A maior ave da história pesava tanto como um dinossauro

(dr) Jaime Chirinos

Ilustração de um pássaro-elefante e a sua cria

Cientistas da Sociedade Zoológica de Londres (ZSL), no Reino Unido, fecharam o debate sobre qual foi a maior ave da história: Vorombe titan tinha até 800 quilos e três metros de altura.

A maior ave da história, uma nova espécie de pássaro-elefante agora identificada, pesava tanto como um dinossauro quando viveu em Madagáscar, há mais de mil anos, conta o site Live Science.

Este pássaro monstruoso, semelhante a uma avestruz e que entretanto foi extinto pelos nativos, pesava até 800 quilos, tinha três metros de altura e, tal como as avestruzes, também não conseguia voar, explica o estudo publicado, esta quarta-feira, na Royal Society Open Science.

Desde 1800 que os cientistas guardam amostras dos ossos deste animal (da família dos Aepyornithidae), mas erradamente pensavam que se tratava de outra espécie de pássaro-elefante, conhecida como Aepyornis maximus, explica James Hansford, o principal responsável desta investigação, da Sociedade Zoológica de Londres (ZSL).

Com recurso a uma fita métrica e pinças, Hansford analisou centenas de ossos de pássaros-elefantes que se encontravam em museus de todo o mundo. Depois de traçar os seus tamanhos, o cientista descobriu que estes ossos estavam em grupos distintos, revelando três géneros e quatro espécies distintas.

A ave recentemente descoberta foi apelidada de Vorombe titan, cujo nome Vorombe significa “pássaro grande” em malgaxe, uma língua malaio-polinésia. Por sua vez, titan é um retrocesso ao Aepyornis titan, espécie que, em 1894, o paleontólogo britânico C.W. Andrews pensava ser a maior de sempre e que foi geralmente descartada como um exemplar invulgarmente maior do já conhecido A. maximus.

De acordo com o Live Science, quando estes herbívoros foram extintos pelos humanos, o ecossistema mudou e as plantas que dependiam dos pássaros para comer e dispersar sementes enfrentaram uma dura batalha para sobreviver.

Estes pássaros-elefantes “tiveram, sem dúvida, um impacto significativo a criar e a manter a paisagem do antigo Madagáscar. A sua extinção deixou um buraco que precisamos de pensar em conservar na sua ausência”, afirma Hansford.

“Sem uma compreensão precisa da diversidade das espécies passadas, não conseguimos compreender adequadamente a evolução ou a ecologia em sistemas insulares únicos como Madagáscar ou reconstruir exatamente o que se perdeu desde a chegada dos humanos a estas ilhas. Conhecer a história da perda da biodiversidade é essencial para determinar como conservar as espécies ameaçadas nos tempos que correm”, afirma Samuel Turvey, co-investigador deste estudo, citado pela Europa Press.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Passos avisa que há reformas que se fazem em “confronto” e não vale a pena “ficar à espera” do PS

O ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho acusou esta quarta-feira a esquerda de "desqualificar" o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e avisou que há reformas que só se fazem "em confronto", pedindo às forças políticas que "não …

Luzes cintilantes mostram potencial como novo tratamento para o Alzheimer

Uma equipa de investigadores usou som e luzes cintilantes para tratar ratos com a doença de Alzheimer, obtendo alguns resultados positivos. Agora, os cientistas testaram o mesmo tratamento em humanos, conseguindo mais uma vez resultados …

Planeta Terra passa a ter (oficialmente) cinco oceanos

A National Geographic Society fez o primeiro mapeamento dos oceanos em mais de 100 anos e, desta vez, reconhece que a Terra possui cinco oceanos. Definir as fronteiras dos oceanos da Terra não é uma tarefa …

O misterioso escurecimento da Betelgeuse foi oficialmente desvendado

A causa da misteriosa perda de brilho da estrela foi causada por uma nuvem gigante de poeira, expelida pela própria supergigante vermelha. O "Grande Escurecimento da Betelgeuse", como passou a ser conhecido, foi um fenómeno que …

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …