Magia termodinâmica. Dispositivo promete transformar água a ferver em gelo sem consumir energia

(dr) Andreas Schilling / UZH

Físicos da Universidade de Zurique, na Suíça, desenvolveram um dispositivo incrivelmente simples que permite que o calor flua temporariamente de um objeto frio para outro objeto quente sem precisar de uma fonte de alimentação externa.

Para um frigorífico funcionar, é crucial que haja eletricidade por perto – mas esta pode não ser uma condição no futuro. Recentemente, uma equipa de físicos da Universidade de Zurique, na Suíça, construiu um dispositivo que funciona como um circuito de oscilação térmica, um sistema que permite que o calor flua temporariamente de um objeto frio para outro objeto quente sem precisar de uma fonte de alimentação externa.

Este processo parece contradizer as leis fundamentais da Física, nomeadamente a Segunda Lei da Termodinâmica, que afirma que a entropia de um sistema natural fechado deve aumentar com o tempo – ou, de uma forma mais simplificada, que o calor irá fluir por si só de um objeto mais quente para um mais frio, e não o contrário.

A equipa conseguiu arrefecer um pedaço de cobre de nova gramas, de mais de 100°C para um nível significativamente abaixo da temperatura ambiente, sem qualquer fonte de alimentação externa. “Teoricamente, este dispositivo pode transformar água a ferver em gelo sem usar qualquer energia”, afirma o físico Andreas Schilling.

Para conseguir este impressionante feito, a equipa usou um elemento Peltier, um componente capaz d transformar correntes elétricas em diferenças de temperatura comummente usado, por exemplo, para arrefecer mini-bares em quartos de hotel. Foi assim que os cientistas conseguiram reduzir a temperatura da peça de cobre em cerca de 2ºC em relação à temperatura ambiente de 22ºC.

Este avanço pode não ser o suficiente para desenvolver frigoríficos que não precisam de energia elétrica. No entanto, os cientistas argumentam que isso se deveu ao facto de o elemento de Peltier usado ter sido comprado no comércio. Elementos ideais podem atingir temperaturas de dezenas de graus abaixo de zero.

Segundo Schilling, seria possível, em teoria, obter um arrefecimento de até -47°C, nas mesmas condições, se o elemento “ideal” de Peltier – ainda a ser inventado – pudesse ser usado numa experiência semelhante.

Outro fator que deixa as aplicações em larga escala desta técnica ainda distantes no futuro é o facto de a configuração atual requerer o uso de indutores (bobinas) supercondutores para minimizar as perdas elétricas. Contudo, estes entraves não parecem desanimar a equipa, que está surpreendida com o sucesso da sua experiência.

“Com esta tecnologia muito simples, grandes quantidades de materiais sólidos, líquidos ou gasosos podem ser arrefecidos a uma temperatura abaixo da temperatura ambiente sem nenhum consumo de energia. À primeira vista, as experiências parecem ser uma espécie de magia termodinâmica, desafiando as perceções tradicionais do fluxo de calor”, resumiu Schilling.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mas o elemento Peltier tambem precisa de energia electrica….. E para isso ” é crucial que haja eletricidade por perto”

RESPONDER

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …