Procura-se: licenciados por 120 euros por mês para estágios

A Universidade de Aveiro está a anunciar, no seu portal de estágios e saídas profissionais, oportunidades de emprego para licenciados com uma remuneração mensal de 120 euros. Uma situação “inconcebível”, acusa o Bloco de Esquerda.

O Jornal de Negócios dá conta do desconforto dos bloquistas com este caso, divulgando o teor da pergunta que os deputados Moisés Ferreira e Luís Monteiro endereçaram ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior a propósito da situação.

Em causa estão dois anúncios publicados no site do Gabinete de Estágios e Saídas Profissionais (GESP) da Universidade de Aveiro (UA), para estágios na área do Design Gráfico e da Comunicação que referem uma remuneração mensal de 120 euros.

O Negócios realça que os anúncios visam “recrutar bacharéis e licenciados na área de Design, ou indivíduos com Curso de Especialização Tecnológica na área do Design de Calçado e Marroquinaria, durante seis meses, com um vencimento de 120 euros mensais”.

Este anúncio é inconcebível“, salientam os deputados do Bloco de Esquerda (BE), considerando que “mais inconcebível ainda é o facto de um gabinete de uma universidade pública estar a divulgar tais anúncios”, como cita o Negócios.

“A remuneração de 120 euros por um estágio é um insulto a qualquer bacharel ou recém-licenciado”, acusam os bloquistas, frisando que “é a promoção da precariedade e exploração mais abjecta”.

A título de comparação, o Bloco lembra os valores pagos pelos estágios profissionais realizados ao abrigo do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), designadamente de 600 euros mensais para quem tenha um Curso de Especialização Tecnológica, e de 707 euros mensais para os licenciados. A estas verbas acrescem ainda, os subsídios de refeição e o seguro de acidentes de trabalho.

Deste modo, o Bloco apela à retirada dos referidos anúncios e recomenda à UA que “defina critérios exigentes para a admissão e divulgação de ofertas de estágio e de emprego”, com o intuito de garantir a “protecção dos direitos laborais dos estudantes e ex-estudantes”.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. devem-se ter esquecido de um “0” = 1200 € só pode, senão é melhor ir trabalhar/estagiar p/ caixa de supermercado, pelos menos ganha o salario mínimo…

  2. Não sei onde está o problema, um dos estágios em questão é estágio curricular, não é profissional (vi a oferta 7075) e estágios curriculares por norma não são remunerados e dependendo do plano curricular são obrigatórios ou facultativos.

    Quem me dera a mim no meu estágio curricular ter recebido 120EUR/mes nos 6 meses que trabalhei lá ao menos já ajudava nas despesas.

    Mais uma meia noticia em que não questionam, nem explicam o porque desse valor ser apresentado.

RESPONDER

Setenta anos depois, teste de ADN reúne mãe e filha pela primeira vez

Genevieve achava que a sua bebé recém-nascida tinha morrido no parto. Mas não: foi adotada por uma família da Califórnia que lhe mentiu sobre as origens. Agora conheceram-se graças a um teste de ADN. Quase 70 …

Arcebispos de Barcelona ajudaram padre acusado de abusos a fugir à polícia

O padre Senabre, acusado de ter abusado de um menor de 13 anos, esteve desaparecido por mais de 25 anos. Foi agora encontrado no Equador e o seu caso está a ser investigado pelo Vaticano …

Problemas de direitos humanos persistem em Portugal apesar dos progressos

O mais recente relatório da Amnistia Internacional sobre direitos humanos indica que em Portugal “ainda persistem” desigualdades no acesso a habitação condigna, e diferentes formas de discriminação de pessoas e comunidades mais vulneráveis. O documento divulgado …

Theresa May adia votação do Brexit

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou, esta segunda-feira à tarde, perante o parlamento britânico, que será adiada a votação do acordo do Brexit agendada para esta terça-feira, dia 11. A decisão da primeira-ministra britânica procura evitar …

"Lobisomem da Sibéria". Maior assassino em série da Rússia era polícia e matou 78 mulheres

Um ex-polícia russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado esta segunda-feira na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história recente …

Mais de 20 comboios vão ser suprimidos no Natal e Ano Novo

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca …

Catalães devem seguir a via eslovena e estar "dispostos a tudo" para alcançar independência

Quim Torra disse este sábado que os catalães devem seguir o exemplo do processo de independência da Eslovénia e estar "dispostos a tudo". O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, disse este sábado que …

"Injustiça fiscal." Governo rejeita alterar IRS para salários de anos anteriores

O Governo recusou aceitar uma recomendação da Provedora de Justiça que pedia ao Executivo para atualizar o regime de IRS para rendimentos relativos a anos anteriores. No início de outubro, a Provedora da Justiça escreveu a …

Oito anos depois, pensionistas recebem subsídio de Natal por inteiro

Oito anos depois, os pensionistas recebem esta segunda-feira o subsídio de Natal por inteiro, sem cortes e no mês de dezembro. A maioria dos pensionistas da Segurança Social começa esta segunda-feira a receber a pensão de …

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, acusado por ocultar rendimentos

O Ministério Público japonês acusou oficialmente o ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos da empresa durante um período de cinco anos. De acordo com a agência Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza …