Malware em smartphones e tablets cresceu 135%

Marcello Casal Jr. / ABr

-

O “Relatório sobre as tendências em segurança TI em 2013” realizado pela Kaspersky Lab revela que o número de programas maliciosos móveis triplicou, alcançando em 2013 as 148.778 amostras de malware.

O segmento dos dispositivos móveis é a área da segurança informática que se está a desenvolver mais rapidamente. No ano passado, o problema da segurança dos smartphones e dos tablets foi agravado devido ao crescimento quantitativo e qualitativo das ameaças móveis.

O malware móvel estabeleceu em 2011 e 2012 foi o ano que marcou o desenvolvimento da variedade das ameaças. O ano passado foi sem dúvida o ano do início da sua maturidade.

O Android continua a ser o principal alvo dos cibercriminosos, abrangendo 98,05 por cento dos ataques a dispositivos móveis. Os motivos principais para este cenário são o facto de o sistema operativo da Google continuar a ser líder de mercado, existirem muitas lojas de aplicações independentes e a sua arquitetura ser aberta.

Os registos da Kaspersky Security Network já conseguiram detetar 8.260.509 pacotes de instalação maliciosos.

O número total de exemplares de programas maliciosos móveis é de 148778. Destes, 104427 foram detetados no ano passado, pelo que o crescimento é de quase 135 por cento.

Em outubro apareceram 19966 modificações. A Kaspersky Lab detetou metade deste número durante todo o ano de 2012.

Cerca de 62 por cento do total de aplicações maliciosas são elementos de botnets móveis com uma grande funcionalidade, devendo estar para muito breve o comércio de botnets móveis. A tendência “bancária” que o desenvolvimento dos programas maliciosos móveis está a assumir é clara.

Em 2013, o Trojan Obad foi o acontecimento mais importante em termos de malware móvel. Este Trojan propaga-se de várias maneiras, entre elas através de uma botnet móvel já existente. Através dos dispositivos infetados, são enviadas mensagens de email com links maliciosos a todos os números da lista de contactos.

Uma botnet móvel é mais estável, já que os smartphones raramente estão desligados, pelo que quase todos os nós estão sempre disponíveis e dispostos a cumprir as novas instruções que surjam. As tarefas mais comuns realizadas pelas botnets convencionais são o envio massivo de spam, o lançamento de ataques DDoS e o rastreio massivo da informação pessoal dos utilizadores.

Os Trojans bancários móveis foram também um dos métodos mais usados pelos cibercriminosos. Estes ataques incluem o phishing móvel, o roubo de informação sobre cartões de crédito e a transferência de dinheiro.

O Android, por ser a plataforma mais atacada, sofreu vários ataques relevantes ao longo do passado ano. Os peritos da Kaspersky Lab detetaram diversos exploits para Android criados com os objetivos de eludir a verificação do código da aplicação durante a instalação, elevar os privilégios de acesso e dificultar a análise à aplicação. Outro dos ataques com maior repercussão foi um programa malicioso para Android que infeta computadores pessoais.

Resumidamente, todas as técnicas, mecanismos de infeção e camuflagem das atividades dos programas maliciosos estão rapidamente a ser adaptados para a plataforma Android. A grande maioria dos ataques têm como objetivo o roubo de dinheiro.

A Kaspersky Lab recomenda a proteção do dispositivo móvel com alguma solução de segurança, já que os riscos de infeção são já os mesmos tanto no PC como nos dispositivos móveis.

B!T

PARTILHAR

RESPONDER

Totti deixa Roma. "Chegou o dia que eu esperava que nunca chegasse"

O diretor técnico da Roma anunciou que vai deixar o cargo, por as suas opiniões não terem sido consideradas na escolha do novo treinador da equipa de futebol, o português Paulo Fonseca. "Chegou o dia que …

Bruges limita turismo "para não se tornar uma Disneylândia"

Burges, na Bélgica, é a mais recente cidade europeia a impor limites ao turismo para que "não se torne a Disneylândia". Dirk De Fauw, presidente da câmara local, anunciou em declarações ao jornal Het Nieuwsblad que …

Hospital Santa Maria abre inquérito a morte de Ruben Carvalho

A administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte decidiu abrir um processo de inquérito na sequência de notícias sobre eventual negligência hospitalar no internamento do histórico dirigente do PCP. Fonte oficial do Centro Hospitalar, que integra o …

Nós, Cidadãos! convida Aliança para coligação. Partido de Santana ainda está "a examinar"

O partido Nós, Cidadãos! desafiou a Aliança para uma coligação eleitoral “ao centro”, mas fonte oficial da força política liderada por Santana Lopes esclareceu que ainda está “a examinar”. O presidente do Nós, Cidadãos!, Mendo Castro Henriques, confirmou à …

Benfica desmente negociações com Atlético de Madrid por João Félix

O Benfica desmentiu, em nota divulgada esta segunda-feira, todas as notícias que dão conta de uma transferência iminente de João Félix para o Atlético de Madrid. João Félix tem feito capa em vários jornais espanhóis, que insistem …

Não havia tantos pré-avisos de greve desde o tempo da troika

Nas próximas semanas, são poucos os dias úteis que não têm pelo menos uma greve. Se o ritmo se mantiver, este será o ano da legislatura com mais pré-avisos. Dos hospitais aos tribunais, passando pelos transportes …

“Maré vermelha” interdita banhos em várias praias do Algarve

As praias entre a Ilha do Farol e Vilamoura, no Algarve, estão interditadas a banhos devido a uma concentração de uma alga marinha que pode ser perigosa para a saúde. As praias algarvias entre a Ilha …

Gulbenkian vende petrolífera Partex por 555 milhões de euros

A Fundação Gulbenkian assinou, esta segunda-feira, um acordo para a venda da Partex com a PTT Exploration and Production por 555 milhões de euros. Em comunicado hoje divulgado, a Fundação Gulbenkian informou que "a operação terá um …

Ex-diretor revela carta que desmente Berardo sobre créditos na CGD

O ex-diretor de grandes empresas da CGD afirmou que José Berardo enviou uma carta dirigida a Carlos Santos Ferreira, ex presidente do banco, a solicitar a abertura do crédito de 350 milhões de euros para …

Suecos burlaram multinacionais em 1,7 milhões de euros a partir de Setúbal

Um casal de suecos burlou várias empresas multinacionais com um esquema de roubo de emails praticado a partir de Setúbal. Estas empresas chegaram a transferir 1,7 milhões de euros até à detenção do casal. Michel M., …