Máquinas de Vincent Lambert vão ser finalmente desligadas

Os pais de Vincent Lambert, enfermeiro francês que ficou tetraplégico e em estado vegetativo depois de um acidente rodoviário em 2008, anunciaram esta segunda-feira que as máquinas que o mantêm vivo vão ser desligadas.

Vincent Lambert deixou de receber tratamentos médicos na passada terça-feira, depois da decisão do Supremo Tribunal ter decidido levantar o bloqueio à paragem do tratamento.

Desta vez acabou. Os nossos advogados forçaram ainda o recurso nos últimos dias e realizaram as ações finais para fazer valer o recurso suspensivo perante a ONU, que beneficiava o Vincent. Mas em vão”, dizem Viviane e Pierre Lambert numa carta enviada à AFP e citada pelo Público. “A morte de Vincent é agora inevitável” e “se não aceitarmos isso, só podemos resignar-nos”.

De acordo com o mesmo jornal, a própria família estava dividida: os pais e uma irmã queriam manter Lambert vivo artificialmente, enquanto a sua esposa, outros cinco irmãos e um sobrinho concordavam que as máquinas deviam ser desligadas.

Segundo o Observador, os pais, profundamente católicos, nunca aceitaram que as máquinas fossem desligadas e sempre defenderam que seria possível reverter a morte cerebral em que o filho se encontrava.

Na semana passada, os progenitores ainda tentaram que a decisão fosse alterada e apresentaram uma queixa contra o médico Vincent Sanchez, do Hospital Universitário de Reims, por “tentativa de intenção de assassinato”.

A irmã mais nova disse à agência France-Presse que o processo de sedação está na “última fase” e garantiu junto dos médicos que o irmão “não irá sofrer”. “Os efeitos da desidratação estão a ser sentidos, mas não sabemos quantos dias levará. Essa espera é muito dolorosa para todos”.

O enfermeiro de 42 anos ficou tetraplégico em 2008 na sequência de um acidente rodoviário, tendo-se tornado um símbolo do debate sobre a eutanásia em França nos últimos 11 anos. Sem testamento vital para determinar as condições em que se pretende recorrer à morte assistida, o francês ficou entregue à nomeação de um representante legal.

Em 2011, os médicos que seguem o caso descartaram por completo qualquer possibilidade de melhorias e, em 2014, o seu estado passou a ser classificado como vegetativo.

Em junho de 2015, o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem autorizou a interrupção do tratamento de Vincent Lambert. O órgão considerou na altura que a eutanásia não viola o artigo 2.º da Convenção Europeia dos Direitos Humanos, relativa ao Direito à Vida.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Sei que perder um filho é muito duro, mas mantê-lo em estado vegetativo irreversível, contra a sua vontade expressa, é muito egoísta e desumano.

  2. Acho que por serem católicos não deviam querer manter as máquinas como suporte de vida.
    Manter a vida artificialmente é pior do que querer impedir a vida artificialmente, através de preservativos por exemplo.

  3. Mentira.

    Ele não precisava de maquinas nenhumas, conseguia mastigar e engolir sozinho, a mãe queria leva-lo para casa porque ele não precisava de tratamento médico constante.
    Ele só estava no hospital por causa de disputas legais.
    A ordem do tribunal foi para parar de o alimentar e dar agua para o matar de fome e sede.
    Quando a mãe lhe disse isto ele começou a chorar.

    Façam um trabalho melhor, por acaso estão a ver o homem ligado a alguma maquina na foto?

RESPONDER

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …

Exilados sírios obrigados a pagar taxas para evitar o alistamento obrigatório

No início deste ano, Yousef, um sírio de 32 anos que vive na Suécia, teve que pagar as taxas que lhe isentavam da obrigatoriedade de se alistar no exército da Síria, caso contrário a família …

Portugal tem cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, mais de metade em Lisboa

Estima-se que, em 2020, cerca de 485 pessoas tenham abandonado esta condição, o que representa uma descida de 39% face a 2019. Portugal terá cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, segundo os resultados de …

Simone Biles: "Deveria ter desistido muito antes dos Jogos Olímpicos"

"Uma mulher preta tem que ser a melhor, as pessoas tentam menosprezar", lamentou a multi-campeã olímpica de ginástica. Simone Biles não conquistou qualquer medalha de ouro nos Jogos Olímpicos deste ano mas foi a atleta mais …

Mãe e filho de 2 anos morrem à porta do estádio. Jogo decorreu normalmente

Queda aconteceu pouco antes de começar um jogo da Major League Baseball, em San Diego. O desporto passou para segundo plano na tarde deste domingo, pouco antes de um jogo de beisebol, nos Estados Unidos da …

"Blá blá blá". Greta Thunberg acusa líderes mundiais de não cumprirem com as promessas climáticas

Ativista considera que os anúncios feitos pelos líderes mundiais não passam de bonitas intenções que, na prática, não se traduzem em ações com verdadeiro impacto na luta contra as alterações climáticas. Greta Thunberg acusou os líderes …

Mulher com síndrome de Down perde ação judicial contra a lei do aborto no Reino Unido

Na semana passada, uma mulher com síndrome de Down perdeu uma ação judicial contra o governo britânico por causa de uma lei que permite o aborto até ao fim da gestação de fetos que poderão …

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …