Lei portuguesa não cobre ainda os drones

Ann Froschauer / USFWS Headquarters

-

Os drones estão cada vez mais acessíveis ao consumidor comum e oferecem um cada vez mais amplo espectro de funcionalidades que os tornam dispositivos apetecíveis. Contudo, apesar da grande adesão por parte das empresas e consumidores portugueses, o setor dos drones não é ainda legislado.

Deixaram de ser apenas ficção-científica e estão já ao alcance do consumidor. Os drones são um mercado em crescimento, mas já estão entre as grandes tendências para 2015.

No evento internacional de eletrónica de consumo CES, em Las Vegas, os drones enchiam salas de conferências com um zumbido mecânico, e exibiam as mais variadas funcionalidades, desde a vigilância, à fotografia e à gravação de vídeo.

Apesar do crescente número de fãs, os drones têm estado sob o olhar atento das autoridades reguladoras. Sendo um setor jovem, a lei não está, em muitos países, preparada para regular estes aparelhos. Muitos foram os receios que emergiram lado a lado com os drones. Ao poderem ser equipados com câmaras de controlo remoto, os drones podem operar, nas mãos de mentes mais obscuras, como dispositivos de espionagem não autorizada.

Não obstante, os drones têm também um grande potencial na área das entregas. Com a capacidade para deixar encomendas à porta do cliente, podem também entregar mantimentos a sobreviventes de desastres naturais.

Gigantes da dimensão online, como o Facebook e a Google, têm procurado utilizar os drones como hotspots de Internet, facilitando o acesso à rede em áreas onde a cobertura escasseia ou é inexistente.

Em Portugal, não existe ainda legislação que regule este mercado emergente. Em dezembro, o Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) disse que estaria a trabalhar no sentido de estabelecer as normas legais que regulem a utilização das pequenas “aeronaves não-tripuladas“.

O INAC, contudo, será somente responsável pela redação da legislação a ser aplicada sobre os drones comerciais, visto que aqueles a serem utilizados para fins militares e de segurança estão a cargo do Ministério da Defesa Nacional.

David Mota, diretor executivo da SkyEye, uma empresa especializada na captura aérea de imagens e vídeo, disse que o mercado dos drones em 2020 deverá valer cerca de 23 mil milhões de dólares, sendo que o segmento mais rentável será o militar, seguido pelo comercial e, por fim, pelo recreativo.

O potencial de violação da privacidade dos cidadãos é algo que deixa os reguladores hesitantes face à democratização da utilização dos drones.

No fim do ano passado, o INAC dissera que no início de 2015 deveria emitir a devida legislação que colocaria os drones sob a alçada da lei.

Filipe Pimentel, B!T

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …