Ligadura regenerativa cura rapidamente pequenas feridas sem medicamentos

(dr) Universidade de Northwestern

Agora, pequenas feridas ou arranhões, que para diabéticos podem ser um grave problema e até levar a amputação, podem ser tratados com uma ligadura regenerativa.

Desenvolvida pela Universidade Northwestern, de Evanston, no estado de Illinois, Estados Unidos, a ligadura cura rapidamente pequenas feridas que para pessoas diabéticas são muitas vezes dolorosas e difíceis de tratar sem o uso de medicamentos.

Testes realizados pelos cientistas mostraram que a ligadura curou feridas de diabéticos 33% mais rapidamente do que pensos existentes atualmente no mercado. “A novidade é que identificamos um segmento de uma proteína na pele que é importante na cicatrização das feridas”, explica Guillermo Ameer, da Universidade de Northwestern.

“Fabricámos o segmento e incorporámo-lo numa molécula antioxidante que se auto-agrega à temperatura do corpo para criar uma estrutura que facilita a capacidade do corpo de regenerar o tecido no sítio de uma ferida”, continuou o líder da investigação.

A ligadura não implica o uso de medicamentos nem fatores externos que aceleram a cura. Em vez disso, aproveita o poder de cura do próprio corpo humano. Os cientistas admitem assim que não usar medicamentos pode estar para muito em breve no mercado.

Segundo a investigação, cujos resultados foram publicados na Proceedings of the National Academy of Sciences, o método de tratamento é especialmente indicado para aplicação em diabéticos. Ainda assim, pode ser usado para tratar qualquer tipo de ferida aberta.

A diabetes pode provocar danos nos nervos que levam a dormências nas extremidades do corpo. Uma pequena ferida pode, por isso, passar despercebida porque a pessoa nem sabe que a tem. A circulação sanguínea também é mais lenta, o que dificulta a cicatrização das feridas.

A equipa considera que o “segredo” desta ligadura está na laminina, uma proteína encontrada na maioria dos tecidos do corpo humano. Os investigadores envolvidos no estudo identificaram um segmento de laminina que é fundamental no processo de cicatrização das feridas. Depois de identificado, os cientistas isolaram-no para o sintetizar em laboratório.

O passo seguinte foi incorporar a proteína numa ligadura de hidrogel antioxidante, também desenvolvida em laboratório. A natureza antioxidante da ligadura contraria a inflamação enquanto que o hidrogel é termicamente reativo, pelo que solidifica ao ficar exposto à temperatura do corpo, adaptando-se à forma exata da ferida.

Até agora, a equipa de Guillermo Ameer não encontrou nenhum efeito colateral adverso em modelos animais.

ZAP // NewAtlas / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rio de Janeiro vai ter "réveillon" com espetáculos e fogo de artifício (mas sem público)

O Rio de Janeiro encerrará 2020 com espetáculos e concertos ao vivo em seis palcos montados na cidade brasileira, mas aos quais o público não terá acesso devido à pandemia. Apenas poderá vê-los nas redes …

GP de Portugal. Há 14 casos de covid-19 em equipas de Fórmula 1

Em conferência de imprensa, a Proteção Civil do Algarve revelou que foram identificados 14 casos de covid-19 entre pilotos e staff de equipas da Fórmula 1 que estiveram em Portimão. Foram identificados 14 casos de covid-19 …

Islâmicos "têm o direito" de matar franceses. Twitter retira comentário de ex-primeiro-ministro da Malásia

A rede social Twitter retirou um comentário controverso do antigo primeiro-ministro malaio ​​​​​​​Mahathir Mohamad, relativo ao debate desencadeado pelas palavras do Presidente francês, Emmanuel Macron, sobre o islão. Numa série de mensagens, em que Mahathir Mohamad …

Governo pondera decretar recolher obrigatório e restrições em mais municípios

O Governo está a avaliar avançar com o recolhimento obrigatório e alargar as restrições impostas em Paços de Ferreira, Felgueiras e Lousada a mais municípios, recusando, no entanto, um novo confinamento geral, disse hoje o …

Gigante americana Walmart retira (temporariamente) armas e munições das prateleiras

A gigante de distribuição norte-americana Walmart decidiu retirar temporariamente armas e munições das prateleiras das suas lojas, anunciou na quinta-feira um porta-voz da cadeia. A medida preventiva foi tomada a cinco dias de uma eleição presidencial …

BE afasta para já estado de emergência e defende requisição civil na saúde

A coordenadora do BE afastou para já a necessidade de um novo estado de emergência e defendeu que o Governo utilize toda a capacidade instalada na saúde, se necessário recorrendo à requisição civil dos setores …

Sismo de magnitude 7 abala Turquia e Grécia e provoca mini-tsunami. Pelo menos 4 pessoas morreram

Quatro pessoas morreram no oeste da Turquia, depois de um forte terramoto de magnitude 7 atingir o Mar Egeu na tarde desta sexta-feira. O abalo derrubou edifícios em áreas costeiras e fez pelo menos 120 …

EDP desiste de processo contra o Estado, mas vai levar tarifa social a Bruxelas

A EDP desistiu da litigância judicial com o Estado sobre a contribuição extraordinária sobre o setor energético (CESE), mas vai pedir à Comissão Europeia uma análise sobre o mecanismo de financiamento da tarifa social a …

"Fora com os pretos". Universidades e escolas de Lisboa vandalizadas com mensagens racistas

Várias universidades e escolas secundárias da região de Lisboa foram vandalizadas com mensagens de teor racista e xenófobo. "Viva a Europa Branca" ou "Fora com os pretos" são algumas das frases escritas. Várias pessoas denunciaram esta …

Preços das casas não baixam porque há Fundos a comprar tudo

Apesar de estarmos em plena crise pandémica, os preços das casas não têm sofrido uma baixa significativa. Uma realidade que se pode explicar pelo interesse de alguns Fundos na aquisição de imóveis, com a perspectiva …