Larva que come plástico pode revolucionar a reciclagem

A espécie consegue alimentar-se de um certo tipo de plástico, sem que a sua saúde seja afetada. Esta pode ser uma descoberta revolucionária para acabar com o excesso de resíduos provocados pelo plástico.

Anualmente, são centenas as toneladas de plástico desperdiçadas um pouco por todo o mundo. Só nos Estados Unidos, por exemplo, apenas 10% do plástico utilizado num ano acaba por ser reciclado.

Esta é uma situação que coloca em risco a sustentabilidade do nosso planeta, uma vez que o plástico é um material que demora centenas de anos para entrar em decomposição.

Porém, de acordo com a BBC, uma equipa de investigadores da Universidade de Stanford, na Califórnia, pensa ter descoberto uma solução para este problema que é, nada mais nada menos, do que uma espécie da família dos tenebrionídeos.

Conhecido como bicho-da-farinha, os investigadores descobriram que a larva deste besouro pode alimentar-se de um plástico não biodegradável: o isopor, também conhecido por poliestireno.

De acordo com a pesquisa efetuada, publicada na revista Environmental Science and Technology e que teve a ajuda de alguns especialistas chineses, estes insetos transformam metade desta substância em dióxido de carbono e a outra em excrementos.

Esta espécie pode ser assim uma arma revolucionária para acabar com a grande quantidade de resíduos plásticos e, além disso, a equipa ainda comprovou que este consumo não afeta a sua saúde.

O segredo está nas bactérias presentes no sistema digestivo do inseto, as principais responsáveis por decompor o plástico.

“Este é um meio inovador para enfrentar o enorme problema que representa a contaminação do plástico”, explica Anja Malawi Brandon, investigadora que participou na pesquisa.

“Está provado que o bicho-da-farinha consegue transformar 50% do plástico que consome em CO2, o que equivale a uma grande quantidade”, afirma.

O objetivo do grupo passa agora por descobrir outros tipos de plástico que também possam ser decompostos por estes insetos e ainda extrair as bactérias para usá-las diretamente no tratamento do plástico.

Esta é a primeira vez que uma investigação consegue provar que o plástico pode degradar-se no intestino de um animal.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …