Lentes de contacto de alta tecnologia podem substituir os smartphones

A tecnologia está a evoluir exponencialmente e, no futuro, as lentes de contacto pode mesmo atuar como se fossem os nossos smartphones pessoais.

As lentes de contacto são o resultado de uma descoberta acidental feita durante a Segunda Guerra Mundial. O oftalmologista Harold Ridley notou que, apesar dos estilhaços de plástico acrílico ficarem cravados nos olhos dos pilotos de caça, não parecia causar nenhum dano. Esta descoberta acabou por levar à criação de lentes intraoculares para o tratamento de cataratas.

Ao longo dos anos, novas descobertas científicas resultaram em lentes de contacto mais suaves e confortáveis. E agora, a investigação que reúne química, biologia e microeletrónica está a resultar em lentes de contacto saídas diretamente da ficção científica.

Investigadores da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong desenvolveram um protótipo de lente de contacto que monitoriza continuamente as mudanças na pressão intraocular, a pressão dentro do globo ocular.

O protótipo é baseado no facto de que a forma do globo ocular varia em resposta às mudanças na pressão intraocular. À medida que isto acontece, a lente de contacto sofre uma mudança proporcional na sua forma. Um capacitor fino embutido na lente de contacto correlaciona as mudanças na forma às variações na pressão intraocular.

A monitorização contínua fornecida pelas lentes de contacto pode ser útil para pessoas que sofrem de glaucoma. Esta lente pode monitorizar as mudanças na pressão intraocular ao longo do dia e pode libertar medicamentos para aliviar o glaucoma. Uma lente semelhante, chamada Sensimed Triggerfish, recebeu aprovação de reguladores nos Estados Unidos e no Japão.

Graças à omnipresença dos dispositivos eletrónicos, vivemos atualmente num mundo constantemente banhado por radiação eletromagnética. Embora não haja um consenso claro, estudos apontam que a exposição à radiação eletromagnética pode induzir alguns efeitos no tecido humano.

Engenheiros da Coreia do Sul aplicaram uma camada de grafeno nas lentes de contacto para ajudar a proteger os olhos da radiação eletromagnética. A fina camada de grafeno também reduz a desidratação.

Para lá daquilo que se vê

Desenvolvimentos em microeletrónica e química contribuíram para o aumento de projetos e protótipos envolvendo lentes de contacto inteligentes. Por exemplo, já existem lentes que funcionam como óculos de sol, escurecendo e clareando em resposta às mudanças na intensidade da luz.

A startup Mojo Vision, com sede na Califórnia, está a trabalhar em lentes de contacto com um display LCD embutido, o que abre possibilidades enormes. Semelhante a um display head-up projetado no para-brisas de um carro, a lente de contacto pode fornecer uma ampla gama de informações, desde notificações por telemóvel, direções de mapas e muito mais.

Não é rebuscado imaginar que em breve seremos capazes de usar lentes de contacto para ampliar objetos distantes.

O estudante de doutoramento em engenharia química, Bishakh Rout, esteve envolvido em projetos focados no desenvolvimento de membranas de polímero nanométrico muito finas em lentes de contacto. Essas membranas aumentam o conforto e anexam sensores minúsculos à superfície para evitar que substâncias indesejadas colem.

Os desafios permanecem em aumentar a produção em massa de tais produtos e manter o preço acessível. Os críticos também apontaram que é mais fácil corrigir as deficiências da visão com os avanços na tecnologia laser.

Prevê-se que o mercado global de lentes de contacto se expanda e podemos esperar o lançamento de uma infinidade de produtos inovadores. E como a tecnologia continua a desenvolver lentes de contacto, as lentes de contacto inteligentes podem um dia substituir os smartphones e os ecrãs.

PARTILHAR

RESPONDER

Emprego, formação e pobreza. Cimeira Social arranca com apelos a mudança para recuperar da crise

A Cimeira Social arrancou, nesta sexta-feira, no Porto, com a presença de 24 dos 27 chefes de Estado e de Governo da UE, num evento que pretende definir a agenda social da Europa para a …

Comandos. MP pede condenação de cinco arguidos a penas entre dois e 10 anos de prisão

O Ministério Público (MP) pediu hoje a condenação de cinco dos 19 arguidos no processo relativo à morte de dois recrutas dos Comandos, em 2016, a penas de prisão entre dois e 10 anos. Nas alegações …

Juventus quer Zidane para o lugar de Pirlo

O insucesso desportivo da Juventus esta temporada deve fazer com que Pirlo saia do clube. Zidane, que também estará de saída do Real Madrid, é o favorito da vecchia signora. Zinédine Zidane estará a pensar seriamente …

“Incompetência e arrogância”. Cabrita está (novamente) debaixo de fogo. Partidos pedem a sua demissão

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, está mais uma vez no centro da polémica. Depois de ter avançado com uma requisição civil para que mais de 20 imigrantes fossem transportados para o Zmar, durante a …

Fernando José é o candidato do PS a Setúbal. Ana Catarina Mendes concorre à Assembleia Municipal

O deputado e vereador socialista Fernando José é o cabeça de lista do PS às próximas eleições autárquicas para a Câmara de Setúbal e Ana Catarina Mendes à Assembleia Municipal, revelou fonte oficial do Partido …

Portugal na zona de queda dos restos do foguetão chinês

O foguete de Longa Marcha chinês que foi lançado a 29 de abril, e agora está a preocupar o mundo. As previsões é que a reentrada na atmosfera se dê até ao próximo dia 9 …

CIP propõe "almofada" pública de 8.000 milhões para resolver moratórias

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) propôs ao Governo criar uma "almofada" de garantias públicas no valor de oito mil milhões de euros para dar poder às empresas e levar a banca a renegociar os …

Reino Unido. Variante indiana é “preocupante“ e já infetou idosos vacinados

No Reino Unido, já foram encontradas 48 cadeias de transmissão da variante indiana e sabe-se que há transmissão comunitária. A Public Health England classifica esta variante como “preocupante”. A direção geral de saúde de Inglaterra (PHE …

Petição para cancelar Jogos Olímpicos conta já com 200 mil assinaturas

Uma petição 'online' a pedir o cancelamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 devido à pandemia da covid-19 ultrapassou esta sexta-feira as 200 mil assinaturas, avançou a agência Lusa. A campanha, lançada na quarta-feira pelo advogado e ativista …

“Não queremos estragar a nossa joia da coroa“. Governo pode limitar acesso da Peneda-Gerês

O Secretário de Estado da Conservação da Natureza concorda com os autarcas, sobre o impacto positivo do turismo para as populações, mas nota que o sucesso do PNPG não pode pôr em causa os valores …