A matemática consegue prever acidentes entre ciclistas e peões

loesenlodewijk / Flickr

Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro conseguiu desenvolver um modelo matemático que calcula a probabilidade de os acidentes envolverem ciclistas e peões.

A pensar nas cidades de Lisboa, Porto e Aveiro, cientistas do grupo de investigação em tecnologia dos transportes do Departamento de Engenharia Mecânica (DEM) criaram um modelo matemático para calcular a probabilidade de acidentes envolvendo ciclistas e peões.

A equipa de investigadores analisou ao detalhe mais de 4 400 acidentes que envolveram peões e ciclistas entre 2012 e 2015. O modelo tem por base dados fornecidos pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) e visa contribuir para a prevenção de acidentes com peões e ciclistas.

De acordo com a Exame Informática, o modelo matemático foi desenvolvido através de uma regressão logística multinominal que tem em conta o histórico de acidentes e cujo resultado final indica a probabilidade de ocorrer um acidente para cada uma das três cidades estudadas.

Além disso, foi realizada também uma análise espacial e temporal de modo a encontrar padrões de risco. Variáveis como género do peão ou do ciclista, faixa etária, nível de gravidade dos ferimentos, dia da semana, período do dia ou condições meteorológicas são variáveis que entram nos cálculos.

Dos 4439 acidentes com peões e ciclistas analisados, 7% ocorreram em Aveiro, 29% no Porto e 64% em Lisboa.

Em Aveiro, cerca de 50% dos acidentes com utentes vulneráveis envolveu ciclistas e a restante percentagem peões. No Porto, só 9% dos acidentes com utentes vulneráveis envolveram ciclistas, sendo os restantes relativos a peões. Em Lisboa, a percentagem de acidentes envolvendo velocípedes foi de cerca de 10%.

Margarida Coelho, professora e coordenadora do grupo de investigação, revelou que a maior parte dos acidentes “ocorreram em espaços de grande atratividade de pessoas, como estações ferroviárias, zonas comerciais e espaços turísticos localizados nos centros históricos das três cidades”.

“Em consequência destes acidentes, 90% a 97% dos feridos foram ligeiros, 2% a 8% feridos graves e 1% a 2% resultaram em vítimas mortais”, conclui.

Os investigadores esperam que este modelo matemático possa ser “uma ferramenta útil para entidades e autoridades locais e regionais, no sentido em que permite planear o reforço de medidas de segurança rodoviárias consoante as especificidades de cada cidade”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Dente de rinoceronte deu aos cientistas a mais antiga informação genética já registada

Cientistas conseguiram extrair de um dente com 1,7 milhões de anos (de um rinoceronte já extinto) aquela que é a informação genética mais antiga alguma vez registada. Entre o período de há 2,5 milhões e 700 mil …

SNS "é âncora para os portugueses e sabe resistir às pressões"

A ministra da Saúde elogiou o Sistema Nacional de Saúde no dia em este cumpre 40 anos. A data só não está a ser assinalada com mais vigor devido à proximidade das eleições, explicou …

Um terço dos diplomados no curso de Aeroespacial vai trabalhar para o estrangeiro

A nota mínima de entrada no curso de Engenharia Aeroespacial do Técnico bateu um novo recorde. As oportunidades e os salários levam os diplomados para o estrangeiro. O único curso de Engenharia Aeroespacial no ensino superior …

Morreu o cantor Roberto Leal

Morreu o cantor Roberto Leal, confirmou o antigo secretário de Estado das Comunidades e da Administração Local. Tinha 67 anos e lutava contra um cancro. A notícia foi avançada pelo antigo secretário de Estado das Comunidades …

Estudo mostra que o canguru gigante tinha uma parecença com os pandas

O já extinto canguru gigante tinha uma característica muito semelhante com o panda-gigante dos dias modernos: grandes mandíbulas que lhe permitiam comer alimentos que outros animais não conseguiam. Há mais de 40 mil anos, o sudoeste …

Assunção Cristas contra o "ditador" verde e André Silva contra a "despesista" demagoga

O debate deste sábado, transmitido pela RTP3, sentou frente-a-frente os líderes do CDS e do PAN. Assunção Cristas contou quantas vezes o programa do adversário usa a palavra "proibir" e André Silva acusou os centristas …

Poluição no rio Lis arrasta-se há mais de 20 anos

A poluição na bacia hidrográfica do rio Lis arrasta-se há mais de duas décadas, com o contributo das descargas ilegais das suiniculturas, mas a construção da estação de tratamento de efluentes suinícolas tem sido adiada …

No Quénia, há meninas a faltar às aulas por não terem acesso a tampões

No Quénia, há adolescentes que não têm dinheiro para comprar pensos higiénicos ou tampões. Por isso, faltam às aulas. O Expresso conta a história de uma menina queniana, de 14 anos, que não aguentou ser humilhada …

As sestas podem ser boas amigas do coração

Fazer uma sesta uma ou duas vezes por semana pode reduzir o risco de ataque cardíaco ou AVC. No entanto, se fizer mais sestas do que o recomendado, os benefícios desaparecem. Uma equipa de cientistas decidiu …

Qual o tamanho mínimo para que um planeta possa ser habitável? Cientistas responderam

Uma equipa de cientistas de Harvard revelou o tamanho crítico abaixo do qual um planeta nunca pode ser habitável, mesmo que esteja numa área com uma distância à sua estrela que permita a existência de …