Lisboa quer responsabilizar cidadãos pelo lixo nas ruas

Tiago Petinga / Lusa

Lisboa quer responsabilizar cidadãos pelo lixo nas ruas e, Duarte Cordeiro, vice-presidente da autarquia, diz que aumentar os recursos humanos não resolve o problema da acumulação de lixo.

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) quer alterar o regulamento da higiene urbana “para aumentar a responsabilização” dos cidadãos nesta matéria, anunciou o vice-presidente da autarquia na noite de quarta-feira.

“Temos de ter exigência com quem limpa, mas também temos de ter exigência com quem suja”, vincou Duarte Cordeiro (PS) na reunião descentralizada da CML destinada a ouvir os munícipes das freguesias de Santa Clara e Lumiar.

Numa sessão em que muitos munícipes criticaram as falhas relativas à higiene urbana, o autarca admitiu dificuldade em dar respostas, mas afirmou estar convicto de que a “situação será normalizada muito em breve trecho“.

Duarte Cordeiro comprometeu-se a reforçar os recursos humanos do município na área da higiene urbana até ao final do ano, ressalvando, no entanto, que “só aumentar os recursos humanos não resolve” os problemas.

“Vamos também querer alterar o regulamento de depósito de resíduos na rua, para aumentar de alguma maneira a responsabilização das pessoas e dos comerciantes em relação a essa matéria”, anunciou.

Além disso, o vice-presidente da CML, responsável pelo pelouro dos Serviços Urbanos, avançou que a autarquia vai antecipar a campanha de sensibilização prevista para o próximo ano para dezembro, uma medida que visa “recordar as pessoas da sua responsabilidade enquanto cidadãs“.

Jorge Guimarães, morador em Telheiras, foi um dos munícipes que abordou o problema da falta de limpeza e da recolha do lixo, tendo destacado também o excesso de pombos, baratas e ratos na sua zona de residência.

A vereadora do CDS-PP Assunção Cristas defendeu que “não é verdade que o turismo desculpe tudo” e que “é preciso fazer mais“.

“Sabemos que aqui os problemas de higiene urbana são tão ou mais graves que no centro de Lisboa, onde a pressão urbanística e a pressão do turismo é muito grande”, acrescentou Assunção Cristas.

Na mesma linha, João Pedro Costa, do PSD, reforçou que “o lixo em Lisboa não é um problema do turismo” e recordou que o partido apresentou uma proposta, aprovada no executivo municipal, “para nas zonas históricas da cidade o lixo ser recolhido sete dias por semana, incluindo sábados e domingos“.

A vereadora do PCP Ana Jara reiterou que os problemas relativos à higiene urbana são “uma constante por toda a cidade” e não estão apenas circunscritos ao centro histórico.

Em setembro, alguns moradores lisboetas queixavam-se do aumento de lixo na cidade e pediram a aplicação de coimas aos infratores.

O presidente da Associação de Moradores da Misericórdia, Luís Paisana, defendeu a responsabilização dos infratores através “de coimas fortes para as pessoas entenderem de forma clara que há regras”.

As juntas de freguesia admitiram ter falta de meios para fazer face à limpeza urbana, mas também atribuíram parte da culpa da acumulação de lixo à falta de civismo da população.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bill Gates é o homem mais admirado do mundo. Ronaldo também está na lista

O cofundador da Microsoft já não é o homem mais rico do mundo, mas continua a ser o mais admirado. Cristiano Ronaldo é o 7.º. Na semana passada, Bill Gates perdeu o lugar que ocupava há …

Volvo vai chamar à oficina mais de 500 mil carros até ao fim do ano

O problema detetado no motor dos carros poderá afetar os automóveis a diesel de quatro cilindros, construídos entre 2014 e 2019, nas marcas V40, o V60, V70, S80 e XC60. A Volvo retirou cerca de 70 …

A baunilha é mais cara do que a prata (e há já quem mate pelo "ouro verde")

A baunilha, que era vendida em 2015 por cerca de 90 euros o quilograma, disparou no ano passado para 535 euros, ultrapassando assim o valor da prata. Esta subida que quase sextuplicou o valor da …

"Nova Expo". 300 milhões para requalificar zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada

O projeto que vai requalificar a zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada conta com um investimento de 300 milhões de euros. À zona ocidental de Lisboa já lhe chamam de "nova Expo". A zona ribeirinha …

Descoberta imensidão de tesouros arqueológicos ao largo da Galiza. São mais de 1.600 objetos

Trabalhos de arqueologia subaquática ao largo das costas galegas permitiram descobrir nas últimas três décadas um total de 1600 objetos arqueológicos. As peças afundaram-se ao longo dos séculos durante inúmeros naufrágios e ali se foram acumulando. …

27 anos depois, Clã anunciam saída de dois elementos

Mais de um quarto do século após a sua formação, a banda do Porto vê dois dos seus elementos fundadores partirem. Os Clã anunciaram a saída de dois dos seus elementos através de um comunicado publicado …

Reduzir o uso de ar condicionado pode ajudar a salvar vidas

Há muitas pessoas a precisar da ajuda preciosa do ar condicionado para sobreviver a temperaturas cada vez mais altas. Contudo, aquele que pensamos ser o nosso maior aliado pode ser, na verdade, o nosso pior …

Porto vai ter policiamento gratificado em "zonas particularmente sensíveis"

Rui Moreira diz que nos últimos 20 anos não houve investimento na polícia e afirma que o espaço público "não pode ser apropriado por gangues". O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, anunciou esta segunda-feira …

Altos níveis de ferro associados a um menor risco de doença cardíaca

Diferentes níveis de ferro podem ter efeitos dispares na nossa saúde. Uma equipa de cientistas descobriu uma associação entre altos níveis de ferro e um menor risco de doença cardíaca. A tarefa não foi propriamente fácil …

Quénia. Ministro das Finanças preso por suborno e fraude

O Ministro das Finanças do Quénia, Henry Rotich, e vários funcionários do seu ministério foram presos esta segunda-feira por suborno e fraude num projeto de construção de duas barragens que envolve milhões de dólares. Em declarações …