Maiores galáxias do Universo são formadas por estrelas de galáxias mais pequenas

NASA/CXC/SAO

Esta enorme galáxia elíptica, NGC 5128 (também conhecida por Centaurus A), é a galáxia deste tipo mais próxima da Terra, situada a cerca de 12 milhões de anos-luz de distância.

As maiores galáxias do universo, elípticas, são constituídas na parte exterior, tal como as de disco, como a Via Láctea, por pequenas estrelas que resultaram da destruição de outras galáxias mais pequenas, conclui um estudo liderado a partir de Portugal.

A investigação, que é mais um passo para a compreensão de como as galáxias elípticas evoluíram, foi conduzida por uma equipa internacional de astrofísicos, liderada por um cientista do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, em Portugal, e os resultados foram recentemente publicados na revista científica Monthly Notices.

O estudo foi realizado a partir da mais profunda imagem do Universo, o chamado Campo Ultraprofundo do Hubble (registado pelo telescópio espacial Hubble e que mostra as galáxias mais distantes) e de simulações matemáticas baseadas no atual modelo de formação e evolução de galáxias.

A equipa liderada pelo astrofísico Fernando Buitrago analisou a estrutura de seis galáxias elípticas muito grandes de há cerca de 6,2 mil milhões de anos, quando o Universo tinha metade da sua idade atual.

As galáxias elípticas são as maiores do Universo e, ao mesmo tempo, as mais difusas, ocupando o centro de ‘enxames’ de galáxias (inúmeras galáxias que interagem umas com as outras, por efeito da gravidade, chocando muitas vezes entre si).

Apesar de as galáxias espirais (em forma de disco), como é o caso da Via Láctea, onde se situa o nosso sistema solar, serem em maior número, há cada vez mais galáxias elípticas no Universo, resultantes de fusões de galáxias espirais, explicou o investigador Fernando Buitrago, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Nos primórdios do universo (universo primitivo), as galáxias em forma de elipse são “muito pequenas, ultracompactas”. À medida que o universo evoluiu, cresceram e tornaram-se “galáxias gigantescas” na época mais recente.

As suas propriedades são ainda muito desconhecidas, por serem galáxias dinâmicas e terem “mudanças muito significativas”, assinalou o astrofísico espanhol.

Pela primeira vez, os cientistas verificaram que, tal como as galáxias espirais, as galáxias elípticas são constituídas, na região exterior, por numerosas estrelas pequenas, que formam uma nuvem estelar envolvendo toda a estrutura da galáxia, o chamado halo.

O halo das galáxias espirais é formado por estrelas de galáxias satélite, mais pequenas, que foram atraídas e ‘engolidas’ por essas galáxias em forma de disco. Nas galáxias elípticas, o halo é também constituído por estrelas que faziam parte de galáxias mais pequenas em seu redor e que foram ‘absorvidas’ pelas galáxias em forma de elipse.

Os cientistas estimam que 20% das estrelas das galáxias elípticas estejam na sua região exterior.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Físicos produziram o campo magnético mais forte e controlável de sempre

Um grupo de cientistas do Instituto de Física do Estado Sólido da Universidade de Tóquio, no Japão, produziu o campo magnético mais forte e controlável já criado em ambientes fechados - é um macro para …

"Impossível" puzzle químico do ouro foi finalmente resolvido

Uma equipa de cientistas russos e alemães conseguiu decifrar o segredo da estabilidade da estrutura cristalina do calaverita (AuTe2) - um raro mineral metálico também conhecido como telúrio de ouro. A descoberta, publicada nesta terça-feira na …

Há caranguejos mutantes e zangados a invadir a costa dos EUA (e são verdes)

Uma espécie agressiva de caranguejo verde está a invadir as águas do estado norte-americano de Maine, deixando um rasto de destruição nos habitats e ecossistemas aquáticos. Os caranguejos (Carcinus maenas) ameaçam várias espécies, como mexilhões azuis, …

Porsche quer ser a primeira fabricante alemã a deixar o diesel

A Porsche quer tornar-se a primeira fabricante automobilística alemã a deixar o diesel, apostando em motores a gasolina, híbridos e, a partir de 2019, em veículos elétricos, anunciou este domingo o presidente executivo da empresa. "Agora …

Viver nas cidades aumenta risco de demência (e a culpa é da poluição)

Viver na cidade influencia a nossa saúde. Segundo um estudo recente, a poluição do ar pode aumentar em 40% o risco de desenvolver demência. O impacto da poluição do ar na nossa saúde já era conhecido, …

Finalmente resolvido o mistério do assassino de gatos em Londres

Um dos mistérios criminais que intrigava a Inglaterra está finalmente resolvido. A conclusão é que, afinal, o famoso assassino de gatos de Croydon não existe. O mistério à volta da morte de mais de 400 gatos …

Benfica - Aves | Triunfo de águia exuberante e perdulária

O Benfica respondeu ao triunfo do FC Porto no sábado com uma vitória caseira sobre o Desportivo das Aves, por 2-0. O resultado pode indicar algumas dificuldades por parte da formação “encarnada”, mas pode-se dizer, sem …

Aquecimento global no Pleistoceno elevou nível do mar até 13 metros

O aquecimento global no final do período do Pleistoceno, com temperaturas similares às previstas para este século, reduziu a camada de gelo da Antártida oriental e elevou o nível do mar até 13 metros acima …

Autor dos mais famosos estudos sobre comida viu 13 artigos retirados

O famoso investigador norte-americano está envolvido numa polémica, depois de 13 dos seus estudos científicos terem sido retirados de algumas publicações. É provável que nunca tenha ouvido falar de Brian Wansink mas, tal como recorda o …

NASA observa movimentos tectónicos recentes em Marte

A sonda Mars Express da NASA observou fissuras proeminentes em Marte causadas devido à ação de falhas tectónicas que atingiram a superfície do planeta há menos de dez milhões de anos. As imagens foram capturadas …