Liverpool condena adeptos por celebrarem título histórico (e distribui prémios até pelos rivais)

EPA / Peter Powell

Adeptos do Liverpool festejam título da Premier League após jejum de 30 anos.

O Liverpool veio a público criticar os seus próprios adeptos por terem saído à rua, em massas, para celebrar a conquista do título da Premier League ao cabo de 30 anos de jejum. “Um comportamento completamente inaceitável”, segundo o clube, em tempos de pandemia de covid-19.

Foi no sofá que o Liverpool se sagrou campeão da Liga Inglesa, um título histórico que surge depois de 30 anos sem o conseguir. O triunfo levou os adeptos do clube em peso para as ruas, para celebrarem, sem medo do coronavírus que ainda anda à solta, sem distanciamento social e sem máscaras.

“A nossa cidade ainda está em crise de Saúde Pública e este comportamento é completamente inaceitável“, afiança o Liverpool num comunicado conjunto com a Câmara e a Polícia locais.

“O potencial perigo de uma segunda vaga de covid-19 continua a existir e precisamos de trabalhar em conjunto para garantir que não desfazemos tudo o que foi alcançado na região durante o confinamento”, afiança ainda o dito comunicado.

“Logo que seja seguro, trabalharemos para organizar uma parada de vitória quando toda a gente puder juntar-se para celebrar”, promete ainda o Liverpool. “Mas até lá, a segurança da nossa cidade e das nossas pessoas continua a ser a prioridade número um”, acrescenta o clube.

Depois das celebrações, as ruas ficaram pejadas com toneladas de lixo, conforme mostram imagens divulgadas pela BBC.

Título vai sair caro ao Liverpool

O Liverpool vai distribuir mais de 10 milhões de libras (cerca de 11 milhões de euros) em prémios pela conquista do título, de acordo com dados divulgados pela imprensa britânica.

Só o plantel deverá receber à roda de 4,3 milhões de euros, mas a factura ainda poderá aumentar porque alguns jogadores terão cláusulas específicas, com valores diferenciados dos demais colegas de equipa.

E também clubes rivais do Liverpool terão direito a uma fatia dos prémios. Emblemas como o Arsenal, o Southampton e o Charlton vão lucrar com o título dos reds porque incluíram cláusulas específicas nos contratos de venda de jogadores que rumaram a Anfield Road, no sentido de receberem determinados montantes caso os atletas transferidos fossem campeões.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hospitais da Papua-Nova Guiné recusam atender grávidas. Médico aconselha mulheres a evitar gravidez

Um obstetra da Papua-Nova Guiné aconselhou as mulheres daquele país a não engravidarem nos próximos dois anos, revelando que o medo de transmissão do coronavírus tem levado os hospitais a recusarem atender grávidas. Segundo noticiou esta …

China vai encerrar gradualmente todos os mercados de aves vivas

A China vai fechar gradualmente todos os mercados onde aves vivas são vendidas, visando reduzir os riscos para a saúde pública, informou hoje a imprensa oficial. Chen Xu, alto funcionário da Administração Estatal de Regulação do …

Em 33 anos, Amazónia perdeu 72,4 milhões de hectares de floresta. O equivalente ao território do Chile

A floresta amazónica, presente em nove países da América do Sul, perdeu 72,4 milhões de hectares de cobertura vegetal entre 1985 e 2018, uma área equivalente ao território do Chile, segundo dados divulgados na quinta-feira …

Decisão do Reino Unido é "absurda", "errada" e "desapontante"

O chefe da diplomacia portuguesa considerou hoje a decisão do Reino Unido de excluir Portugal dos “corredores de viagem internacionais” como um “absurdo”, “errada” e que causa “muito desapontamento”, trazendo ainda graves consequências económicas e …

"Peixe racista". Estátua da Pequena Sereia novamente vandalizada

A icónica estátua da "Pequena Sereia" em Copenhaga, um dos monumentos mais famosos da Dinamarca, foi novamente vandalizada, ao ter sido pintada com uma frase antirracismo, divulgou hoje a polícia dinamarquesa. “A Pequena Sereia foi vandalizada …

Itália admite segunda vaga e defende restrições a viagens

Itália abriu esta terça-feira fronteiras aos viajantes de países que não integram o espaço europeu de livre circulação Schengen, mas com restrições. O ministro da Saúde de Itália afirmou, esta quinta-feira, não poder afastar uma segunda …

Menos férias e mais dias de aulas para quem não tem exames no próximo ano letivo

O próximo ano letivo vai ter menos dias de férias e mais dias de aulas para os alunos que não tenham exames. Os alunos terão aulas presenciais e aulas à distância. O ministro da Educação, Tiago …

FC Porto revela camisola para a próxima época (e as opiniões dividem-se)

O FC Porto revelou a camisola oficial do clube para a próxima temporada. Pelas redes sociais, as opiniões dividem-se, havendo quem não esteja satisfeito com a mudança. Os adeptos portistas acordaram esta sexta-feira com a imagem …

Veto da Índia ao TikTok pode custar mais de 5 mil milhões de euros à ByteDance

O executivo indiano anunciou o bloqueio de 59 aplicações móveis chinesas, assegurando que as aplicações roubam dados dos utilizadores e partilham informações com o governo chinês. O grupo chinês de tecnologia ByteDance, que desenvolveu o TikTok, …

Covid-19. “Exemplo de Portugal mostra muito claramente como a situação é frágil”

A comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, considerou que a situação pandémica é ainda "frágil", dando o exemplo da evolução da covid-19 em Portugal para sustentar que é necessário continuarmos vigilantes. “Penso que o exemplo de …