Martín trocou o carrinho no qual vendia bebidas por um cheio de livros

La Carreta Literaria Leamos / Facebook

Martín Roberto Murillo, fundador da “Carreta Literaria”

O colombiano Martín Roberto Murillo decidiu trocar o carrinho no qual vendia bebidas, pelas ruas do centro histórico de Cartagena, por um cheio de livros.

Foi a 23 de maio de 2007 que Martín Roberto Murillo decidiu dar o passo que faltava para deixar de ser vendedor de bebidas e começar a promover o gosto pela leitura e pelos livros. Nesse dia, nascia o projeto “La Carreta Literaria” (“O Carrinho Literário”).

Numa entrevista à rede de televisão estatal russa RT, Martín explica que queria “ser um homem mais útil para a sociedade” e compara-se com o pescador Santiago, o protagonista do seu livro preferido: “O Velho e o Mar”, de Ernest Hemingway.

“Santiago é um homem com quem me identifico: pobre, que parece não ter aspirações, mas que pesca, luta contra as adversidades e tem olhos invictos”, declara.

Martín, 52 anos, frequentou a escola até ao quinto ano e recorda-se de ler desde que era criança, mas “não com este fervor” dos dias de hoje. Quando vendia bebidas, nas ruas de Cartagena, era reconhecido como o vendedor ambulante que estava sempre a ler.

Em 2002, ao vender-lhe uma garrafa de água, o colombiano conheceu a pessoa que o ajudaria a dar outro rumo à sua vida. Estamos a falar de Jaime Abello, diretor da Fundação Gabo que, na altura, ainda se chamava Fundação Gabriel García Márquez para o Novo Jornalismo Ibero-Americano (FNPI).

Um ano depois, e já lá vão 17, Martín começou a trabalhar com a fundação, onde diz ter conhecido “os melhores professores de jornalismo em Espanhol e em Português” e onde participou em vários workshops com pessoas conceituadas da área.

Em 2007, Martín apresentou a sua ideia da “Carreta Literaria” – um carrinho cheio de livros para chegar a praças e centros educacionais – ao empresário Raimundo Angulo, presidente do Concurso Nacional de Beleza da Colômbia, que decidiu apoiar o projeto.

Questionado sobre como consegue manter-se com esta iniciativa sem fins lucrativos, o colombiano explica que tentou imitar a Fórmula 1. “Tenho uma série de patrocinadores e de marcas no carrinho, e isso permite-me desenvolver o meu projeto.”

Martín e o seu carrinho visitam, de segunda a sexta-feira, escolas básicas e secundárias e também universidades. Aos fins-de-semana, dá-se a conhecer noutros munícipios de Bolívar, um dos 32 departamentos deste país sul-americano.

Agora, com a chegada do novo coronavírus, o colombiano teve de adaptar o seu projeto, mas diz não ter parado um único dia. “Gravo contos através do WhatsApp para enviar aos professores para que estes possam encaminhar os áudios às crianças”, conta ao RT.

Além disso, o seu canal de YouTube tem mais de cem vídeos gravados, nos últimos meses, com histórias infantis e comentários sobre obras de escritores mundiais.

Quando fala sobre o seu trabalho, Martín diz que não é um crítico literário. “Sou um promotor da leitura: poesia, narrativa, conto, crónica e até livros de superação pessoal. O livro é um amigo que nunca nos falha. Não há maus livros, há, sim, leitores apáticos.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O "ar salazarento" dos ministros na campanha do PS. Temido usou carro do Governo e pode ter cometido crime

A presença de ministros na campanha dos candidatos socialistas às autárquicas está a causar polémica, sobretudo no Porto, com Rui Moreira a criticar "o ar salazarento de chapelada" do PS. Marta Temido, ministra da Saúde, …

Ataques aéreos dos EUA mataram até 48 mil civis em 20 anos. Pentágono admite morte de civis em Cabul

Uma investigação independente concluiu que entre 22 mil e 48 mil civis morreram vítimas de ataques aéreos das forças dos EUA desde o 11 de Setembro. O Pentágono admitiu também que o ataque a um …

Fernando Pimenta é campeão do mundo em K1 1.000 (e aponta a "mais medalhas" do que os golos de Ronaldo)

O canoísta Fernando Pimenta sagrou-se campeão mundial de K1 1.000 metros, ao bater o húngaro Balint Kopasz na final, nos Mundiais de Copenhaga, aumentando para dois os pódios de Portugal na Dinamarca. Na pista quatro, Pimenta …

MNE garante que todos os afegãos que trabalharam com o Exército português foram retirados do país

O ministro dos Negócios Estrangeiros garantiu esta sexta-feira que o Governo apoiou a retirada de todos os afegãos que trabalharam com as forças portuguesas no Afeganistão, reconhecendo ser "provável" alguns não terem respondido aos contactos. "Nós …

"Não quero ser arrogante: o melhor médio da Premier League sou eu"

Yves Bissouma joga no Brighton e tem despertado o interesse de clubes ingleses de outro nível. Cresceu no Mali ao serviço do Majestic SC, passou pelo AS Real Bamako antes de rumar à Europa. Começou por …

Tratamento inovador para cancro pesa nos orçamentos do IPO de Porto e Lisboa

Os custos associados ao tratamento de cancros do sangue com células CAR-T estão a ser suportados apenas pelos hospitais autorizados a aplicá-la, no caso, os IPO do Porto e de Lisboa. De acordo com o Jornal …

Gravuras descobertas no Tibete são as mais antigas da arte pré-histórica. Foram feitas por crianças

Uma equipa encontrou antigas pegadas e marcas de mãos feitas por crianças no planalto tibetano. Esta descoberta traz novos detalhes sobre a presença humana no local. O estudo, publicado na revista Science Direct, revela que estes …

Comissão nos EUA desaconselha terceira dose da Pfizer a maiores de 16 anos

Uma comissão consultiva da agência reguladora dos EUA para os medicamentos e a alimentação (FDA, na sigla em inglês) pronunciou-se esta sexta-feira contra a aplicação de uma terceira dose da vacina Pfizer contra a covid-19 …

Santos Silva quer preços da eletricidade na agenda da UE

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, defendeu esta sexta-feira que a União Europeia (UE) tem de colocar em agenda o problema do aumento dos preços da eletricidade no continente, alertando que a reação …

Já há uma calculadora que prevê o risco de se ser infetado com covid-19 (em diversos cenários)

Já existe uma ferramenta online que calcula o risco de se ser infetado com covid-19. Chama-se microCOVID, baseia-se em dados recentes, analisa diferentes cenários e foi desenvolvida por um grupo de amigos. Numa altura em que …