceiro da luta contra o islão militante e fundamentalista. Mas até agora nada disso abonou a favor do médico.

Em 2011, Shakil Afridi era o principal responsável de saúde do distrito de Khyber, a menor das quatro províncias em que se divide o país, junto à fronteira com o Afeganistão. Supervisionou programas de vacinação à população, financiados pelos EUA – e acabou por aceitar implementar um programa contra a hepatite B, com especial atenção a Abbottabad, a cidade em que Bin Laden se abastecia.

O plano, montado pela CIA, era obter uma amostra de sangue das crianças que moravam na zona sob suspeita, para que os testes de ADN pudessem determinar se eram, ou não, parentes de Bin Laden.

Terá sido com esse intuito que um dos responsáveis da equipa de Shakil Afridi visitou o complexo em causa e recolheu sangue, embora nunca se tenha realmente comprovado se isso foi realmente determinante para os americanos localizarem, com sucesso, o seu alvo.

Mas 20 dias depois da morte de Bin Laden, a 23 de maio de 2011, Shakil Afridi seria preso – e a sua família passou a viver escondida, com receio de represálias. Em janeiro do ano seguinte, oficiais dos EUA admitiriam publicamente que o médico trabalhava para a agência de inteligência americana. Em sua defesa, o responsável de saúde alega que não sabia quem era o alvo da operação, quando a CIA o recrutou.

ZAP // //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Por causa deste truque, o programa de vacinação no Paquistão parou. Todos os voluntários que procediam à vacinação de crianças paquistanesas passaram a ser suspeitos de trabalharem para a CIA e ficaram com as suas vidas em risco.

RESPONDER

Descoberta no Egito múmia de grande animal semelhante a um leão

O Ministério das Antiguidades egípcio anunciou esta segunda-feira que uma equipa de arqueólogos desenterrou uma múmia de um grande animal incomum, semelhante a um leão ou uma leoa. “É um animal muito estranho, como um gato …

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …