Marisa Matias critica duplicidade do PS e Pedro Marques salienta via das “contas certas”

GUE/NGL / Flickr

A eurodeputada Marisa Matias, eleita pelo Bloco de Esquerda

A cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda às eleições europeias criticou hoje o PS por estar na “geringonça” em Portugal, mas entender-se com a direita na Europa, enquanto o “número um” socialista defendeu a alternativa à esquerda com contas certas.

Estas posições foram trocadas em mais um frente-a-frente da RTP Informação, que durou 30 minutos e que opôs os cabeças-de-lista do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, e do PS, Pedro Marques – um debate que foi travado sempre de forma muito cordial.

Já no final do debate, Marisa Matias referiu que o primeiro-ministro, António Costa, no sábado, vai participar num comício do movimento político do Presidente francês, Emmanuel Macron, onde estarão igualmente outros destacados dirigentes liberais e antigos líderes de governo de “direita”.

“O que temos assistido é que o PS defende aqui a geringonça, defende aqui a solução de Governo encontrada, mas, no plano europeu, não é normalmente com a esquerda que faz alianças. É uma mensagem muito equívoca, porque estamos aqui e defender a geringonça e, na Europa, está António Costa ao lado da direita e não da esquerda”, acusou.

O cabeça-de-lista do PS reagiu, contrapondo que a lista dos socialistas portugueses recebeu o apoio do Presidente Macron, mas, também, do primeiro-ministro grego, Aléxis Tsipras, cujo partido, o Syriza, já foi muito próximo do Bloco de Esquerda do ponto de vista político. “É ao lado da Europa”, rematou Pedro Marques ainda sobre a presença do seu secretário-geral nesse comício.

O ex-ministro socialista admitiu diferenças entre as correntes socialista, de centro-esquerda, e as liberais mais centristas, “mas com alguns desses líderes ou chefes de Estado consegue-se falar, porque não estão voltados para os nacionalismos”. “É bom que a coligação de europeístas tenha força para combater os nacionalistas, os populistas e a extrema-direita”, argumentou.

Marisa Matias procurou também traçar linhas de demarcação com o primeiro-ministro português, sobretudo no plano europeu, por não ter reestruturado a dívida, por respeitar o Tratado Orçamental e por não se ter oposto ao acordo entre a União Europeia e a Turquia sobre os refugiados.

Pedro Marques respondeu que se conseguiu que as regras do Tratado Orçamental não integrassem o Tratado da União Europeia, mas defendeu que o caminho financeiro seguido por Portugal credibilizou no plano externo a atual solução governativa.

Neste ponto, o “número um” da lista do PS às europeias afastou qualquer reestruturação unilateral da dívida, alegando que o caminho seguido pelo país permitiu já uma redução significativa dos juros a dez anos de Portugal nos mercados internacionais, o que, em consequência, resultou numa descida do peso da dívida – algo que ilustrou com o pagamento antecipado ao FMI (Fundo Monetário Internacional).

Na questão dos refugiados, Pedro Marques reconheceu os motivos de insatisfação de Marisa Matias sobre o acordo com a Turquia, lamentando que não exista ainda uma elevada solidariedade europeia, apesar de ter considerado Portugal “um exemplo” no domínio das políticas migratórias.

Neste debate, Marisa Matias criticou os maiores partidos do país por nunca terem permitido que os portugueses se pronunciassem sobre as diferentes fases do processo de integração, invocando mesmo uma promessa não cumprida no primeiro Governo liderado por José Sócrates. “O tema que preocupa as pessoas não é o dos referendos. Os portugueses são europeístas”, ripostou Pedro Marques.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …