Maiores galáxias do Universo são formadas por estrelas de galáxias mais pequenas

NASA/CXC/SAO

Esta enorme galáxia elíptica, NGC 5128 (também conhecida por Centaurus A), é a galáxia deste tipo mais próxima da Terra, situada a cerca de 12 milhões de anos-luz de distância.

As maiores galáxias do universo, elípticas, são constituídas na parte exterior, tal como as de disco, como a Via Láctea, por pequenas estrelas que resultaram da destruição de outras galáxias mais pequenas, conclui um estudo liderado a partir de Portugal.

A investigação, que é mais um passo para a compreensão de como as galáxias elípticas evoluíram, foi conduzida por uma equipa internacional de astrofísicos, liderada por um cientista do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, em Portugal, e os resultados foram recentemente publicados na revista científica Monthly Notices.

O estudo foi realizado a partir da mais profunda imagem do Universo, o chamado Campo Ultraprofundo do Hubble (registado pelo telescópio espacial Hubble e que mostra as galáxias mais distantes) e de simulações matemáticas baseadas no atual modelo de formação e evolução de galáxias.

A equipa liderada pelo astrofísico Fernando Buitrago analisou a estrutura de seis galáxias elípticas muito grandes de há cerca de 6,2 mil milhões de anos, quando o Universo tinha metade da sua idade atual.

As galáxias elípticas são as maiores do Universo e, ao mesmo tempo, as mais difusas, ocupando o centro de ‘enxames’ de galáxias (inúmeras galáxias que interagem umas com as outras, por efeito da gravidade, chocando muitas vezes entre si).

Apesar de as galáxias espirais (em forma de disco), como é o caso da Via Láctea, onde se situa o nosso sistema solar, serem em maior número, há cada vez mais galáxias elípticas no Universo, resultantes de fusões de galáxias espirais, explicou o investigador Fernando Buitrago, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Nos primórdios do universo (universo primitivo), as galáxias em forma de elipse são “muito pequenas, ultracompactas”. À medida que o universo evoluiu, cresceram e tornaram-se “galáxias gigantescas” na época mais recente.

As suas propriedades são ainda muito desconhecidas, por serem galáxias dinâmicas e terem “mudanças muito significativas”, assinalou o astrofísico espanhol.

Pela primeira vez, os cientistas verificaram que, tal como as galáxias espirais, as galáxias elípticas são constituídas, na região exterior, por numerosas estrelas pequenas, que formam uma nuvem estelar envolvendo toda a estrutura da galáxia, o chamado halo.

O halo das galáxias espirais é formado por estrelas de galáxias satélite, mais pequenas, que foram atraídas e ‘engolidas’ por essas galáxias em forma de disco. Nas galáxias elípticas, o halo é também constituído por estrelas que faziam parte de galáxias mais pequenas em seu redor e que foram ‘absorvidas’ pelas galáxias em forma de elipse.

Os cientistas estimam que 20% das estrelas das galáxias elípticas estejam na sua região exterior.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …

Quatro mortos em manifestações na Bolívia. São 23 desde o final de outubro

Comissão Interamericana de Direitos Humanos registou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira. Já houve 23 vítimas mortais desde o final de Outubro, início da crise social e política na Bolívia. Quatro pessoas morreram no sábado em …

UE acusada de pagar aos próprios traficantes para travar imigração

A União Europeia conta com um processo no Tribunal Penal Internacional interposto por Omer Shatz e Juan Branco. A UE é acusado de pagar aos próprios traficantes para parar a imigração. Omer Shatz, advogado e professor …

Governo quer ter a primeira refinaria de lítio da Europa

O Governo quer abrir a primeira refinaria de lítio no continente europeu. No entanto, João Galamba refere que tudo depende dos resultados do estudo de impacto ambiental das minas. Sem confirmar que venha a haver minas …

Cientistas desvendam novas pistas sobre o maior macaco que já existiu

O mítico "Bigfoot" é uma criatura lendária mas, durante milhões de anos, o verdadeiro — um símio com o dobro do tamanho de um ser humano adulto — percorreu as florestas do Sudeste Asiático, antes …

Preço do tabaco pode aumentar. Decisão cabe ao Governo

Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um aumento do preço do tabaco, e a decisão depende agora do Governo. Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um …

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …