Procura-se: licenciados por 120 euros por mês para estágios

A Universidade de Aveiro está a anunciar, no seu portal de estágios e saídas profissionais, oportunidades de emprego para licenciados com uma remuneração mensal de 120 euros. Uma situação “inconcebível”, acusa o Bloco de Esquerda.

O Jornal de Negócios dá conta do desconforto dos bloquistas com este caso, divulgando o teor da pergunta que os deputados Moisés Ferreira e Luís Monteiro endereçaram ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior a propósito da situação.

Em causa estão dois anúncios publicados no site do Gabinete de Estágios e Saídas Profissionais (GESP) da Universidade de Aveiro (UA), para estágios na área do Design Gráfico e da Comunicação que referem uma remuneração mensal de 120 euros.

O Negócios realça que os anúncios visam “recrutar bacharéis e licenciados na área de Design, ou indivíduos com Curso de Especialização Tecnológica na área do Design de Calçado e Marroquinaria, durante seis meses, com um vencimento de 120 euros mensais”.

Este anúncio é inconcebível“, salientam os deputados do Bloco de Esquerda (BE), considerando que “mais inconcebível ainda é o facto de um gabinete de uma universidade pública estar a divulgar tais anúncios”, como cita o Negócios.

“A remuneração de 120 euros por um estágio é um insulto a qualquer bacharel ou recém-licenciado”, acusam os bloquistas, frisando que “é a promoção da precariedade e exploração mais abjecta”.

A título de comparação, o Bloco lembra os valores pagos pelos estágios profissionais realizados ao abrigo do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), designadamente de 600 euros mensais para quem tenha um Curso de Especialização Tecnológica, e de 707 euros mensais para os licenciados. A estas verbas acrescem ainda, os subsídios de refeição e o seguro de acidentes de trabalho.

Deste modo, o Bloco apela à retirada dos referidos anúncios e recomenda à UA que “defina critérios exigentes para a admissão e divulgação de ofertas de estágio e de emprego”, com o intuito de garantir a “protecção dos direitos laborais dos estudantes e ex-estudantes”.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. devem-se ter esquecido de um “0” = 1200 € só pode, senão é melhor ir trabalhar/estagiar p/ caixa de supermercado, pelos menos ganha o salario mínimo…

  2. Não sei onde está o problema, um dos estágios em questão é estágio curricular, não é profissional (vi a oferta 7075) e estágios curriculares por norma não são remunerados e dependendo do plano curricular são obrigatórios ou facultativos.

    Quem me dera a mim no meu estágio curricular ter recebido 120EUR/mes nos 6 meses que trabalhei lá ao menos já ajudava nas despesas.

    Mais uma meia noticia em que não questionam, nem explicam o porque desse valor ser apresentado.

RESPONDER

"Não é altura para pessimismo, mas sim para o otimismo", afirma Trump em Davos

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, apelou esta terça-feira em Davos, na Suíça, ao otimismo contra os profetas do apocalipse e exultou os outros países a seguirem o "modelo americano" que a sua …

JPMorgan Chase prepara mudança para Paris após o Brexit

O banco norte-americano JPMorgan Chase anunciou no domingo que comprou um novo edifício no centro de Paris capaz de disponibilizar 450 postos de trabalho, o mais recente passo nos seus planos para sair de Londres …

Benfica contrata Samuel Pedro ao Boavista

O extremo, que se estreou esta temporada pelos seniores do Boavista, assinou contrato com o Benfica, anunciou o clube encarnado, esta segunda-feira, no seu site oficial. Samuel Pedro, de 18 anos, fez a sua estreia na I …

Prendas aos deputados acima de 150 euros serão divulgadas na Internet

PS, PSD e Bloco aprovaram, esta terça-feira, em votação final na Comissão Parlamentar de Transparência, o conjunto de critérios orientadores em matéria de ofertas e hospitalidade de deputados, diploma que teve a oposição do PAN. Estes …

Metro do Porto compra 18 novos veículos e assegura mais 60 mil lugares por dia

A Metro do Porto assinou esta terça-feira o contrato para a aquisição, por 49,6 milhões de euros, de 18 composições à empresa chinesa CRC Tangsthan que permitirão disponibilizar mais 60 mil lugares diários, estima a …

Catarina Martins diz que Carlos Costa "não tem condições" para ser governador

Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, disparou contra aqueles que considera serem "cúmplices" do "assalto ao povo angolano". Tanto a Justiça como o Governo português têm de agir, considera o Bloco de Esquerda, na sequência …

Pedro Sánchez vai reunir-se com líder do governo regional catalão

O primeiro-ministro espanhol e líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), Pedro Sánchez, anunciou na segunda-feira que se reunirá com o líder do governo regional da Catalunha, Quim Torra, no início de fevereiro. Em entrevista à televisão …

Governo confirma que nunca avaliou impacto dos vistos gold. Só 5% foram recusados

O Ministério da Administração Interna (MAI) confirmou que não foram realizadas avaliações ao impacto dos vistos gold e que não cabe ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) controlar as origens do capital investido em …

Conselho de Finanças Públicas alerta para "risco de desvio significativo" no ritmo de ajustamento estrutural

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) alerta para um "risco de desvio significativo" do ritmo de ajustamento estrutural da economia portuguesa em 2020, avisando que a evolução programada da despesa no OE2020 "não cumpre o …

Carolina Salgado condenada a pena de quatro meses de prisão, substituída por multa de 600 euros

Carolina Salgado não cumpriu sentença do processo de difamação a Pinto da Costa. Além das 300 horas de trabalho comunitário devia ter publicado o texto da sentença no jornal e não o fez. Carolina Salgado foi …