Dentes de mamutes siberianos revelam o ADN mais antigo de sempre

Beth Zaiken / Centre for Palaeogenetics

Cientistas sequenciaram o ADN mais antigo de sempre, com cerca de 1,2 milhões de anos. Foi retirado de dentes de mamutes siberianos e ajuda a explicar a sua evolução.

A maioria das pessoas pensa nos mamutes como as espécies icónicas da última Idade do Gelo, que terminou há cerca de 12 mil anos. No entanto, os mamutes originaram de África há cerca de 5 milhões de anos, depois espalharam-se e diversificaram-se pela Eurásia e América do Norte.

Há cerca de um milhão de anos, havia uma espécie conhecida de mamute que habitava a Sibéria, o mamute-da estepe (Mammuthus trogontherii). Os cientistas pensavam que este era o ancestral de espécies posteriores, como o mamute-lanudo e o mamute-colombiano. Mas será que foi?

Num novo estudo, os cientistas mostram que ADN de mamute tão antigo quanto 1,2 milhões de anos pode ser recuperado de restos encontrados em depósitos de permafrost. Ao sequenciar esse ADN encontraram uma linhagem de mamutes nunca antes descrita, a origem híbrida de uma espécie de mamute e muito mais.

Os resultados do estudo foram publicados, esta semana, na conceituada revista científica Nature.

Em 2017, uma equipa de investigadores recebeu amostras de dentes de mamute extremamente antigos, que tinham ficado congelados no tempo no permafrost siberiano. De seguida, levaram as amostras para laboratório e extraíram o seu ADN.

Demorou muito para garantir que estas sequências eram, na verdade, ADN de mamute muito antigo. Por exemplo, o ADN antigo mostra um padrão característico e bem conhecido de dano químico. Embora isso possa causar problemas para algumas análises genéticas, também ajuda a separar o verdadeiro ADN antigo de contaminantes modernos, que não apresentam este padrão. As sequências gigantescas mostraram o padrão esperado.

As sequências de ADN também tinham outra característica de ADN muito antigo – eram extremamente fragmentadas.

Linhagens perdidas e origens híbridas

Os investigadores tentaram colocar as amostras no contexto de todas as espécies conhecidas de mamutes. Os resultados indicaram claramente que o espécime de 1,1 milhões de anos – que chamaram de Adycha – era ancestral dos mamutes-lanudos.

Mas colocar a linhagem de outra amostra, datada de há 1,2 milhões de anos, que chamaram de Krestovka, provou ser muito mais difícil. Às vezes parecia intimamente relacionado ao mamute-colombiano, às vezes ao mamute-lanudo.

Foram necessárias várias análises genéticas e horas de discussão para finalmente descobrir o motivo disto. O mamute-colombiano teve uma origem híbrida – não apenas uma linhagem ancestral, mas duas.

Os resultados pintam um retrato no qual cerca de metade da ancestralidade do mamute-colombiano pode ser rastreada até à linhagem Krestovka e a outra metade até à linhagem do mamute-lanudo.

Até agora, o ADN mais antigo sequenciado pertencia a um espécime de cavalo com idade entre 560.000 e 780.000 anos e recuperado dos depósitos de permafrost de Thistle Creek em Yukon, Canadá.

PARTILHAR

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …