Martín trocou o carrinho no qual vendia bebidas por um cheio de livros

La Carreta Literaria Leamos / Facebook

Martín Roberto Murillo, fundador da “Carreta Literaria”

O colombiano Martín Roberto Murillo decidiu trocar o carrinho no qual vendia bebidas, pelas ruas do centro histórico de Cartagena, por um cheio de livros.

Foi a 23 de maio de 2007 que Martín Roberto Murillo decidiu dar o passo que faltava para deixar de ser vendedor de bebidas e começar a promover o gosto pela leitura e pelos livros. Nesse dia, nascia o projeto “La Carreta Literaria” (“O Carrinho Literário”).

Numa entrevista à rede de televisão estatal russa RT, Martín explica que queria “ser um homem mais útil para a sociedade” e compara-se com o pescador Santiago, o protagonista do seu livro preferido: “O Velho e o Mar”, de Ernest Hemingway.



“Santiago é um homem com quem me identifico: pobre, que parece não ter aspirações, mas que pesca, luta contra as adversidades e tem olhos invictos”, declara.

Martín, 52 anos, frequentou a escola até ao quinto ano e recorda-se de ler desde que era criança, mas “não com este fervor” dos dias de hoje. Quando vendia bebidas, nas ruas de Cartagena, era reconhecido como o vendedor ambulante que estava sempre a ler.

Em 2002, ao vender-lhe uma garrafa de água, o colombiano conheceu a pessoa que o ajudaria a dar outro rumo à sua vida. Estamos a falar de Jaime Abello, diretor da Fundação Gabo que, na altura, ainda se chamava Fundação Gabriel García Márquez para o Novo Jornalismo Ibero-Americano (FNPI).

Um ano depois, e já lá vão 17, Martín começou a trabalhar com a fundação, onde diz ter conhecido “os melhores professores de jornalismo em Espanhol e em Português” e onde participou em vários workshops com pessoas conceituadas da área.

Em 2007, Martín apresentou a sua ideia da “Carreta Literaria” – um carrinho cheio de livros para chegar a praças e centros educacionais – ao empresário Raimundo Angulo, presidente do Concurso Nacional de Beleza da Colômbia, que decidiu apoiar o projeto.

Questionado sobre como consegue manter-se com esta iniciativa sem fins lucrativos, o colombiano explica que tentou imitar a Fórmula 1. “Tenho uma série de patrocinadores e de marcas no carrinho, e isso permite-me desenvolver o meu projeto.”

Martín e o seu carrinho visitam, de segunda a sexta-feira, escolas básicas e secundárias e também universidades. Aos fins-de-semana, dá-se a conhecer noutros munícipios de Bolívar, um dos 32 departamentos deste país sul-americano.

Agora, com a chegada do novo coronavírus, o colombiano teve de adaptar o seu projeto, mas diz não ter parado um único dia. “Gravo contos através do WhatsApp para enviar aos professores para que estes possam encaminhar os áudios às crianças”, conta ao RT.

Além disso, o seu canal de YouTube tem mais de cem vídeos gravados, nos últimos meses, com histórias infantis e comentários sobre obras de escritores mundiais.

Quando fala sobre o seu trabalho, Martín diz que não é um crítico literário. “Sou um promotor da leitura: poesia, narrativa, conto, crónica e até livros de superação pessoal. O livro é um amigo que nunca nos falha. Não há maus livros, há, sim, leitores apáticos.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bilardo foi "distraído" para não saber da morte de Maradona

Carlos Bilardo continua sem saber que Diego Maradona morreu. Família tenta proteger saúde do antigo selecionador argentino. Diego Armando Maradona morreu em novembro e Carlos Bilardo continua sem saber desse falecimento. A família tenta proteger a …

Processo de envelhecimento é imparável, revela estudo

Um novo estudo, que envolveu cientistas de 14 países, confirmou que provavelmente não podemos diminuir a velocidade com que envelhecemos, devido a restrições biológicas. A pesquisa, publicada na quarta-feira na Nature Comunications, inclui especialistas da Universidade …

Inglaterra 0-0 Escócia | Nulo total no dérbi britânico

A Inglaterra empatou hoje 0-0 com a Escócia, em jogo da segunda jornada do Grupo D do Euro 2020 de futebol, e desperdiçou a oportunidade de garantir já um lugar nos oitavos de final do …

Infeção pelo coronavírus pode não garantir proteção prolongada, revela estudo

Um novo estudo britânico sugere que uma infeção pelo SARS-CoV-2 não garante que o hospedeiro desenvolva uma resposta imunitária prolongada contra o vírus, sendo a imunidade "altamente variável de pessoa para pessoa". Segundo a pesquisa do …

Ex-ministro da Bolívia planeou um segundo golpe usando mercenários dos EUA

O vazamento de gravações telefónicas e e-mails revelam que um ex-ministro da Defesa boliviano estava a preparar-se para usar tropas estrangeiras para impedir que o partido de esquerda MAS regressasse ao poder. Os documentos e registos …

Espécie rara de orquídea encontrada em telhado de banco de investimentos em Londres

Uma espécie rara de orquídea, que se acredita estar extinta no Reino Unido, foi descoberta no jardim do telhado de um banco de investimentos em Londres. Segundo o The Guardian, a Serapias parviflora, uma espécie rara …

Pintura de David Bowie comprada por três euros vai agora ser leiloada por milhares

A pintura do ícone do rock, David Bowie, deverá ser vendida por milhares de dólares num leilão de arte online. O retrato, intitulado "DHead XLVI", faz parte de um conjunto de aproximadamente 47 obras que David …

Vila Nova de Milfontes vai ter praia para cães

A praia pet friendly, que fica próxima de Furnas-Rio, vai funcionar já esta época balnear de forma experimental. Uma praia concessionada que também admite cães vai funcionar, nesta época balnear, de forma experimental, em Vila Nova …

Podia ser um quadro de Dalí, mas é só o degelo glacial na Islândia

Na Islândia, o degelo glacial criou uma paisagem deslumbrante que o fotógrafo espanhol Manuel Ismael Gómez de Almería não deixou passar em branco. Faz lembrar a arte surrealista de Salvador Dalí, mas é uma versão ampliada …

Digby, o cão dos bombeiros, ajudou a salvar uma mulher do suicídio

O cão Digby desempenhou um importante papel ao salvar uma mulher que estava a ponderar pôr fim à sua própria vida no Reino Unido. Digby é um cão terapeuta que ajuda as pessoas a lidar com …