Maiores galáxias do Universo são formadas por estrelas de galáxias mais pequenas

NASA/CXC/SAO

Esta enorme galáxia elíptica, NGC 5128 (também conhecida por Centaurus A), é a galáxia deste tipo mais próxima da Terra, situada a cerca de 12 milhões de anos-luz de distância.

As maiores galáxias do universo, elípticas, são constituídas na parte exterior, tal como as de disco, como a Via Láctea, por pequenas estrelas que resultaram da destruição de outras galáxias mais pequenas, conclui um estudo liderado a partir de Portugal.

A investigação, que é mais um passo para a compreensão de como as galáxias elípticas evoluíram, foi conduzida por uma equipa internacional de astrofísicos, liderada por um cientista do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, em Portugal, e os resultados foram recentemente publicados na revista científica Monthly Notices.

O estudo foi realizado a partir da mais profunda imagem do Universo, o chamado Campo Ultraprofundo do Hubble (registado pelo telescópio espacial Hubble e que mostra as galáxias mais distantes) e de simulações matemáticas baseadas no atual modelo de formação e evolução de galáxias.

A equipa liderada pelo astrofísico Fernando Buitrago analisou a estrutura de seis galáxias elípticas muito grandes de há cerca de 6,2 mil milhões de anos, quando o Universo tinha metade da sua idade atual.

As galáxias elípticas são as maiores do Universo e, ao mesmo tempo, as mais difusas, ocupando o centro de ‘enxames’ de galáxias (inúmeras galáxias que interagem umas com as outras, por efeito da gravidade, chocando muitas vezes entre si).

Apesar de as galáxias espirais (em forma de disco), como é o caso da Via Láctea, onde se situa o nosso sistema solar, serem em maior número, há cada vez mais galáxias elípticas no Universo, resultantes de fusões de galáxias espirais, explicou o investigador Fernando Buitrago, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Nos primórdios do universo (universo primitivo), as galáxias em forma de elipse são “muito pequenas, ultracompactas”. À medida que o universo evoluiu, cresceram e tornaram-se “galáxias gigantescas” na época mais recente.

As suas propriedades são ainda muito desconhecidas, por serem galáxias dinâmicas e terem “mudanças muito significativas”, assinalou o astrofísico espanhol.

Pela primeira vez, os cientistas verificaram que, tal como as galáxias espirais, as galáxias elípticas são constituídas, na região exterior, por numerosas estrelas pequenas, que formam uma nuvem estelar envolvendo toda a estrutura da galáxia, o chamado halo.

O halo das galáxias espirais é formado por estrelas de galáxias satélite, mais pequenas, que foram atraídas e ‘engolidas’ por essas galáxias em forma de disco. Nas galáxias elípticas, o halo é também constituído por estrelas que faziam parte de galáxias mais pequenas em seu redor e que foram ‘absorvidas’ pelas galáxias em forma de elipse.

Os cientistas estimam que 20% das estrelas das galáxias elípticas estejam na sua região exterior.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …

Restos de bombas atómicas revelam longa vida dos tubarões-baleia

Cientistas estão a determinar a esperança de vida do maior peixe dos oceanos com a ajuda de testes de bombas atómicas realizados durante a Guerra Fria, entre os anos 50 e 60. Em perigo de extinção, …

Telescópio russo apanha o despertar de um buraco negro

O telescópio russo ART-XC do observatório espacial Spektr-RG detetou uma fonte brilhante de raios-X no centro da Via Láctea, que acabou por revelar ser o "despertar" do buraco negro 4U 1755-338. A descoberta ocorreu no passado …

O cometa interestelar 2I/Borisov partiu-se em dois

O cometa interestelar 2I/Borisov, o primeiro do seu tipo a ser descoberto em agosto do ano passado, começou a dividir-se em duas partes na semana passada. As imagens contínuas do telescópio espacial Hubble do objeto interestelar …

Estudo estima 471 mortes em Portugal até agosto (e que o pico foi atingido a 3 de abril)

De acordo com as estimativas do estudo, cerca de 151.680 pessoas vão morrer na Europa durante a "primeira vaga" da doença. Um estudo divulgado esta terça-feira nos Estados Unidos estima que a covid-19 venha a provocar …